ASSINE

Criminosos fazem irmãos e funcionários reféns em fazenda de Aracruz

As vítimas ficaram por oito horas sob o poder de bandidos armados. Cerca de 10 suspeitos levaram várias sacas de café, uma moto, dinheiro e equipamentos do local

Colatina / Rede Gazeta
Publicado em 22/04/2021 às 16h14
O crime ocorreu na propriedade que fica em Córrego Guaxima
O crime ocorreu na propriedade que fica em Córrego Guaxima. Crédito: Ariele Rui

Três irmãos e os funcionários de  uma fazenda em Aracruz, no Norte do Espírito Santo, viveram momentos de terror na madrugada desta quinta-feira (22). Eles ficaram por oito horas sob o poder de criminosos. Cerca de 10 bandidos fortemente armados participaram da ação.

A propriedade rural onde o crime ocorreu que fica em Córrego Guaxima, na região de Jacupemba. A Polícia Militar informou que os criminosos invadiram a fazenda e roubaram várias sacas de café, uma moto, dinheiro e equipamentos do local.

Sacas de Café foram levadas pelos ban
Sacas de Café foram levadas pelos ban. Crédito: Ariele Rui

Enquanto os bandidos pegavam os objetos, as vítimas foram trancadas em um galpão da fazenda. Em seguida, os proprietários e funcionários do local foram obrigados a carregar sacas de café do armazém para o caminhão da propriedade e posteriormente para outro veículo baú, que ficou estacionado a cerca de um quilômetro da sede da propriedade.

Os criminosos ainda tentaram levar um veículo, porém o carro atolou antes da saída do sítio e não foi levado. Buscas foram realizadas, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Aracruz, que já iniciou diligências. “Até o momento nenhum suspeito foi detido e outras informações não serão repassadas para que a apuração dos fatos seja preservada”, afirmou a polícia. As vítimas já foram ouvidas pelo delegado responsável pelas investigações.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.