MDB desiste de candidato próprio à Prefeitura da Serra e vai definir apoio

Delegado Márcio chegou ser pré-candidato, mas sua candidatura foi indeferida durante a convenção. Pode haver briga na Justiça

Publicado em 13/09/2020 às 21h39
Atualizado em 13/09/2020 às 21h40
convenção do MDB na Serra
Delegado Márcio não foi confirmado como candidato do partido na Serra. Crédito: Divulgação/MDB da Serra

O MDB desistiu de lançar candidatura própria à Prefeitura da Serra e deixou a ata da convenção partidária em aberto. O evento foi realizado neste domingo (13) e os dirigentes devem decidir nesta segunda (14) quem a sigla vai apoiar nas eleições municipais.

Inicialmente, o pré-candidato do partido era o delegado Márcio Alves da Silva, da Polícia Federal, mas o nome dele não foi confirmado durante o evento. A Executiva municipal do partido vai se reunir com a comissão interventora que coordena o partido no Estado para tratar do assunto.

Apesar de indefinição, o presidente municipal do MDB, Aloísio Santana, é favorável a apoiar o candidato do PSDB na cidade, Vandinho Leite.

“Vamos definir nesta segunda-feira, em reunião, qual candidato vamos apoiar nesta eleição. É possível até a gente indicar algum nome para compor a chapa, mas isso ainda será definido. O MDB tem a maior reserva de fundo partidário e o maior tempo de rádio e TV, pois isso ainda vamos definir qual a melhor coligação para fortalecer o pleito”, destacou.

O Delegado Márcio disse que vai questionar na Justiça o direito de ser candidato, direito este que, segundo ele, foi negado pelo presidente do MDB. “O presidente nem apresentou o meu nome, simplesmente vetou a minha candidatura e encerrou a reunião. Agora vou buscar o caminho judicial”, desabafou.

Após ter o pedido de candidatura indeferido, o delegado discursou para os presentes e chegou a se emocionar em alguns momentos. A reunião foi presencial e contou com a participação de várias pessoas que não respeitaram o distanciamento social. Algumas usavam máscaras e outras, não.

O presidente municipal, por sua vez, argumentou que o delegado pediu a candidatura, mas ela foi indeferida pelos dirigentes regionais. “O presidente e a comissão interventora do partido no Espírito Santo decidiram por não ter candidatura própria. Em conjunto, decidimos que era a melhor solução. Apenas seguimos a diretriz dessa comissão”, explicou.

O prefeito da Serra, Audifax Barcelos (Rede), esteve no local, segundo o delegado, para dar suporte à candidatura dele, Márcio. No entanto, a reportagem não conseguiu confirmar com a assessoria da Rede os motivos que o levaram até lá.

Audifax, que já está no segundo mandato consecutivo e, portanto, não disputará a reeleição, apoia o vereador Fábio Duarte (Rede) na corrida pela cadeira de prefeito. 

VEREADORES

O MDB terá nessas eleições 35 candidatos a vereador, dos quais 24 homens e 11 mulheres. O partido conta hoje com apenas um representante na Câmara Municipal, o vereador Luiz Carlos Moreira. A expectativa de Santana é de eleger de dois a três parlamentares.

Santana era vice-presidente do partido na Serra e assumiu cargo de presidente regional após o titular do cargo, Jean Cassiano, se desligar da legenda.

DC DA SERRA

O Democrata Cristão (DC) também realizou convenção neste domingo (13) e não terá candidato próprio na disputa pela Prefeitura da Serra. No entanto, o presidente regional do partido, Jadson Barcelos, informou que é possível fazer a indicação de um nome para compor a chapa de legendas que estiverem coligadas ao DC.

A convenção do partido foi realizada no Centro de Convenções da Serra. Segundo ele, o apoio a um candidato ao chefe do Poder Executivo municipal será definido após o encerramento de todas as convenções partidárias. O prazo para definição das candidaturas termina no dia 16 de setembro.

“Vamos conversar com outros partidos para definir qual será a nossa coligação para o pleito e quem iremos apoiar. Para isso, vamos aguardar o prazo limite das convenções dos outros partidos. Caso seja necessário, poderemos indicar um candidato a vice-prefeito. O partido conta com bons nomes para essa indicação”, comentou.

O presidente informou que, durante o encontro, foram deliberados os nomes e os números dos candidatos a vereador e o limite de gastos para estas eleições.

Segundo ele, o DC terá 35 candidatos a vereador, sendo 24 homens e 11 mulheres. 

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.