ASSINE

"O sonho dela era me dar um netinho", diz mãe de Amanda Marques

Segundo Renata Aparecida Marques, a filha Amanda, de 20 anos, que morreu depois que a moto em que estava com o namorado foi atingida por um caro na Rodovia Darly Santos, em Vila Velha, pretendia engravidar no fim de 2021 e se casar em breve

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/04/2021 às 17h53
Jovem de 20 anos. Acidente na Darly Santos
Amanda Marques Pinto foi vítima de acidente no último sábado (17). Crédito: Arquivo da família

"O sonho dela era me dar um netinho". É assim que Renata Aparecida Marques lamenta a morte da filha Amanda Marques, de 20 anos, vítima de um grave acidente na Rodovia Darly Santos, em Vila Velha, no último sábado (17). Segundo a mãe, a jovem pretendia engravidar no fim de 2021 e planejava se casar em breve, estava apenas aguardando passar o período crítico da pandemia. Além de constituir família, a jovem queria cursar a faculdade de Fisioterapia a partir do segundo semestre deste ano.

Amanda estava na garupa da moto do companheiro, Matheus José Silva, de 23 anos, no momento em que um carro atingiu o veículo. O rapaz foi levado por uma ambulância para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, onde ainda está internado em estado grave. O casal havia saído da casa de Renata, no bairro Jockey, e seguia para o bairro Divino Espírito Santo.

Em Vila Velha
Renata e a filha Amanda, vítima de acidente na rodovia Darly Santos. Crédito: Arquivo da família

A mãe a descreve como uma filha perfeita, que era muito amada por todos, em especial pelo irmãozinho de 3 anos. "Amanda era muito amada, carinhosa, meiga, tinha um amor imenso com o irmão. Não tinha defeitos e onde ela passava deixava carinho. Inclusive tinha uma relação muito boa com Matheus, moravam juntos há um ano, se amavam muito, estavam um pelo outro, arrumando a casinha deles do jeito que queriam", contou.

Renata Aparecida Marques

Mãe de Amanda Marques

"O momento mais marcante agora é que no sábado (17) ela esteve o dia todo comigo, sempre falando que me amava. E no final ela me deu um beijo, pediu a benção, como todo dia fazia. Todo dia de manhã, mesmo sem me ver, mandava mensagem e perguntava pelo irmão, que na próxima segunda-feira (26) fará aniversário"

Para Renata, o que fica agora é o sentimento de dor, além da saudade. "Fica a sensação de que não vou mais poder ter o beijo e o abraço dela. A mãe do homem que a matou vai vê-lo quando quiser, eu não vou ver a minha filha mais. Minha princesa, agora virou estrelinha", desabafou.

Amanda e Matheus seguiam de moto para o bairro Divino Espírito Santo, onde moravam, quando ocorreu o acidente. Era Matheus quem pilotava a moto, modelo Honda XRE 300, no momento em que o Corolla, que seguia no mesmo sentido na pista, atingiu a traseira da motocicleta, segundo a Polícia Militar.

O motorista, identificado como Wagner Nunes de Paulo, de 28 anos, se recusou a fazer o teste de etilômetro no local do acidente, mas foi detido em flagrante após a batida e foi autuado por homicídio culposo na direção de veículo automotor, crime previsto no artigo 302 do Código de Trânsito Brasileiro, como informou a Polícia Civil, por nota.

Ele foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana no início da manhã deste domingo (18), onde passou por audiência de custódia e teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, a pedido do Ministério Público.

JUSTIÇA

Para o caso, o desejo da mãe de Amanda é que a justiça seja feita. À reportagem de A Gazeta, ela contou que já há advogado constituído e que todas as medidas serão tomadas. "Ele (motorista do carro que atingiu a moto) tem que ser punido, foi um assassino e tirou a vida da minha filha e uma parte da do marido dela também. Nós ainda não sabemos o que vai acontecer com ele, talvez precise passar por cirurgia, está com um coágulo na cabeça, tomando medicação. Então são duas vítimas", afirmou.

Jovem de 20 anos. Acidente na Darly Santos
Amanda Marques Pinto estava garupa da moto do companheiro quando o acidente aconteceu. Crédito: Arquivo da família

Renata ainda deixou um recado para outras mães que enfrentam situações semelhantes. Para ela, deve-se buscar solução para o caso, para que não fique impune. "É preciso correr atrás de justiça. A vida vale tudo. Para nós que estivemos na delegacia o rapaz não parecia sóbrio. Ele tem que mofar na cadeia, não pode sair, isso tem que ter punição", concluiu.

PAI DE AMANDA PEDE JUSTIÇA

O pai da jovem, Maxwell Pinto, gravou um vídeo em que agradece a rede de apoio à família de Amanda e pede justiça para o caso. "Amanda foi vítima de um grave acidente neste sábado, onde o motorista embriagado acabou com a vida dela, sem dar nenhuma chance de defesa. Estamos aqui tentando reunir forças para continuar e fazer com que Amanda não seja só mais uma vítima de trânsito", afirmou.

O QUE DIZ A DEFESA DE WAGNER

À reportagem de A Gazeta, o advogado responsável pela defesa do motorista, Ramon Coelho Almeida, confirmou a manutenção da prisão do rapaz, mas descreveu o ocorrido como uma fatalidade. “Foi literalmente um acidente. É uma pessoa que nunca sofreu nenhum acidente e vamos provar que foi mesmo uma fatalidade. Vamos lutar pela liberdade dele", afirmou.

Questionado sobre o motivo pelo qual o motorista se recusou a fazer o teste do etilômetro, o advogado afirmou que Wagner agiu sem pensar, diante da perplexidade em relação ao ocorrido.

“Ele contou que não parou para pensar nas consequências de negar o exame, que simplesmente estava sem reação. Mas não foi oportunizado que ele fizesse o teste de sangue ou qualquer outro tipo posteriormente. Ninguém solicitou e ele estava sem advogado, sem orientação na hora. Não foi solicitado nem na delegacia, nem no DML. Se tivessem solicitado, ele teria feito.”

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.