ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Em assembleia, militares aceitam reajuste proposto pelo Governo do ES

Reajuste já vale para este mês de março; outro destaque importante é que o reajuste é maior para os soldados

Publicado em 05/03/2020 às 16h31
Atualizado em 06/03/2020 às 00h07
Assembleia foi realizada na tarde desta quarta-feira. Crédito: Isaac Ribeiro
Assembleia foi realizada na tarde desta quarta-feira. Crédito: Isaac Ribeiro

Em uma assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (5), os militares e policiais civis aceitaram a proposta de reajuste feita pelo Governo do Estado. O órgão ofereceu o reajuste real em três parcelas de 4% sendo que a primeira será aplicada já este mês, outra em julho de 2021 e a última em  julho de 2022. Foram 158 votos a favor contra 118.

Também é destaque na proposta o reajuste maior para os soldados, que vão receber 12% de aumento real (de 2020 a 2022), além da Revisão Geral Anual (inflação) em dezembro de cada ano, e ainda a inclusão de duas Gratificações de Serviço Extra (GSE). 

A assembleia acontece na Associação dos Militares da Reserva, Reformados, da Ativa da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar e Pensionistas de Militares do Estado do Espírito (Aspomires), em Bento Ferreira, Vitória. 

Por nota, a Frente Unificada de Valorização Salarial, composta por associações e sindicatos que representam os policiais militares, civis e bombeiros militares, ressaltou que a votação desta quinta-feira (05) foi apertada.

"O aceite, entretanto, ocorre com a ressalva de que os índices apresentados não atendem completamente as necessidades da categoria, bem como à expectativa criada pelo Governo do Estado em torno da média nacional", diz o documento.

O Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol), a Associação dos Agentes de Polícia (Agenpol) e Associação dos Escrivães de Polícia (Aepes), em assembleia realizada na sede do Sindipol, na Serra, também aceitaram a proposta apresentada pelo governo estadual.

"Os policiais civis que estiveram na assembleia entenderam que é um avanço a manifestação do governador em voltar os olhos para a segurança pública. Ele já indiciou que poderá valorizar os policiais e reestruturar a segurança pública", avaliou o vice-presidente do Sindipol, Clovis Guito.

IMPACTO FINANCEIRO

O Governo do Estado informou que o impacto do reajuste para os servidores da área da segurança pública equivale a R$ 600 milhões por ano, a partir de 2023, quando já estarão aplicados os valores previstos. A reportagem de A Gazeta questionou o governo sobre o impacto nos anos de 2020, 2021 e 2022, no entanto, a Secretaria de Estado de Governo informou que não possui esse dado.

CONHEÇA A PROPOSTA DO GOVERNO QUE FOI APROVADA

  • Antecipação do início do calendário de recomposições de julho de 2021 para março de 2020; 
  • 12% de aumento real no período 2020, 2021 e 2022;
  • 4% em março de 2020
  • 4% em julho de 2021
  • 4% em julho de 2022 

  • Revisão Geral Anual (inflação) em dezembro de cada ano, com as seguintes previsões;
  • 3,5% em dezembro de 2020
  • 3,5% em dezembro de 2021
  • 3,5% em dezembro de 2022 

  • Inclusão de uma GSE de Soldado a 1° Tenente, em março de 2020
  • 4% de reajuste para os Soldados, em julho de 2021
  • Inclusão de uma GSE, no final de 2022, para todos

    *GSE: Gratificação Serviço Extra

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.