ASSINE

Juízes e empresário são investigados por suspeita de corrupção no ES

As apurações foram iniciadas em 31 de maio e estão sendo conduzidas pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES). Processo tramita sob sigilo

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 18/06/2021 às 22h21
Data: 27/12/2019 - ES - Vitória - Fachada da sede do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo - Editoria: Política - Foto: Carlos Alberto Silva - GZ
Caso tramita, sob sigilo, no Tribunal de Justiça do Espírito Santo. Crédito: Carlos Alberto Silva

Dois juízes estaduais, um empresário e outras três pessoas estão sendo investigados por supostas ações de corrupção no Espírito Santo. As apurações, segundo o andamento processual do Tribunal de Justiça do Estado (TJES), foram iniciadas no dia 31 de maio e são conduzidas pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES).

O processo tramita em segredo de Justiça e não há informações sobre os nomes das pessoas envolvidas ou mesmo um detalhamento sobre os supostos atos de corrupção que foram praticados.

No último dia 10, a desembargadora Elisabeth Lordes concedeu o pedido de liminar (decisão provisória), autorizando a quebra de sigilo de dados e/ou telefônicos de todos os que estão sendo investigados.

No dia 14, após a decisão, o processo foi encaminhado para o MPES, que vai dar continuidade às apurações.

DEPUTADOS E DESEMBARGADORES

Pelo andamento processual, não há informações sobre investigações de parlamentares. Também não há registro de decisões enviando os fatos apurados para a Procuradoria Geral da República (PGR), que seria a responsável pelas investigações se houvesse a participação de desembargadores. Por nota, o órgão informou: “Não há investigação sobre esse tema na PGR”.

Supremo Tribunal Federal (STF), assim como o Superior Tribunal de Justiça (STJ), e a Justiça Federal no Espírito Santo também informaram não realizar investigações sobre o fato.

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) disse, em nota, que os processos sobre este tipo de investigação tramitam em segredo.

SEM OPERAÇÕES NESTA SEXTA-FEIRA (18)

Nesta sexta-feira (18) circularam informações que teriam sido realizadas operações na casa dos envolvidos nos supostos atos de corrupção. Por nota, o MPES, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-Central), informou que não realizou operação nesta sexta. “Logo, hoje não foram cumpridos mandados de prisão ou de busca e apreensão”, diz o texto.

Outra que afirmou não ter realizado operações sobre o fato, no Estado, foi a Polícia Federal. Por nota, informou: “A Polícia Federal não dispõe de nenhuma informação a respeito dos fatos apresentados”, diz o texto.

A Polícia Civil também assegurou, por nota, não ter realizado operações sobre o caso.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.