ASSINE

Novo Nissan Kicks renova visual, mas mantém motor e faixa de preços

A plataforma do modelo é a mesma apresentada em 2016, mas a frente está mais agressiva com a ampla grade Double V-motion harmonizada ao para-choque mais proeminente

Publicado em 10/03/2021 às 17h33
Atualizado em 10/03/2021 às 17h33
Novo Nissan Kicks 2021
Nissan Kicks: utilitário esportivo sofreu reajuste de preço nos últimos meses, como todos os veículos vendidos no Brasil. Crédito: Pedro Dhantas/Automotrix

Há duas maneiras óbvias de tornar um produto mais atraente. Uma é abaixar o preço. Outra é adicionar vantagens, mantendo o preço. Na remodelação do seu carro mais vendido no país, a Nissan optou pelo segundo caminho. Além do visual, que segue o padrão estético mais recente da Nissan, o novo Kicks agrega tecnologias de segurança e de conforto, mantendo a faixa de preços do modelo anterior – o que seria uma notícia melhor se o utilitário esportivo da Nissan não tivesse reajustado sua tabela nos últimos meses, como todos os veículos vendidos no Brasil.

O “powertrain” preserva o motor flex 1,6 litro de 16 válvulas que produz 114 cavalos e 15,5 kgfm, com opções de câmbio manual de 5 velocidades ou CVT com 6 marchas simuladas. Os preços partem de R$ 90.390 na versão mais básica Sense manual, vão a R$ 98.390 na Sense CVT, chegam a R$ 106.390 na Advance CVT e atingem R$ 116.390 na Exclusive CVT.

Em julho de 2016, o Kicks foi lançado no Brasil, importado do México e com o “status” de carro-oficial dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A partir de abril de 2017, começou a ser produzido no complexo industrial da Nissan na cidade fluminense de Resende. O visual remodelado surgiu pela primeira vez na Tailândia, em maio do ano passado. A plataforma é a mesma apresentada em 2016, mas a frente está mais agressiva com a ampla grade Double V-motion harmonizada ao para-choque mais proeminente, ambos realçados pelos frisos cromados e pelos detalhes em black piano.

Os faróis de full-led com função DLR (luz de rodagem diurna) são de série em todas as versões com câmbio CVT. As luzes de direção dos retrovisores externos também contam com leds, assim como as lanternas e a luz de freio. Complementam o estilo a antena tipo “barbatana de tubarão” (de série para toda a linha) e as rodas de liga leve aro 17 com novo desenho nas versões Advance e Exclusive.

Novo Nissan Kicks 2021
Por dentro, o modelo traz sistema multimídia com tela de 8 polegadas sensível ao toque compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Crédito: Pedro Dhantas/Automotrix

Por dentro, o Kicks traz novidades tecnológicas – restritas, como é habitual na indústria automotiva, às versões topo de linha. Uma delas é o sistema de som premium Bose Personal Plus, com oito alto-falantes de alta performance (dois deles são tweeters) e um amplificador digital. Outra é o sistema multimídia Nissan Connect com tela de 8 polegadas sensível ao toque, que inclui os aplicativos Android Auto e Apple CarPlay.

O painel de instrumentos multifuncional em TFT de 7 polegadas tem mostradores configuráveis e agora está disponível a partir da versão Advance. Foram mantidas as tecnologias já disponíveis, como o controle dinâmico de chassi, o auxílio de partida em rampa e a Visão 360 Graus com detector de movimento.

Complementam o pacote equipamentos mais prosaicos, disponíveis desde a versão de entrada: seis airbags, controles de estabilidade e tração, freios ABS com distribuição de força e sistema Isofix de cadeiras infantis. Opcionalmente, estão disponíveis novidades como carregador de celular por indução, sensor de estacionamento dianteiro e retrovisores tilt town (abaixam quando a ré é engatada).

A versão “top” Exclusive CVT, que parte de R$ 116.390, pode subir até R$ 119.890 se equipada com o Pack Tech. O pacote de equipamentos acrescenta o alerta de colisão frontal, que detecta objetos na frente e avisa o motorista no painel. Caso o condutor não acione o freio, o assistente inteligente aplicará automaticamente uma frenagem forçada. Também fazem parte do pacote o alerta de tráfego cruzado traseiro – previne colisões e atropelamentos nas manobras de ré –, o monitoramento de ponto cego e o alerta de mudanças de faixa – o volante vibra quando o crossover está cruzando uma faixa de rolamento sem a seta acionada.

Já o acendimento inteligente dos faróis muda o facho da luz alta para baixo quando um veículo se aproxima no sentido contrário. Cores perolizadas ou metálicas – como o vistoso Azul Elétrico do modelo avaliado – aumentam o preço em R$ 1.550. O novo Kicks chega às concessionárias na segunda quinzena de março. Entretanto, já está em pré-venda com vantagens exclusivas pela Loja Virtual Nissan.

Menos barulho e mais som

Alguns aperfeiçoamentos não podem ser vistos, mas são perceptíveis. No novo Kicks, o para-brisa ganhou um tratamento acústico que, segundo a Nissan, traz redução do ruído na faixa de frequência de conversas em torno de 35%. De fato, embora o “powertrain” com CVT ainda seja rumoroso, a cabine parece um pouco mais silenciosa em fortes acelerações.

Novo Nissan Kicks 2021
Com a chave presencial I-Key combinada ao sistema Push Start, o motor é acionado com o toque de um botão. Crédito: Pedro Dhantas/Automotrix

Isso ajuda a apreciar o ótimo som Bose Personal Plus, que oferece uma experiência singular graças aos dois alto-falantes Bose UltraNearfield de 2,5 polegadas localizados dentro do encosto de cabeça do banco do motorista. A experiência de som imersivo pode ser controlada na tela do sistema multimídia, para criar desde um efeito restrito somente à frente até um Surround 360 graus distribuído por todo o habitáculo.

De resto, é de série na versão Exclusive a funcional Visão 360 Graus com detector de movimento, composta por quatro câmeras externas instaladas na frente, na traseira e em ambos os retrovisores, que reproduzem uma visão periférica total. Já disponível nas versões mais caras do modelo anterior, o sistema detecta objetos em movimento em torno do veículo e emite alertas visuais e sonoros.

Também foram mantidos na nova linha, de série desde a versão de entrada, os bancos dianteiros com tecnologia Gravidade Zero. Eles ajudam a reduzir as cargas musculares e na coluna vertebral ao simular a posição relaxada que o corpo humano assume em ambiente sem gravidade. O novo multimídia Nissan Connect com tela de 8 polegadas sensível ao toque tem boa visibilidade e comandos intuitivos. E, com a chave presencial I-Key combinada ao sistema eletrônico de ignição Push Start, basta apertar um botão para acionar o motor.

Novo Nissan Kicks 2021
Os faróis de full-led com função DLR (luz de rodagem diurna) são de série em todas as versões com câmbio CVT. Crédito: Pedro Dhantas/Automotrix

Com tudo em cima

No campo de provas do Haras Tuiuti, na cidade paulista homônima, a Nissan disponibilizou para avaliação a configuração “top” Exclusive CVT com o pacote de opcionais Pack Tech. A versão incorpora “mimos” como ar-condicionado automático digital, apoio de braço frontal, faróis dianteiros e de neblina em full-led, maçanetas externas cromadas, retrovisores de fora rebatíveis automaticamente e câmeras que proporcionam a ótima Visão 360 Graus Inteligente, além do impressionante sistema premium de som Bose Personal Plus oito alto-falantes. Estão disponíveis ainda na configuração todos os itens de segurança do crossover, formando um conjunto diferenciado para o segmento.

Apesar da renovação estética e do implemento tecnológico, a Nissan optou por não mexer no “powertrain” do Kicks. O motor 1.6 aspirado é o mesmo apresentado em 2016 e entrega 114 cavalos, com etanol ou gasolina, e 15,5 kgfm de torque. Apesar de não serem números impressionantes, o conjunto oferece agilidade no tráfego urbano e na estrada por conta do baixo peso do Kicks – que, na versão Exclusive, pesa 1.139 quilos em ordem de marcha.

Na verdade, o crossover da Nissan tem peso de hatch – apenas 21 quilos a mais que o Chevrolet Onix 1.0 Turbo Premier, que totaliza 1.118 quilos. A relação peso/potência do Kicks “top” é de 9,99 quilos por cavalo. Comparativamente melhor que os 10,39 kg/cv do Jeep Renegade, líder do segmento de SUVs compactos, em sua versão Sport com motor 1.8 flex e câmbio automático, ou que os 10,58 kg/cv do Chevrolet Tracker em sua configuração 1.0 Turbo LT automática.

Novo Nissan Kicks 2021
O motor 1.6 aspirado é o mesmo apresentado em 2016 e entrega 114 cavalos, com etanol ou gasolina, e 15,5 kgfm de torque. Crédito: Pedro Dhantas/Automotrix

É claro que um turbocompressor certamente permitiria mais esportividade ao Kicks, assim como uma opção de acionamento manual de marchas simuladas. Ambos foram descartados para não elevar o preço. Para tornar o desempenho um pouco mais esperto, o crossover traz apenas o botão Sport – certamente, uma das menores e mais discretas teclas de modo esportivo da indústria automotiva.

Quase imperceptivelmente instalada na parte frontal da manopla do câmbio, ela proporciona uma elevação dos giros nas trocas das marchas simuladas. Isso se reflete mais no aumento do barulho do “powertrain” do que propriamente no desempenho dinâmico.

Em termos de estabilidade, o Kicks já era um carro bem equilibrado, apesar de sua altura elevada. Contudo, os engenheiros trabalharam em novos pontos de fixação do eixo traseiro e da caixa de direção, melhorando a área de contato e aumentando a firmeza das suspensões. Assim, há respostas mais diretas do volante em manobras e em alta velocidade, nas mudanças de faixa ou para desviar de obstáculos.

As rolagens de carroceria estão mais discretas. O Controle Dinâmico de Chassi identifica o movimento da carroceria e atua na suspensão, no freio-motor e nos sistemas de frenagens para estabilização do veículo, ajudando a manter o carro na trajetória definida.

Como resultado, o novo Kicks oferece maior sensação de segurança. Para uma melhor frenagem, foram adotados pneus com maior coeficiente de atrito, aumentando a aderência. Outro destaque é a direção elétrica progressiva. Bem acertada, é suave nas manobras lentas e ganha firmeza conforme a velocidade sobe.

Novo Nissan Kicks 2021
O novo Kicks chega às concessionárias na segunda quinzena de março, mas já está em pré-venda pela Loja Virtual Nissan. Crédito: Pedro Dhantas/Automotrix

Ficha técnica

  • Nissan Kicks Advance CVT com Pack Tech
  • Motor: dianteiro, transversal, 1.598 cm3, quadro cilindros, 16 válvulas, controle de abertura das válvulas continuamente variável, flex
  • Potência: 114 cavalos a 5.600 rpm com etanol e gasolina
  • Torque: 15,5 kgfm a 4 mil rpm com etanol e gasolina
  • Transmissão: automática CVT com simulação de 6 marchas. Tração dianteira
  • Suspensão: McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira
  • Rodas e pneus: liga leve aro 17" com pneus 205/55
  • Freios: discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS e ESP
  • Peso: 1.139 kg em ordem de marcha
  • Dimensões: 4,31 metros de comprimento, 1,76 metro de largura, 1,59 metro de altura, 2,61 metros de entre-eixos e altura livre do solo de 20 centímetros
  • Tanque de combustível: 41 litros
  • Porta-malas: 432 litros
  • Preço: R$ 121.440 na versão Advance CVT com Pack Tech e na cor Azul Elétrico avaliada

A Gazeta integra o

Saiba mais
Nissan Nissan Kicks

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.