Coronavírus: entenda em que momento o ES pode entrar em alerta vermelho

Com o registro de caso de transmissão local, Espírito Santo saiu do alerta verde e entrou para o laranja. Rio e São Paulo já estão no vermelho

Publicado em 15/03/2020 às 13h01
Atualizado em 16/03/2020 às 09h48
Passageiros usam máscaras de proteção contra coronavírus no aeroporto de Vitória. Crédito: Ricardo Medeiros
Passageiros usam máscaras de proteção contra coronavírus no aeroporto de Vitória. Crédito: Ricardo Medeiros

Espírito Santo está em alerta laranja na classificação dos casos do coronavírus. Isso significa que já houve transmissão local,  um primeiro contágio interno no Estado, não se tratando de uma pessoa infectada que veio do exterior. Caso a situação se agrave e a transmissão do coronavírus avance, o próximo estágio é o alerta vermelho, quando há a transmissão comunitária.

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, explicou o panorama:

"A gente está na fase de transmissão local, pois ainda é possível identificar o nexo entre os casos. A partir do momento em que não se consegue mais identificar, passa a ser transmissão comunitária, que é o sinal vermelho."

Os municípios de VitóriaVila VelhaVianaCariacicaSerra e Linhares foram declarados como zona de alerta para a transmissão local, o que significa que é aonde se tem o maior risco de contágio.

A explicação para esses locais específicos estarem em alerta é que o primeiro contágio interno do Estado aconteceu na Grande Vitória — que é considerada uma zona urbana contínua e interligada — e depois esse paciente voltou para a sua cidade, que é Linhares.

Segundo o secretário, o Estado pode atingir a fase mais grave de transmissão da doença dentro de 20 dias ou até mesmo na próxima semana. 

As cidades do Rio de Janeiro e São Paulo já estão no alerta vermelho, por terem registrado transmissão comunitária. 

ENTENDA QUAIS SÃO OS ALERTAS DE TRANSMISSÃO DO CORONAVÍRUS 

VERDE

Caso importado: o paciente infectado contraiu o vírus em viagem a um outro país.

LARANJA (ONDE O ESPÍRITO SANTO ESTÁ ENQUADRADO)

Transmissão local: a infecção ocorreu no Brasil, mas foi possível identificar qual paciente transmitiu o vírus. Em geral, a pessoa que transmitiu viajou ao exterior.

VERMELHO

Transmissão comunitária: ocorre quando não é mais possível identificar a fonte de transmissão de pacientes que contraem a doença, o que indica que o vírus já circula entre a população.

Coronavírus Coronavírus no ES

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.