ASSINE

Chuva provoca transtornos na Grande Vitória

De acordo com boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual nesta segunda (11), as cidades que registraram maiores acumulados  de chuva são Cariacica, Viana e Serra

Vitória
Publicado em 11/10/2021 às 07h53
Atualizado em 11/10/2021 às 19h47
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Crédito: Ricardo Medeiros

De acordo com boletim meteorológico divulgado pela Defesa Civil Estadual às 17h desta segunda-feira (11), as cidades que registraram mais de 100 milímetros acumulados de chuva são: 

Devido ao mau tempo, o órgão também enviou, nesta segunda-feira, mensagens de texto informando sobre o risco de deslizamentos. "Alerta de Deslizamentos para Espírito Santo. Evite áreas de risco e procure abrigo em locais seguros. Proteja-se!", diz o texto da mensagem. A Defesa Civil Estadual citou riscos de deslizamentos em Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana.

Como é medida a chuva?

DEFESA CIVIL EM ESTADO DE ALERTA NO ES

Devido ao mau tempo, a Defesa Civil Estadual anunciou, na tarde desta segunda (11), que deixou o estado de atenção para entrar em estado de alerta. Com a manutenção das chuvas, são grandes as possibilidades de novos problemas, de modo que a Defesa Civil seguirá monitorando o sistema de informação de desastres 24 horas por dia, acompanhando índices pluviométricos, previsões meteorológicas, avisos e alertas.

A previsão, segundo Boletim de Avisos Meteorológicos e Alertas, é de chuva expressiva em parte do Estado, durante esta segunda-feira (11). A terça-feira (12), no entanto, deverá contar com chuva menos intensa no Estado. Porém, ela pode cair na forma de pancada em alguns pontos.

Também segundo o boletim, chove de forma moderada, a qualquer hora desta segunda (11), em todas as regiões, acarretando em grandes acumulados de chuva. A chuva não deve ser acompanhada de outros fenômenos adversos. O acumulado deste dia deve ser expressivo, podendo representar entre 40 e 60% da média de chuva para um outubro típico em algumas regiões e se aproximando do total de chuva do mês nas vizinhanças da Grande Vitória e da Região Nordeste do Espírito Santo.

VILA VELHA

Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha

Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Alagamento no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Alagamento no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Moradores reclamam de alagamento na entrada do bairro Universal, em Viana
Moradores reclamam de alagamento na entrada do bairro Universal, em Viana. Felipe Lima Neves
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha. Ricardo Medeiros
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha
Chuva no ES: ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha

Com histórico de alagamentos em época de chuva, o bairro Cobilândia, em Vila Velha, tem ruas tomadas pela água. O fotógrafo Ricardo Medeiros, de A Gazeta, esteve na região e registrou imagens de vias alagadas. Confira:

Ruas alagadas no bairro Cobilândia, em Vila Velha

No bairro Aribiri, um motorista passou por uma rua alagada e acabou caindo com um Honda Civic no valão.

Chuva no ES: carro passa por rua alagada e cai no valão em Aribiri, Vila Velha

Chuva no ES: carro passa por rua alagada e cai no valão em Aribiri, Vila Velha
Chuva no ES: carro passa por rua alagada e cai no valão em Aribiri, Vila Velha. Crédito: Telespectador | TV Gazeta

A chuva também provocou alagamentos no bairro Aribiri. Imagens feitas por moradores mostram a Rua Ana Nery tomada pela água. Segue o vídeo:

Chuva no ES: alagamento na rua Ana Nery, no bairro Aribiri, em Vila Velha

Ainda em Vila Velha, o bairro Coqueiral de Itaparica também registra pontos de alagamentos e algumas ruas estão completamente inundadas. Veja:

Bairro Coqueiral de Itaparica, em Vila Velha, tem registro de alagamentos

No bairro Nova América, uma moradora teve a casa invadida pela água. Em entrevista ao repórter Aurélio de Freitas, da TV Gazeta, a dona Nara contou que mora no bairro há 50 anos e que frequentemente o bairro sofre com problemas causados pelas chuvas.

“Nós fizemos uma calçada alta, a prefeitura derrubou a calçada. Nós estamos passando por essa situação muito complicada. Nós fizemos um cômodo lá atrás, porque aqui na frente não dá para ficar. No ano passado, pegamos essa enchente três vezes”, disse.

A casa da dona Nara foi invadida pela água da chuva em Vila Velha
A casa da dona Nara foi invadida pela água da chuva em Vila Velha. Crédito: Ronaldo Rodrigues/TV Gazeta

O fotojornalista Carlos Alberto Silva também esteve em Nova América e constatou o nível de água no local. Veja: 

Nova América
Ruas do bairro Nova América, Vila Velha. Crédito: Carlos Alberto Silva

Ainda em Nova América, as ruas encontram-se alagadas e o cenário pode piorar, já que o Rio Marinho está transbordando na região. Para Edite Cortelete, que mora há 47 anos no bairro, logo ao lado do rio, sempre houve enchente no local. "Nada mudou", disse.

Para os adolescentes, o risco virou fator de diversão. Em vídeo, é possível ver meninos em uma espécie de colchão inflável no meio do alagamento, usando como se fosse um bote.

Em Nova América, Vila Velha, moradores se arriscam brincando nas ruas alagadas

Em vídeo divulgado na tarde desta segunda (11), o prefeito Arnaldinho Borgo disse que todas as equipes da Defesa Civil Municipal estão atuando na cidade e que, apesar do volume expressivo de chuva, os transtornos têm sido menores do que eram antigamente. "Já melhorou muito a questão dos alagamentos de Vila Velha, mas não vamos descansar. São seis novas estações de bombeamento sendo construídas e a equipe da prefeitura está nas ruas ajudando a população que tem tido dificuldades devido às chuvas". 

Oficialmente, por meio de nota, a prefeitura de Vila Velha (PMVV) informou, por meio da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, que registrou pontos críticos de alagamento nos bairros Cobi de Baixo, Ataíde, Ibes, Cobilândia, Jardim Guaranhuns e Nova América. Uma senhora idosa, moradora de Cobilândia, foi resgatada pela Defesa Civil e está abrigada na residência da filha. Um senhor, morador de Cobi de Cima, também precisou deixar a residência, preventivamente, mas está alojado na casa de parentes.

Ao todo foram registradas, segundo a PMVV, 11 ocorrências, seja por alagamento, risco de deslizamento ou pequenos deslizamentos de terra. Os bairros atendidos foram:

  • São Torquato;
  • Prainha da Glória;
  • Jardim Guaranhuns;
  • Cavalieri;
  • Ponta da Fruta;
  • Cobi de Cima;
  • Cobi de Baixo;
  • Nova América;
  • Cobilândia

A Secretaria de Serviços realizou limpeza de canais e das estações de bombeamento, para garantir fluxo e vazão de água das chuvas, retirando 21,5 toneladas de lixo só no dia de hoje (11). Este serviço é feito preventivamente, como limpeza de bueiros, galerias e bocas de lobo. Além disso, uma árvore caída foi recolhida da via no bairro Rio Marinho e galhos caídos em Cobilândia.

Ainda de acordo com a prefeitura, a Guarda Municipal está atuando em apoio à Defesa Civil, fazendo fechamento de vias e orientação dos motoristas, onde há pontos críticos de alagamento. Os acessos para a Rua Iracy Corteletti, via marginal ao Canal em Nova América, estão fechadas e monitoradas. Cinco cruzamentos semafóricos necessitaram reparos, nos bairros Ibes, Itapuã e Praia da Costa, e já estão em pleno funcionamento.

SERRA

No município da Serra, de acordo com a Defesa Civil, foram atendidas, nesta segunda-feira (11), nove demandas relacionadas às chuvas. As ocorrências foram sobre desabamentos, vazamento de esgoto, alagamentos e aparecimento de buracos na pista. Os casos aconteceram em:

  • Laranjeiras Velha
  • Balneário de Carapebus
  • Hélio Ferraz
  • Vila Nova de Colares
  • Serra Dourada
  • Nova Carapina II
  • Nova Almeida
  • Jardim Carapina
  • Cidade Continental

CARIACICA

Em Cariacica, um vídeo enviado à reportagem mostra uma rua completamente alagada no bairro Vale da Esperança. Além da água, uma árvore caída impede a passagem de motoristas que tentam trafegar no local. Veja:

Ruas alagadas e árvore caída em Cariacica

Entre os bairros Operário, em Cariacica, e Industrial, em Viana, o Rio Formate assusta com o risco de transbordar. 

Rio Formate que corta os bairros Operário, em Cariacica, e Industrial, em Vila Velha, está quase transbordando

Sobre o assunto, a a Defesa Civil informou que não há acionamento para o Corpo de Bombeiros ou pedido de apoio à Defesa Civil Estadual, até o momento.

Já a Prefeitura de Cariacica informou, em nota, que fez a limpeza do leito do Rio Formate e a retirada da vegetação e de lixo que foi jogado no local pela população no bairro Operário. "A Secretaria Municipal de Serviços de Cariacica já fez, em nove meses, a limpeza de mais de 70% dos canais da cidade a fim de minimizar esses transtornos. Nesta segunda-feira (11), inclusive, há máquinas trabalhando nesses canais. Em caso de emergência, a Defesa Civil pode ser acionada pelos telefones 199 ou 98831-6000", diz a nota.

Ainda sobre o mesmo rio, a Prefeitura de Viana informou que o Rio Formate tem cerca de 40 quilômetros de extensão e nasce na Reserva de Duas Bocas, em Cariacica, passando por bairros de Cariacica e de Viana, até desaguar no Rio Marinho, em Vila Velha.

"O Rio Formate corta, em Viana, os bairros Formate, Marcílio de Noronha, Industrial, Vila Bethânia, Campo Verde e Morada de Bethânia. O município possui um Plano de Contingência com mapeamento e providências que já estão sendo tomadas, tendo por base o monitoramento das áreas de risco da cidade. O rio também faz parte desta supervisão. Os telefones de plantão da Defesa Civil são: 3255-1942 e 99860-4360".

Com relação às ocorrências registradas em Cariacica, como um todo, a Defesa Civil informou que está monitorando todas as 53 áreas de risco (encostas) da cidade. Durante o dia, foram relatadas movimentações de solo nos bairro Oriente e Alto Lage e o rolamento de bloco rochoso em Alto Mucuri. As ocorrências não comprometeram nenhuma residência.

Além disso, a Defesa Civil acrescentou que os pontos de alagamentos estão sendo acompanhados pelo videomonitoramento. Pontos de acúmulo de água foram registrados nos bairros Vale Esperança, Jardim América, Cruzeiro do Sul, Campo Grande, Vasco da Gama e Flexal. O alagamento mais significativo foi observado na Avenida América, em Jardim América. Nesse local será executado um projeto, em parceria com o governo do Estado, para sanar o problema, que nesta segunda-feira (11) foi agravado devido a maré alta no período da manhã.

"As equipes da Defesa Civil e das Secretaria Municipal de Serviços e de Obras, somando mais de 200 servidores, estão trabalhando na limpeza das ruas e de rede de drenagem para facilitar o escoamento das águas e minimizar os transtornos. Vale ressaltar que, nas últimas 24 horas, foram registrados mais de 140 milímetros de chuva", disse a prefeitura, em nota.

VIANA

Moradores de Viana estão enfrentando dificuldades para trafegar por bairros do município, principalmente no acesso pela BR 262. Felipe Lima Neves é um dos que relataram transtornos causados pelas chuvas. "Olha a situação na BR 262, na entrada do bairro Universal. Eu trabalho aqui em Viana, as ruas próximas à BR 262 estão alagadas", disse.

Moradores reclamam de alagamento na entrada do bairro Universal, em Viana
Moradores reclamam de alagamento na entrada do bairro Universal, em Viana. Crédito: Felipe Lima Neves

Um vídeo enviado à reportagem mostra também o acesso ao bairro Primavera, embaixo de um viaduto da BR 262, completamente alagado. O volume de água dificulta a passagem de carros pela via. Veja:

Viaduto em Viana alagado

Em vídeo que circula nas redes sociais, o prefeito de Viana, Wanderson Bueno, disse que foram registrados mais de 88 milímetros de chuva na cidade nesta segunda-feira. Ele ressaltou que equipes da Defesa Civil municipal estão atendendo ocorrências na cidade.

"Estamos monitorando a bacia do Rio Formate, do Rio Jucu, e a gente quer pedir a todas as pessoas em situação de emergência que entrem em contato com a Defesa Civil do município de Viana através do telefone 3255-1942. Todas as nossas equipes estão preparadas para dar todo o atendimento e preservar as vidas dos vianenses", disse.

Sobre o contexto geral do município, a prefeitura informou que, em parceria com a Secretaria de Serviços Urbanos e Ordem Pública, está monitorando as 16 áreas de risco (encostas) da cidade. O município registrou, nas últimas 24h, 114.4mm de chuva. Equipes da Defesa Civil estão percorrendo pontos de alagamento, monitorando as áreas. 

Até o momento, foram registradas cinco ocorrências:

  • desobstrução de manilha, no bairro Campo Verde;
  • enxurrada e risco de alagamento, no bairro Soteco;
  • deslizamento e queda de abrigo de ponto de ônibus, no bairro Universal;
  • queda de contenção e deslizamento, no bairro Bom Pastor;
  • queda de contenção e deslizamento no bairro Vila Nova.

Também foram registrados pontos de alagamentos nos bairros Campo Verde; Vila Betânia; Viaduto de Canaã e Caxias do Sul. A Defesa Civil acrescenta que os pontos de alagamentos estão sendo monitorados. No momento, a cidade conta com uma pessoa desalojada, mas que está em casa de familiar.

FUNDÃO

A Defesa Civil do município de Fundão informou que atendeu ocorrência de queda de árvores e fios elétricos por volta das 11h desta segunda (11), na rodovia Josil Espíndola, que liga Fundão a Santa Teresa. Além disso, o nível do rio Fundão está subindo, mas sem alagamentos até o momento. Às 16h30 houve um deslocamento de terra na lateral de uma residência no bairro Direção, em Praia Grande, em que a família foi assistida pela Secretaria de Ação Social e a Defesa Civil esteve no local fazendo levantamento dos riscos na residência.

GUARAPARI

As ocorrências, até o momento, em Guarapari, segundo a Defesa Civil Municipal, foram sem gravidade, como:

  • Deslizamentos de terra;
  • Queda de um muro (guarda-corpo) em construção particular localizada na Praia do Morro - a empresa responsável pela obra foi notificada;
  • Alagamento na Rodovia Estadual Jones dos Santos Neves - O local foi interditado pela Defesa Civil e a Secretaria de Obras Públicas está realizando o serviço de drenagem da rede pluvial.

Sobre o desabamento de uma parede de um edifício em construção no prédio ao lado, na Praia do Morro, veja vídeo:

Parede de prédio em construção cai em edifício ao lado na Praia do Morro

VITÓRIA

No caso da Capital, a Defesa Civil Municipal informou que, até o momento, não há nenhum registro de ocorrência em função das chuvas. A Defesa Civil atende 24 horas por dia, incluindo finais de semana e feriados, pelo telefone 98818-4432.

ALERTA DE CHUVAS

O Instituto Nacional de Meteorologia, o Inmet, renovou o alerta meteorológico para todo o Espírito Santo e agora também destaca para a possibilidade de acumulado de chuva nas próximas 24 horas. Até as 10h desta terça-feira (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida, todas as regiões capixabas podem acumular volumes entre 30 a 60 mm/h ou 50 a 100 mm/dia.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.