ASSINE

Como serão as próximas fases da vacinação contra a Covid-19 no ES

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) estima a chegada de mais uma remessa de Coronavac nesta semana; doses serão destinadas a idosos e trabalhadores de saúde

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 02/02/2021 às 19h26
Atualizado em 02/02/2021 às 22h57
Vacina Coronavac
Espírito Santo aguarda nova remessa da vacina Coronavac para imunizar a população acima de 90 anos. Crédito: Carlos Alberto Silva

Espírito Santo completa, nesta terça-feira (2), 15 dias do início da imunização contra a Covid-19, com atendimento aos grupos prioritários conforme a disponibilização das doses pelo Ministério da Saúde. Mas há um longo percurso pela frente para contemplar o público-alvo definido no Plano Nacional de Vacinação. Só na primeira fase,  a estimativa seria atender 271 mil no Estado, porém ainda não há imunizantes disponíveis para todos. Assim, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) planeja a ampliação da cobertura vacinal conforme a distribuição de doses é feita pelo governo federal. 

Para esta semana há uma previsão de uma nova remessa da Coronavac que deverá atender 100% dos idosos com mais de 90 anos e 8% dos  trabalhadores de saúde, alcançando 80% desses profissionais se somadas às vacinas que já foram aplicadas. O secretário Nésio Fernandes estima que as doses desembarcam no Estado na sexta-feira (5), porém ainda não há garantias do ministério sobre a data. 

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, explica que já existe a pactuação com o governo federal para a remessa, contudo não foram estabelecidos prazo e quantidade.

Este vídeo pode te interessar

"Ainda não recebemos o cronograma de distribuição; não há confirmação", pontua a especialista, acrescentando que a projeção populacional é de 20 mil pessoas no Estado com mais de 90 anos, e a expectativa é que todas possam ser contempladas com a Coronavac e o excedente atender mais uma parcela dos profissionais de saúde.

Quando as doses chegarem ao Estado, a estrutura de logística da Sesa possibilita que estejam nas regionais de saúde em até 48 horas e, de lá, serão distribuídas aos municípios, responsáveis por organizar a aplicação das vacinas de acordo com os grupos prioritários estabelecidos.

Danielle Grillo reforça que, embora os profissionais de saúde façam parte do público-alvo da primeira fase, houve a necessidade de determinar a 'prioridade na prioridade', e, assim, os primeiros contemplados são os que estão na linha de frente de atendimento de pacientes da Covid-19, nos hospitais, nas emergências, nas unidades de saúde e de remoção, além dos vacinadores.

"Com a nova remessa, vamos chegar a 80% dos trabalhadores. Tivemos que priorizar, mas deixando claro que, à medida que novas vacinas forem chegando, gradativamente todos serão vacinados. Neste momento, estamos contemplando grandes instituições e serviços de referência em Covid, mas 100% dos trabalhadores serão atendidos. Ainda não terminamos a primeira fase", destaca. 

AS FASES

Na primeira etapa ainda estão previstos os idosos com mais 75 anos, para os quais a vacina também não chegou. Dos grupos desta fase, cuja estimativa populacional no Estado é de 271.788 pessoas, já foram contemplados integralmente os indígenas aldeados, os idosos com mais de 60 anos em asilos e unidades psiquiátricas e pessoas com deficiência que residem em instituições.

Na segunda fase da campanha, o plano prevê o atendimento dos que têm de 60 a 74 anos, cuja população do Espírito Santo reúne mais de 435 mil pessoas nessa faixa etária.

Já a terceira etapa vai abranger o público que apresenta comorbidades, tais como diabetes mellitus; hipertensão arterial grave (difícil de controlar); doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; transplantados de órgão sólido; anemia falciforme, câncer e obesidade grave (IMC maior ou igual a 40). Esses somam em torno de 393 mil no Estado.

Há a perspectiva de incluir outros grupos na prioridade da vacinação, mas tudo depende da disponibilização de doses pelo Ministério da Saúde. O prazo para execução da imunização também fica condicionado à aquisição de vacinas pelo governo federal, mas o Estado continua a negociação com a indústria farmacêutica na expectativa de poder fazer uma compra direta e antecipar a imunização da população capixaba.  Nésio Fernandes espera que, até abril, possa ser feita a vacinação de todos os grupos prioritários. 

BALANÇO DA SESA 

A Sesa informa, em nota, que segue o Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19 e que, para a primeira etapa da primeira fase da campanha, o Espírito Santo teve como população-alvo trabalhadores da saúde (42.273) que atuam na linha de frente do atendimento; pessoas maiores de 60 anos residentes em instituições de longa permanência (2.970); pessoas maiores de 18 anos com deficiência que vivem em residências inclusivas (210) e indígenas aldeados (2.793), em conformidade com os cenários de disponibilidade da vacina. O Estado recebeu 100% das doses para contemplá-los.

Com a chegada de mais doses da vacina ao longo do mês de janeiro, acrescenta a Sesa, foi pactuado entre Estado e municípios medidas para o escalonamento de mais trabalhadores da saúde que seriam contemplados no primeiro momento. Essas pactuações para ampliação do público-alvo foram realizadas por meio da Comissão Intergestores Bipartite (CIB). O número de profissionais de saúde atendido agora ultrapassa a marca de 88 mil (72%). 

Todos os dados sobre vacinas recebidas, distribuídas e aplicadas no Estado podem ser acompanhadas no Painel Covid-19 - ferramenta do governo com dados diários sobre a doença. Além dos números atualizados, ressalta a Sesa na nota, a página conta com um painel interativo com detalhes sobre a imunização, como o total de doses enviadas para cada município, a distribuição por grupo prioritário e o percentual de cobertura alcançado em cada grupo.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Coronavírus Covid-19 espírito santo idosos Vacina Vacinas contra a Covid-19

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.