ASSINE

Covid-19: ES espera alcançar 100% dos idosos vacinados em junho

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, em coletiva nesta segunda-feira (10), a expectativa é ter a totalidade da população-alvo imunizada com pelo menos uma dose da vacina

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 10/05/2021 às 16h41
Distribuição e vacinação na Grande Vitória
Sesa espera atingir a marca de 100% dos idosos vacinados no ES durante o mês de junho. Crédito: Fernando Madeira

Apesar da baixa disponibilidade de doses de vacinas contra a Covid-19 no Espírito Santo, a expectativa da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) é ter 100% da cobertura vacinal dos idosos concluída durante o mês de junho. A informação foi divulgada pelo secretário da pasta, Nésio Fernandes, durante pronunciamento realizado na tarde desta segunda-feira (10).

Nésio ressaltou que a marca de 100% dos idosos vacinados deverá ser alcançada em junho com toda a população deste público-alvo tendo recebido pelo menos uma dose do imunizante da Astrazeneca e as duas doses da vacina Coronavac. O secretário ainda apontou que, com isso, haverá uma redução nas mortes e em internações causadas pela doença.

"Nós devemos alcançar no mês de junho a plena cobertura da vacinação idosa no Estado. Devemos ter 100% da população com uma dose da Astrazeneca e duas doses da Coronavac. Essa cobertura será suficiente para repercutir uma redução de óbitos em proporção maiores que as já verificadas nesse momento. Tendo também uma redução nas internações, nessa população que representa de 60% a 70% dos internados em UTI no Espírito Santo", afirmou.

Ao citar um possível novo período de expansão da Covid-19 no Estado, Nésio Fernandes argumentou que, para os próximos 90 dias, é esperada uma redução significativa nas mortes e nas internações de idosos. O secretário creditou isso ao avançado estágio de vacinação desse público-alvo e alertou que as novas ondas do coronavírus devem atingir principalmente a população mais jovem.

"Nos cenários possíveis para o próximo período, é possível que nos próximos 90 dias exista uma redução da mortalidade na população idosa. Devemos esperar que uma nova onda deva ter um impacto menor da internação da população idosa, considerando o alcance da vacinação. O que pode comprometer o Estado diz respeito a novas variantes, que atingem um perfil mais jovem e podem assumir predominância", relatou. 

VACINAS RECEBIDAS PELO ES NÃO SÃO SUFICIENTES

Mesmo com a expectativa de alcançar 100% da população idosa vacinada ainda em junho, o Espírito Santo enfrenta dificuldades para conseguir aplicar a segunda dose do imunizante da Coronavac. Isso porque cerca de 87 mil pessoas no Estado esperam a segunda dose da vacina, mas foram recebidas apenas 20 mil unidades do imunizante.

O atraso decorre da falta de doses ocasionadas pelo não envio pelo Ministério da Saúde. O levantamento foi feito com base na recomendação de que a segunda dose seja aplicada 28 dias após a primeira. O número de doses em atraso consta em Resolução da Sesa 049/2021, e que também foi encaminhada para o Ministério da Saúde, apontando a necessidade do Estado para concluir a imunização da população.

Em entrevista à Rádio CBN Vitória 92,5 FM na última quinta-feira (6), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, informou que todas as doses da Coronavac serão utilizadas em pessoas que já estão com a imunização em atraso. “Serão utilizadas integralmente para a aplicação da segunda dose. Só depois é que daremos início a vacinação da D1 com este imunizante”, informou.

São pessoas, em sua maioria, que residem no interior, com mais de 60 anos e ainda trabalhadores da saúde, acrescentou Nésio. Mas este número pode aumentar nas próximas semanas se o atraso no envio dos imunizantes persistir.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo Vacina Pandemia Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.