ASSINE

Polícia Judiciária da Força Nacional é prorrogada por 4 meses no ES

Operação do setor ostensivo do projeto Em Frente Brasil já havia sido prorrogado até 21 de dezembro; agentes atuam em Cariacica, em colaboração com delegacias

Publicado em 20/08/2020 às 17h13
Atualizado em 20/08/2020 às 17h13
Nem a presença da Força Nacional impediu que a violência explodisse em Cariacica
Em sua totalidade, a Força Nacional continuará atuando em Cariacica, pelo menos, até o dia 20 de dezembro de 2020. Crédito: Vitor Jubini

Nesta quinta-feira (20), a Polícia Judiciária da Força Nacional teve o trabalho prorrogado por mais quatro meses no Espírito Santo e atuará até o dia 20 de dezembro deste ano, no município de Cariacica. As informações são da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), que solicitou a permanência.

A extensão vai ao encontro do prolongamento do setor ostenviso, que já havia sido anunciado no último mês de junho, e deve se encerrar apenas um dia depois (21 de dezembro de 2020). Ambos fazem parte do Em Frente Brasil, um programa nacional de enfrentamento à criminalidade violenta.

Na última terça-feira (18), o Ministério da Justiça e Segurança Pública publicou uma portaria informando a possibilidade da prorrogação da polícia judiciária e da perícia forense. No entanto, era necessário que as autoridades estaduais manifestassem o respectivo interesse.

No caso do Espírito Santo, a permanência foi apoiada "visto que a Força Nacional realiza um importante trabalho em Cariacica e de apoio a operações em toda a Região Metropolitana, no combate à criminalidade organizada, impactando diretamente no município onde o projeto foi implantado".

Ainda de acordo com a Secretaria de Segurança, a atuação também é feita "em plena sintonia" com o Departamento Especializado em Narcóticos (Denarc) e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no apoio a investigações e inquéritos policiais em andamento.

Ao todo, o efetivo do programa é composto por cerca de 100 agentes, incluindo bombeiros, peritos e policiais civis e militares. No futuro, os prazos de atuação da Força Nacional podem ser novamente prorrogados. Não só no Espírito Santo, mas também nos Estados de GoiásPernambuco e Paraná.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.