ASSINE

ES começa a vacinar crianças contra a Covid-19; veja regras

O pequeno Arthur da Silva Marinho, de 6 anos, foi o primeiro a receber o imunizante pediátrico da Pfizer no Espírito Santo. Saiba qual é a ordem de prioridade entre as crianças de 5 a 11 anos e veja as regras

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 15/01/2022 às 12h28
Artur da Silva Marinho, 6 anos, é primeira criança vacinada no ES
Arthur da Silva Marinho, 6 anos, é a primeira criança vacinada no ES. Crédito: Carol Monteiro/TV Gazeta

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 teve início neste sábado (15) no Espírito Santo, em um evento realizado na sede do governo, no Palácio Anchieta, em Vitória. O pequeno Arthur da Silva Marinho, de 6 anos, foi o primeiro a receber o imunizante pediátrico da Pfizer no Estado.

O menino é morador da aldeia Nova Esperança, em Aracruz, e foi ao local acompanhado da família. A prima dele, Lucimar, de 9 anos, também recebeu a primeira dose. “Hoje é um dia importante para todas as crianças indígenas. Estamos muito felizes por saber que a vacina chegou também para elas”, declarou Josias Carvalho Marinho, pai de Arthur.

Artur da Silva Marinho, 6 anos, é primeira criança vacinada no ES
Artur da Silva Marinho, 6 anos, é a primeira criança vacinada no ES. Crédito: Carol Monteiro/TV Gazeta

As 24 mil doses que chegaram ao Espírito Santo na tarde desta sexta-feira (14) foram encaminhadas aos municípios, que estão se preparando para começar a vacinar o público infantil contra o coronavírusA partir deste sábado (15) a imunização já começa em Vitória e em Cariacica. Outras cidades vão dar início à aplicação das vacinas na próxima segunda-feira (17). Já aqueles que ainda não definiram a data informaram que aguardam o recebimento das doses para traçar a estratégia de imunização desse grupo.

“Nós estamos iniciando a vacinação das crianças pelo Plano Nacional de Imunização, iniciando pelas crianças indígenas, aquelas com deficiência ou comorbidades. Esse é o público dessa primeira fase. Avançamos muito na imunização da população, mas temos que avançar ainda mais. Temos um grande número de pessoas com mais de 12 anos que ainda não receberam a vacina. Pedimos sempre que as pessoas que podem se imunizem contra essa doença. Nosso esforço é para que as pessoas façam o teste. São mais de 480 locais de livre testagem no Espírito Santo. Para assim identificar o contágio e romper a cadeia de transmissão”, disse o governador Renato Casagrande.

Atualmente, o Espírito Santo tem 393.089 pessoas entre 5 e 11 anos aptas para receber a vacinação contra Covid-19. Devido ao número de doses disponibilizadas nesse primeiro momento, o governo estadual organizou a imunização por meio de alguns grupos prioritários.

A imunização seguirá a seguinte ordem de prioridade: primeiro as crianças indígenas e quilombolas, depois as crianças com deficiências permanentes, e, em seguida, as crianças com comorbidades. Por fim, crianças de 11 anos sem comorbidades. No caso das crianças com comorbidades será necessária a apresentação de laudo médico no local da vacinação.

O esquema vacinal do imunizante pediátrico da Pfizer contra a Covid-19 será com duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações. As crianças que completarem 12 anos entre a primeira e a segunda dose, devem permanecer com a dose pediátrica da vacina. Ou seja, tomar a segunda dose da mesma vacina Pfizer que tem rótulo de cor laranja (de 5 a 11 anos).

Vale lembrar que caso alguma das crianças tenha recebido vacina contra outra doença recentemente, precisará esperar pelo menos 15 dias para receber o imunizante contra o coronavírus. A norma segue uma das recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para vacinação do público infantil. O intervalo entre uma vacina e outra é necessário.

"A vacinação das crianças deve seguir até o mês de junho para aplicação das duas doses. Queremos vacinar rapidamente todas as crianças para protegê-las o mais rápido possível desse vírus. A vacina traz proteção para as crianças e é um ato de responsabilidade dos pais para com seus filhos", afirmou o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.