ASSINE

Ex-servidor que viralizou ao bater ponto sem trabalhar é eleito vereador em Vitória

Armando Fontoura foi um dos líderes do movimento Vem Pra Rua, que organizava manifestações contra a ex-presidente Dilma Rousseff. Quando era assessor de um vereador, foi flagrado batendo o ponto de entrada e saindo da Câmara na mesma hora

Vitória
Publicado em 16/11/2020 às 20h43
Caso aconteceu em 2013, mas vídeo foi vazado em 2013, quando Arnaldinho fazia parte da eleição interna do PSDB de Vitória
Caso aconteceu em 2013, mas vídeo foi vazado em 2015, quando Arnaldinho participava de eleição interna do PSDB de Vitória. Crédito: Reprodução

O empresário Armando Fontoura Filho (Podemos), foi eleito vereador de Vitória no último domingo (15) para os próximos quatro anos, a contar a partir de janeiro de 2021. Conhecido no meio político capixaba, ele já foi uma das lideranças do movimento Vem Pra Rua, que organizou manifestações contra a então presidente Dilma Rousseff (PT), entre 2013 e 2015.

Em 2015, um vídeo de uma câmera de segurança da Câmara de Vitória viralizou, ao mostrar o então funcionário chegando à Casa, batendo o ponto e voltando para a rua. As imagens eram de 2013, quando ele era assessor do vereador Luiz Emanuel Zouain (na época no PSDB, hoje no Cidadania). 

Armando Fontoura (Podemos) foi eleito com 1.264 votos
Armando Fontoura (Podemos) foi eleito com 1.264 votos. Crédito: Reprodução

O caso ganhou repercussão, gerou um processo administrativo na Câmara e uma denúncia contra Armandinho, como também é chamado, no Conselho de Ética do PSDB estadual. O episódio culminou na saída dele do partido. O agora vereador eleito trabalhou na Câmara de Vitória, como servidor comissionado, por três meses, entre janeiro e março de 2013.

Na ocasião, Armandinho admitiu que a atitude foi um erro, mas que foi induzido pelo vereador Luiz Emanuel  a agir dessa forma. Ele ainda responde a uma ação de improbidade administrativa, movida pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES), que o acusa de ter gerado danos aos cofres públicos. Três anos depois do ajuizamento, o caso ainda aguarda uma decisão.

E se antes Armando Fontoura trabalhava no gabinete de Luiz Emanuel, a partir do ano que vem eles serão colegas de plenário. Luiz Emanuel foi reeleito.

PROCESSO SELETIVO

Armando Fontoura foi eleito com 1.264 votos, em sua segunda tentativa de chegar à Câmara de Vitória. Ele também se candidatou em 2016, quando estava filiado ao DEM. Agora, ele já começa a organizar sua equipe de trabalho para o próximo mandato e disse que vai contratar uma empresa de RH, que aplicará uma prova e selecionará os assessores de seu gabinete.

"Farei como acontece no mercado. Sou formado em gestão pública, mas sou empreendedor e minha carreira foi na iniciativa privada. Vou contratar headhunters (caçadores de talentos) para um processo seletivo imparcial, as pessoas vão se inscrever on-line e mandar currículo. A empresa é que vai escolher", descreve.

Sobre o processo contra ele, Armandinho disse que as "urnas falaram" e que amadureceu de 2013 para cá. Ele afirmou que seu mandato será pautado na participação popular e que usará um aplicativo chamado “Meu vereador”, desenvolvido pelo vereador de Minas Gerais Gabriel Azevedo (Patriota), em que os eleitores poderão sugerir projetos e opinar sobre temas analisados na Câmara.

“Volto à Câmara pelo voto popular. Sempre fui um bom funcionário e bem recomendado por quem trabalhou comigo. Me preparei e amadureci, a sociedade compreendeu isso e me escolheu para representá-la. Durante os últimos quatro anos atuei de forma cidadã, cobrei a prefeitura, entrei com ações populares contra a ciclovia da Rio Branco, que ia tirar as vagas dos carros, e contra a empresa de rotativos, que não instalou todas as câmeras que estavam previstas no contrato. Acredito que foi isso que me credenciou para conseguir me eleger", afirma.

ELEIÇÕES EM VITÓRIA

A eleição na cidade ainda não acabou. No dia 29, os eleitores voltam às urnas para escolher, em segundo turno, o novo prefeito da Capital. Estão na disputa os candidatos Lorenzo Pazolini (Republicanos) e João Coser (PT). Para o Legislativo, o quadro já está definido.

VEJA QUEM SÃO OS VEREADORES ELEITOS EM VITÓRIA

  • Denninho Silva (Cidadania) 7.213 votos 
  • Camila Valadão (Psol) 5.625 votos 
  • Davi Esmael (PSD) 3.408 votos 
  • Luiz Emanuel (Cidadania) 3.105 votos 
  • Delegado Piquet (Republicanos) 2.364 votos 
  • Mauricio Leite (Cidadania) 2.247 votos 
  • Karla Coser (PT) 1.961 votos 
  • Luiz Paulo Amorim (PV) - 1.952 votos 
  • Anderson Goggi (PTB) 1.736 votos 
  • André Brandino (PSC) 1.693 votos 
  • Duda Brasil (PSC) 1.567 votos 
  • Gilvan Patriota (Patriota) 1.560 votos 
  • Dalto Neves (PDT) 1.300 votos 
  • Armandinho Fontoura (Podemos) 1.264 votos 
  • Aloísio Varejão (PSB) 1.239 votos

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.