ASSINE

Mulher grávida é esfaqueada pelo marido na Serra

Vítima foi socorrida e encaminhada para um hospital em Vitória. O homem foi contido por moradores do bairro Cidade Pomar até a chegada da polícia e está preso

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 23/05/2021 às 10h30
Viatura da Polícia Militar
Viatura da PM: agressor foi amarrado por moradores do bairro até a chegada da polícia. Crédito: Carlos Alberto Silva

Uma mulher grávida foi esfaqueada pelo marido no bairro Cidade Pomar, na Serra, na noite deste sábado (22). O homem foi contido por vizinhos, que o mantiveram amarrado até a chegada dos policiais, de acordo com a Polícia Militar. Além da mulher, um morador da localidade, de 21 anos, que tentou defendê-la, também foi ferido.

A PM afirmou que as vítimas foram socorridas, primeiramente, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro e, depois, levadas para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE) de Vitória. O suspeito foi detido e encaminhado para o Plantão Especializado da Mulher, na Capital. Os nomes dos envolvidos no caso não foram divulgados pela polícia. 

Em entrevista à TV Gazeta, moradores do bairro, que não quiseram ter a identidade revelada, disseram que o agressor e a vítima são casados e trabalham com produção e entrega de lanches. Eles afirmaram que o homem não aparentava ser violento e que nunca ouviram brigas do casal ou souberam de agressões anteriormente.

De acordo com as testemunhas, na noite de sábado, eles começaram a ouvir gritos e pedidos de ajuda da mulher. Então, foram até a casa e viram a vítima sendo esfaqueada pelo homem. Ao tentar conter o suspeito, um dos vizinhos, de 21 anos, foi ferido com uma facada no rosto. Em seguida, ele foi socorrido por outros moradores e levado à UPA.

As testemunhas contaram que um homem, que trabalha com segurança em um estabelecimento no bairro, conseguiu tirar a faca do suspeito e segurá-lo. Os moradores do bairro, então, o amarraram até a chegada das viaturas da Polícia Militar.

Não há, até o momento, informações sobre a motivação do crime. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.