ASSINE

Terminal do aeroporto de Linhares será reformado e deve receber voos em 2023

Com a nova pista entregue, a reforma do atual prédio foi a solução encontrada para adequar a estrutura existente aos requisitos mínimos para a operação

Tempo de leitura: 4min
Vitória
Publicado em 19/01/2022 às 16h21
Atualizado em 19/01/2022 às 17h39

A partir de 2023, o Aeroporto Regional de Linhares, no Norte do Espírito Santo, poderá receber voos comerciais. É esta a promessa do governo do Estado, que autorizou, nesta quarta-feira (19), o início das obras de reforma e ampliação do atual terminal de passageiros. A nova pista de pousos e decolagens já foi entregue, ainda em dezembro, e está em fase de homologação.

O investimento na reforma do terminal será realizado com recursos do Tesouro Estadual e está estimado em R$ 2,71 milhões. A previsão é de que as obras sejam concluídas em 12 meses. 

A licitação para realização das intervenções foi anunciada pelo Executivo estadual no mês de dezembro. A empresa vencedora, e que ficará responsável pela execução das obras, é a VLZ Construtora Ltda.

Este vídeo pode te interessar

Atual terminal de passageiros do aeroporto de Linhares
Atual terminal de passageiros do aeroporto de Linhares: edificação passará por reforma e ampliação. Crédito: Reprodução / Google Maps

Segundo as informações do governo do Estado, estão previstas a reforma e a ampliação do terminal já existente, com a reformulação da fachada, das áreas internas e do estacionamento, visando a melhoria das condições físicas para a atração de passageiros, garantindo assim mais conforto, segurança e acessibilidade aos usuários.

A reforma da atual estrutura foi uma solução paliativa encontrada para adequar o espaço existente aos requisitos mínimos para a operação e para permitir que a cidade receba voos comerciais de forma mais célere. A Azul Linhas Aéreas já manifestou várias vezes a intenção de operar voos a partir do município

A ideia original, porém, era a construção de um novo terminal de passageiros, maior e mais moderno, obra que seria bancada com recursos dos governo federal e estadual. O projeto, no entanto, ainda está em fase de elaboração e aprovação, o que acabaria demorando mais.

Questionada por A Gazeta, a Secretaria de Estado Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) informou que as obras de reforma e ampliação serão executadas para adequação e melhorias na estrutura existente, possibilitando a imediata operação comercial do aeroporto, e que, em paralelo, o projeto para o novo terminal será desenvolvido, mas ainda não há programação para execução desta obra.

Durante assinatura da ordem de serviço, o governador do Estado, Renato Casagrande, destacou, entretanto, que as intervenções autorizadas nesta quarta (19) serão de grande importância para a conexão logística do Norte capixaba com o restante do país.

“Investimos mais de R$ 40 milhões na construção da nova pista do Aeroporto de Linhares e agora damos Ordem de Serviço para a reforma e ampliação do terminal de passageiros, que ficará em condições de operação por qualquer companhia aérea. Com essas obras, teremos uma estrutura adequada para voos que poderão ajudar no turismo e, principalmente, no desenvolvimento da região”, afirmou.

Vista aérea da pista de pouso e decolagem do Aeroporto de Linhares
Obras na pista do Aeroporto de Linhares foram concluídas. Crédito: Divulgação/Governo do ES

A nova pista do aeroporto regional, com 1.860 metros de extensão, foi concluída ainda em 2021. No total, o Estado investiu cerca de R$ 45 milhões, equivalente a 70% do valor do empreendimento, entre os custos do projeto, obra, desapropriações e remoção de obstáculos, entre outros serviços. O governo federal também entrou com uma contrapartida, no valor de R$ 18 milhões.

No momento, a nova pista passa pelo processo de homologação para pousos e decolagens. Uma vez concluídos os procedimentos e as intervenções, o Aeroporto Regional de Linhares, cuja administração compete à Prefeitura de Linhares, poderá receber voos comerciais de aeronaves de modelos até o Boeing 757/200. 

Segundo o governo do Estado, toda a documentação necessária já foi enviada à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, destacou que, com as intervenções, a capacidade de atração de voos para o município será ampliada, contribuindo para o dinamismo econômico da tegião Norte, seja como suporte logístico para as atividades das empresas ali instaladas, assim como para recepção de turistas. “Além disso, será uma via de entrada e saída para os próprios moradores da região”, reforçou.

OBRAS EM REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE GÁS

Durante a agenda em Linhares, Casagrande também assinou a ordem de serviço para início das obras de interligação da rede de distribuição de gás ao gasoduto de transporte Cacimbas-Vitória, o que permitirá aumentar a segurança da operação e ampliar a oferta de gás natural em Linhares em até oito vezes. O investimento previsto é de R$ 27,7 milhões, e será realizado com recursos da Companhia de Gás do Espírito Santo (ES Gás).

A obra, que terá duração de 12 meses, permitirá que o volume atual de gás ofertado ao município, que é de 40 mil metros cúbicos/dia, passe para 120 mil metros cúbicos /dia após a construção do gasoduto, mas podendo chegar a 360 mil metros cúbicos /dia, caso seja necessário. 

Para o diretor-presidente da ES Gás, Heber Resende, a obra atende a uma necessidade antiga de aperfeiçoar a operação de distribuição de gás em Linhares. “Atende também a uma perspectiva futura da chegada de novos empreendimentos ao município, auxiliando Linhares a cumprir sua vocação industrial. Várias empresas se instalam onde há oferta de gás natural, pois este insumo é valioso em processos produtivos. É a primeira grande obra da ES Gás, prevista em seu plano de investimentos”, declarou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.