ASSINE

Coronavírus no ES: o que você precisa saber sobre o uso de máscaras

Com a ajuda da infectologista Rúbia Miossi, A Gazeta listou cinco dicas importantes sobre o uso de máscaras no combate à Covid-19 que vão desde a higienização até a forma correta de colocar e tirar esse equipamento de proteção

Publicado em 13/04/2020 às 12h36
Atualizado em 13/04/2020 às 12h47
Mulher de máscara passando álcool em gel nas mãos: prevenção ao coronavírus
Mulher de máscara passando álcool em gel nas mãos: prevenção ao coronavírus. Crédito: siraphol s./Freepik

Você possui máscara de proteção? Sabe como utilizá-la corretamente? Depois que o Ministério da Saúde liberou o uso de máscaras caseiras, como tentativa de evitar a propagação do novo coronavírus, muita gente passou a confeccionar esse equipamento de proteção em casa. No entanto, apenas o uso da máscara não é eficiente para evitar a contaminação. Além disso, o item exige cuidados de higiene e deve ser colocado, usado e retirado corretamente.

"As pessoas estão usando mais a máscara. Se estão usando bem é outra história. Quando o Ministério da Saúde fala que pode usar máscara, é por que estava impossível controlar as pessoas para não usar. Elas queriam usar. Vamos utilizá-la, mas use a de tecido, para que a descartável fique para o profissional de saúde", alertou a infectologista Rúbia Miossi em entrevista ao Bom Dia Espírito Santo, da TV Gazeta, nesta segunda-feira (13). 

Ficou em dúvida se você tem higienizado e utilizado corretamente a sua máscara? A Gazeta listou,  com a ajuda da infectologista Rúbia Miossi, o que você precisa saber sobre isso. Confira:

  1. 01

    Não toque na máscara o tempo todo

    "Temos a nossa vida no dia a dia. Vamos ao supermercado ou a outro local necessário, e verifico que uma vez que as pessoas estão com a máscara no rosto, elas também tocam mais vezes o rosto. Não é para ficar passando a mão na máscara o tempo todo, porque assim você estará se contaminando e contaminando a máscara", alerta da médica.

  2. 02

    Não deixe de lavar as mãos

    A máscara pode ser mais uma aliada na prevenção contra a contaminação pelo novo coronavírus, mas ainda é fundamental o hábito de lavar bem as mãos. "Não é para deixar de higienizar as suas mãos. A medida mais eficiente, comprovada, é higienização das mãos, não o uso de máscara", afirma a infectologista.

  3. 03

    Cuide da sua máscara.

    Usou, lavou. Nada de deixar a sua máscara jogada por aí. "Não é assim: tirei a máscara, enfio no bolso, largo na mesa. Não é isso. Terminei de usar a máscara, vou colocá-la dentro de um saco plástico e depois lavá-la com água e sabão", diz Rúbia.

  4. 04

    Álcool não serve para higienizar a máscara

    Sabe o álcool 70 que você tem utilizado para higienizar algumas coisas em casa? Não serve para limpar a sua máscara. A infectologista explica o motivo. "O álcool é para higienização das mãos e de superfícies. Não é para higienizar máscara. A máscara é para ser lavada com água e sabão, e ainda tem a recomendação de colocar de molho na água sanitária. Ela está muito próxima da nossa boca, vai ter matéria orgânica – que é a nossa saliva – em contato com ela, e o álcool não vai ser suficiente nesse ponto. Se a sua mão está visivelmente suja, não vai adiantar passar álcool. O mesmo vale para a máscara. Primeiro tem que higienizar com água e sabão, para retirar a sujeira. E depois faz o seguro tratamento com água sanitária. Deixe um pouco de molho, depois basta enxaguar e colocar para secar".

  5. 05

    Sua máscara protege o outro, não você

    Por fim, mas não menos importante, a máscara não lhe protege contra o coronavírus. Mas considerando que algumas pessoas podem estar contaminadas e não apresentar sintomas, o uso da máscara por elas – aliado a outros cuidados – impede que, caso estejam contaminadas, transmitam o vírus para outras pessoas.  "A máscara não é eficiente para evitar que a pessoa que a usa pegue a doença. Ela é eficiente para que eu, que uso a máscara, se estiver infectado, não transmita para você, porque ela guarda as minhas secreções dentro dela", conclui a médica.

Coronavírus: Precisou ir à rua? Veja o que fazer ao voltar para casa

Ilustração de Amarildo - toalha
TOALHAS DE ROSTO E PANO DE PRATO - Quando há mais de um morador de casa, especialistas recomendam que cada um use sua própria toalha de rosto, assim como deveria acontecer com a tolha de banho. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - alimentos
ALIMENTOS - Alimentos comprados nas feiras ou nos supermercados também devem ser higienizados. Por terem sido manipulados diversas vezes até chegarem à mão e à mesa do consumidor, a dica do doutor em ciência dos alimentos, Rodrigo Scherer, é que frutas e verduras sejam limpas com água e sabão e ainda submetidas a uma imersão composta por água potável e água sanitária. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - alcool gel
MAÇANETAS E PUXADORES DE ARMÁRIOS  - Ao chegar casa, tire os sapatos, adereços, celulares, chaves e mochila. Se possível, tire as roupas e coloque em uma sacola plástica ou cesta de roupas (com demais roupas usadas para sair). O segundo passo é higienizar as mãos. Depois, limpar as maçanetas externas e externas com álcool 70º ou desinfetante. Se você teve de tocar em algum puxador, esse item também precisa ser limpo. Amarildo
Ilustração de Amarildo - chave - anel
ADEREÇOS E CHAVES - Adereços como joias e chaves podem ser limpos com desinfetante ou com álcool 70%. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - sapato
SAPATOS E PISOS - A limpeza dos sapatos e dos pisos - porcelanato, cerâmica, madeira - deve ser feita de acordo com o que recomenda o fabricante do produto. O infectologista Wladimir Queiroz destaca que álcool, água e sabão ou desinfetante são eficientes na limpeza e eliminação do vírus da superfície que pode estar contaminada. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - camisa
ROUPAS - Os especialistas recomendam que a roupa usada na rua seja imediatamente trocada por outra limpa, quando for permanecer em casa. Ao retornar da rua, as peças devem ser encaminhadas para a área destinada. . Amarildo
Ilustração de Amarildo - maçaneta
MAÇANETAS E PUXADORES DE ARMÁRIOS  - Ao chegar casa, tire os sapatos, adereços, celulares, chaves e mochila. Se possível, tire as roupas e coloque em uma sacola plástica ou cesta de roupas (com demais roupas usadas para sair). O segundo passo é higienizar as mãos. Depois, limpar as maçanetas externas e externas com álcool 70º ou desinfetante. Se você teve de tocar em algum puxador, esse item também precisa ser limpo. Amarildo
Ilustração de Amarildo - bolsa - mohila
BOLSAS E MOCHILAS - Esses recipientes podem ser higienizados com álcool 70% líquido ou em gel. Com papel toalha ou um pano, aplique o produto em uma pequena superfície para verificar se o objeto não será danificado. Se não, aplique a quantidade deseja. Amarildo
Ilustração de Amarildo - celular
CELULAR - Celular e tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região esbranquiçada. . Amarildo
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.
CELULAR - Celular e
tablet podem ser limpas com álcool isopropilico. Aplique uma pequena quantidade
na toalha descartável ou pano e limpe a tela. Nas partes de plástico, a
recomendação é usar um pano com desinfetante. O álcool pode deixar essa região
esbranquiçada.

Este vídeo pode te interessar

Com informações da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 Álcool em gel Máscara de proteção facial

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.