ASSINE

Sem cargo, Magno Malta integra comitiva de Bolsonaro e posta vídeo em Dubai

O ex-senador publicou fotos da viagem nas redes sociais e afirmou que foi a convite do presidente; Magno Malta e Jair Bolsonaro conversam sobre filiação ao PL

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 14/11/2021 às 19h01

O ex-senador do Espírito Santo Magno Malta integra a comitiva do presidente da República Jair Bolsonaro nos Emirados Árabes Unidos. Juntos chegaram a Dubai neste sábado (13) para cumprir agenda em eventos. Atualmente sem exercer nenhum cargo político, o pastor Magno Malta publicou fotos e vídeos da viagem nas redes sociais e afirmou que foi a convite do presidente.

A reportagem de A Gazeta questionou ao Itamaraty o motivo do convite e da participação do ex-senador na comitiva, também pediu detalhes sobre o custeio da viagem, mas não houve resposta até o momento. Também tentou contato com Magno Malta, sem sucesso. Esta publicação será atualizada caso haja retorno.

Em uma das postagens, o pastor evangélico chegou a exaltar o potencial natural do Brasil, comparando-o ao deserto encontrado nos Emirados: "Dubai nasceu no deserto! Imagine nosso país com as suas riquezas naturais, até onde podemos ir!", publicou.

O principal evento da viagem marcada pelo presidente da República foi a Expo Dubai 2020, uma feira internacional, com a participação de 192 países e presença de cerca de 25 milhões de pessoas. De acordo com o Governo Federal, é a primeira edição realizada no Oriente Médio e cada país tem seu próprio pavilhão pela primeira vez.

O Brasil está representado no evento com um pavilhão organizado em parceria pela Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex). A expectativa do governo é que a Expo Dubai gere cerca de US$ 500 milhões de retorno em negócios ao Brasil a partir de exportações, além de investimentos internacionais em torno de US$ 10 bilhões.

A comitiva presidencial tem retorno previsto para Brasília na quinta-feira, dia 18 de novembro.

REAPROXIMAÇÃO ENTRE BOLSONARO E MAGNO MALTA

A coluna da jornalista Letícia Gonçalves já havia divulgado que a filiação de Bolsonaro ao PL fortaleceria Magno Malta. A se confirmar, o movimento pode marcar a volta de Bolsonaro, oficialmente, ao Centrão. Eleito presidente da república pelo PSL, em 2018, o capitão reformado, entre 2005 e 2016, foi filiado ao PP.

O PL, presidido nacionalmente por Valdemar da Costa Neto, condenado no mensalão, tem, no Espírito Santo, o ex-senador Magno Malta como principal expoente.

O que vem chamando a atenção é que, derrotado em 2018, Magno voltou a comparecer a eventos e compromissos oficiais ao lado do presidente da República nos últimos meses, apesar de não ter cargo no governo e, logo, nenhuma função pública a desempenhar. A filiação de Bolsonaro ao PL fortalece Magno, que deve tentar uma vaga no Senado em 2022.

Em Dubai
Magno Malta está em viagem com Jair Bolsonaro. Crédito: Instagram | @magnomalta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Jair Bolsonaro magno malta Itamaraty Dubai

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.