ASSINE

Abatedouro clandestino é fechado em São Mateus; 379kg de carne são apreendidos

Idaf e PM encontraram diversas porções de carne bovina espalhadas pelo chão, sem qualquer cuidado de higiene e sanitário. Segundo a polícia, os produtos eram vendidos para empresas e pessoas físicas

Colatina / Rede Gazeta
Publicado em 26/05/2021 às 18h02
PM encontra abatedouro clandestino com péssimas condições em São Mateus
Abatedouro clandestino com péssimas condições em São Mateus . Crédito: PMES/ Divulgação

Um abatedouro clandestino foi fechado em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, na manhã desta quarta-feira (26). Após uma denúncia anônima, policiais militares e agentes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) foram até o local e encontraram 379 quilos de carne em péssimas condições de armazenamento. Além disso, o estabelecimento não tinha licença para funcionar. Três pessoas foram detidas.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, os militares e agentes do Idaf foram até o local, que fica no bairro Seac, e encontraram uma caminhonete com a carroceria forrada com uma lona iniciando o processo de carregamento. Segundo a polícia, os produtos eram vendidos para empresas e pessoas físicas. Os nomes dos clientes não foram informados.

Dentro do local foram encontradas diversas porções de carne bovina espalhadas pelo chão, sem qualquer cuidado de higiene ou sanitário. Havia ainda uma balança contendo grande quantidade de carne empilhada.

Caminhonete estava pronta para sair do estabelecimento com carne
Abatedouro clandestino é fechado em São Mateus; 379kg de carne são apreendidos . Crédito: PMES / Divulgação

A equipe constatou ainda que o espaço não possuía cobertura completa e nem compartimentos de refrigeração, havendo sangue espalhado pelo chão.  Os policiais encontraram ainda muitos insetos, como mosquitos.

Os agentes encontraram também um encanamento que escoava água e sangue do abatedouro para os fundos da propriedade, lançando os resíduos líquidos na natureza sem qualquer tipo de tratamento.

Tinha muito sangue no chão do estabelecimento
Tinha muito sangue no chão do estabelecimento . Crédito: PMES/ Divulgação

“Além de afetar diretamente a saúde dos consumidores, os abatedouros clandestinos também causam prejuízos ao meio ambiente visto que os dejetos gerados por essa atividade são atirados diretamente no solo, nos rios e córregos próximos à região em que estão instalados, ou, simplesmente, deixados para apodrecer ao ar livre, sem qualquer tipo de tratamento, podendo ocasionar inúmeras doenças”, afirmou o comandante da 3ª Companhia do BPMA, capitão Fabrício Pereira Rocha.

No local, ainda funciona um chiqueiro de porcos. Foram apreendidos ao todo 379,3 kg de carne bovina. Três pessoas que estavam no estabelecimento foram detidas e encaminhadas para a Delegacia Regional de São Mateus. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Agronegócio São Mateus Polícia Militar IDAF são mateus ES Norte Polícia Ambiental

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.