ASSINE

Caso Alice: suspeito de envolvimento na morte de menina é preso

A ação, que aconteceu no mesmo município do crime e tinha objetivo de desarticular o tráfico de drogas no bairro Dom João Batista, contou com o apoio da Guarda Municipal e prendeu três pessoas no total

Publicado em 20/02/2020 às 17h27
Atualizado em 20/02/2020 às 20h58
Alice da Silva Almeida. Crédito: Arquivo pessoal
Alice da Silva Almeida. Crédito: Arquivo pessoal

Polícia Civil prendeu, durante uma operação na manhã desta quinta-feira (20), um dos suspeitos de envolvimento na morte da menina Alice da Silva Almeida, de 3 anos, morta a tiros no bairro Dom João Batista, em Vila Velha, no dia 9 de fevereiro.  A ação, que aconteceu no mesmo município do crime e tinha objetivo de desarticular o tráfico de drogas no bairro Dom João Batista, contou com o apoio da Guarda Municipal e prendeu três pessoas no total. 

A operação começou por volta das 7 horas desta quinta-feira (20) em vários bairros de Vila Velha. De acordo com Guarda Municipal do município, a ação aconteceu por meio da Delegacia Especializada de Homicídios (DHPP), em conjunto com  a Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), com apoio da Guarda. 

"Na data de hoje (as delegacias) cumpriram três mandados de prisão referentes as investigações da guerra do tráfico da região de Dom João Batista,  bem como, diversos mandados de busca e apreensão, onde foram apreendidos drogas e arma. Um dos presos é referente ao recente homicídio de uma criança de 3 anos de idade. As investigações seguem sob segredo de Justiça", informou a Guarda Municipal, por nota. 

Alice era neta de um sargento da Polícia Militar e morreu após ser atingida por tiros no bairro Dom João Batista, em Vila Velha, na noite do último dia 9. O crime aconteceu por volta das 20 horas. A criança chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. 

"Encontramos uma pessoa que é investigado de envolvimento na morte da pequena Alice. Não é possível precisar se ele atirou, mas estava na cena do crime. Este indivíduo foi interrogado. Isso não vai ficar impune, as polícias estão trabalhando muito e contamos com a contribuição da sociedade com denúncias pelo 181.  Não vamos descansar enquanto não conseguirmos prender os autores e demais envolvidos naquele episódio tão delicado",  afirmou o secretário de Segurança Pública do Estado, Roberto Sá.  

Durante a operação, uma arma também foi apreendida com o suspeito e será encaminhada para exames de micro-comparação balística. O secretário não soube precisar quantos mandados de busca e apreensão foram expedidos contra os envolvidos na morte da criança.

 Além do suspeito de envolvimento na morte de Alice, também foram detidas outras três pessoas, dois por envolvimento com o tráfico de drogas rival ao do suspeito - que eram investigados pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha - e também um terceiro por tráfico de drogas.

Alice da Silva Almeida. Crédito: Arquivo pessoal
Alice da Silva Almeida. Crédito: Arquivo pessoal

 DIA DO CRIME

Um adolescente de 17 anos também foi baleado. Informações apontam que esse rapaz era o alvo dos criminosos. Para fugir dos bandidos, ele teria entrado na casa da família da criança. Na perseguição, a menina acabou atingida por pelo menos dois disparos.

adolescente desapareceu depois de ser socorrido no Pronto Atendimento da Glória, em Vila Velha. O menor foi encontrado por agentes da DHPM no dia 11 de fevereiro. Ele prestou depoimento na condição de vítima de tentativa de homicídio e foi liberado.

A comoção gerada por causa da tragédia que culminou na morte da pequena Alice da Silva Almeida, de apenas três anos, fez com que o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), falasse a respeito do caso. No dia seguinte do crime, dia 10 de fevereiro, ele se manifestou pelas redes sociais e garantiu que os responsáveis pelo crime não ficariam impunes.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.