ASSINE

Indústria canadense vai produzir amônia verde no Porto Central, Sul do ES

Empresa de Vancouver vai fornecer energia para o complexo portuário capixaba, para embarcações e ainda poderá produzir produto suficiente para atender à rede elétrica nacional

Publicado em 28/07/2021 às 11h38
Perspectivas do Porto Central, terminal portuário de águas profundas em Presidente Kennedy, no Sul do Espírito Santo
Perspectivas do Porto Central, terminal portuário de águas profundas em Presidente Kennedy, no Sul do Espírito Santo. Crédito: Porto Central/Youtube/Reprodução

A canadense AmmPower Corp fechou acordo com o Porto Central, em Presidente Kennedy, no Sul do Espírito Santo, para instalar uma indústria para a produção de amônia verde, espécie de biocombustível feito a partir do hidrogênio renovável.

O elemento tem várias vantagens: pode ser será usado para abastecer embarcações, em vez do óleo bunker, um derivado de petróleo, e também para a produção de energia elétrica.

No porto, a fabricante terá a missão de atender às necessidades de energia do complexo portuário e de outras companhias que possam se instalar no local. A multinacional também vai ter uma área para armazenamento e distribuição do combustível, segundo comunicado enviado ao mercado.

A notícia foi divulgada nesta quarta-feira (28) pelos representantes do porto capixaba e da empresa com sede em Vancouver, no Oeste do Canadá. O valor do investimento não foi informado.

O Porto Central, que ainda está em processo de instalação, terá terminais de águas profundas e com foco principalmente nas empresas que atuam na produção de energia, de petróleo e gás e que trabalham como apoio offshore.

No futuro, com a construção de trecho ferroviário até a cidade, a ideia é que também o condomínio possa abrigar negócios para escoamento de outros produtos, atendendo principalmente o agronegócio.

Com a negociação, a companhia capixaba, por meio do terminal de granéis líquidos conhecido como "Porto Central Energy Terminal", permitirá à AmmPower transportar hidrogênio e amônia verde em toda a região, quando necessário.

O Porto Central também servirá como um hub de energia, e trabalhará com a AmmPower para fornecer energia para a rede nacional, bem como internacionalmente.

O Porto Central está estrategicamente localizado no centro da costa leste brasileira, na Região Sudeste do Brasil, que representa mais de 65% do PIB total do país, próximo aos grandes centros de produção e com um mercado de mais de 100 milhões de consumidores.

AmmPower será capaz de fornecer amônia para uma variedade de usos, incluindo infraestrutura de energia, movimentação de hidrogênio, combustível para a indústria marítima e fertilizantes para as enormes necessidades agrícolas do Brasil.

Atualmente o Brasil importa 90% de seus fertilizantes, e a AmmPower busca ajudar a criar maior autossuficiência no espaço agrícola e na indústria de alimentos.

O CEO canadense Gary Benninger afirma que é um passo incrível para a AmmPower poder trabalhar com o Porto Central para criar um dos principais portos de energia limpa do mundo. “[Teremos] capacidade de ajudar a fornecer energia limpa para a rede elétrica nacional do Brasil e produzir fertilizantes limpos para sua grande população apresenta uma grande oportunidade”.

Segundo o empresário José Salomão Fadlalah, CEO do Porto Central, a “parceria está alinhada com os objetivos do complexo portuário de desenvolver um hub de energia limpo e verde, criando uma infraestrutura de negócios sustentável ajudando a acelerar a transição energética”.

Com informações do Porto Central

A Gazeta integra o

Saiba mais
energia elétrica Presidente Kennedy Biocombustível Energia Renovável Porto Central Portos do ES Amônia Verde Porto Central Porto Central Portos do Espírito Santo Amônia Verde

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.