Com comércio aberto no interior, Casagrande pede: "Fiquem em casa"

Abertura foi permitida em municípios de baixo e moderado risco de contágio por coronavírus no ES. Governador pede que se evite saídas sem necessidade

Publicado em 22/04/2020 às 20h16
Atualizado em 29/06/2020 às 13h45
Muitas pessoas estava de máscara nas ruas do Centro de Colatina
Ruas do Centro de Colatina, no Noroeste do Estado, registraram movimento de pessoas. Crédito: TV Gazeta Noroeste

No primeiro dia com o funcionamento do comércio flexibilizado em 72 cidades do interior do Estado, o governador Renato Casagrande (PSB) reforçou o pedido para que, apesar disso, a população continue a evitar sair de casa sem necessidade, mantendo o distanciamento social, o isolamento do grupo de risco, e a não aglomeração.

Para os estabelecimentos que permanecem abertos, ele frisou a importância de que sejam tomados os cuidados para evitar propagação do novo coronavírus, adotando as medidas de prevenção, como o uso de máscaras.

Segundo Casagrande, semanalmente o governo vai reavaliar a possibilidade deste funcionamento permanecer, ser restrito ou ampliado. O comércio foi autorizado em 63 municípios de risco baixo, e em 9 de risco moderado.

Renato Casagrande (PSB)

Governador do Espírito Santo

"É muito importante que o cidadão saiba que continuamos com o mesmo pedido das pessoas ficarem em casa, que ainda estamos em uma fase de crescimento do contágio do vírus. Estamos buscando uma maneira da convivência onde se preserve a vida e se permita que alguma atividade econômica funcione. A orientação é a mesma, não corram risco, não paguem para ver"

Ele lembrou que os estabelecimentos autorizados a abrir devem seguir uma série de protocolos e regras, como a de permitir um cliente por cada 10 metros quadrados, fazer o distanciamento nas filas, funcionar em horário reduzido e disponibilizar álcool em gel, lavatório e sabão.

"Se não tivermos a colaboração das pessoas, os municípios que estão autorizados a funcionar daqui a pouco estarão proibidos. É preciso que o comerciante tenha cuidado com o servidor, que o funcionário tenha cuidado com o cliente, e o cliente tenha cuidado na loja".

BARREIRAS SANITÁRIAS

Nos cinco municípios da Grande Vitória e em Alfredo Chaves, onde o governo classificou como alto o risco de contágio pelo novo coronavírus, vai ter início nesta quinta-feira (23) a implantação de barreiras sanitárias nas divisas das cidades.

Nelas, Exército, Bombeiros, Polícia Militar, funcionários da Secretaria Estadual de Saúde e Guarda Municipal irão abordar e orientar as pessoas, e podem medir a temperatura e encaminhar alguns casos suspeitos para unidades de saúde.

A medida é para evitar a chegada de pessoas infectadas com o vírus a esses municípios. "É hora das equipes de saúde da família identificarem pessoas suspeitas, isolarem, acompanharem essas pessoas, para que não transmitam para mais ninguém. É uma demonstração do que a gente precisa fazer em termos de vigilância, um símbolo para que todos vigiemos a nossa situação", afirmou o governador.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.