ASSINE

Conheça as 50 profissões com procura em alta nas empresas do ES

Fazem parte da lista cargos como analista de logística, cientista de dados, desenvolvedor, enfermeiro, cuidador de idosos, programador e vendedor

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 07/02/2021 às 20h51
Atualizado em 07/02/2021 às 20h51
Profissional de tecnologia da informação está em alta em 2021
Profissional de tecnologia da informação está em alta em 2021. Crédito: Pixabay

As carreiras ligadas à tecnologia da informação, recursos humanos, saúde, comercial e logística estão em alta no mercado e devem permanecer assim ao longo de 2021. Ao menos 50 profissões estão sendo bastante demandadas pelo mercado de trabalho do Espírito Santo, de acordo com especialistas ouvidos por A Gazeta.

Fazem parte desta lista cargos como analista de logística, analista de marketing, cientista de dados, desenvolvedor, enfermeiro, cuidador de idosos, especialista em segurança digital, programador e vendedor.

A diretora da Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional Espírito Santo (ABRH-ES), Fabíola Costa, destaca que seja qual for a área de atuação, o profissional precisa aprender a ter um diferencial e, para se manter no mercado, é necessário estar sempre atualizado, para não se tornar apenas mais um.

Os especialistas apontam, por unanimidade, que o setor de TI é o mais valorizado atualmente. No entanto, o diretor da Sankhya-ES, Renato William, alerta que os trabalhadores deste segmento não podem mais contar apenas com seu conhecimento técnico. É preciso ter habilidades relacionadas à gestão e estratégias, que devem contribuir para os resultados nos negócios.

A valorização de quem atua na área de tecnologia, segundo William, se deve à preocupação e ao reconhecimento das empresas em relação ao valor da informatização, que permite a otimização dos processos. E é por isso que o profissional da área têm sido cada vez mais valorizado, tendo um papel essencial nas organizações.

Eles podem trabalhar em pequenas, médias e grandes empresas. Entre as profissões em destaque estão engenheiro de software, analistas de sistemas, gestor de tecnologia da informação e técnico de informática.

Outra área em alta e com grande demanda de contrações é a da Saúde, principalmente por colaboradores que estão ligados ao atendimento assistencial. Há muitas oportunidades disponíveis para técnicos e auxiliares de enfermagem, técnicos de laboratório, médicos, além de pessoas que fazem atendimentos em recepção.

“Todos os profissionais da saúde estão sendo demandados, mas a partir de agora eles precisam ter um olhar um pouco mais inovador e humano. O desafio para eles é grande”, afirma Fabíola Costa, da ABRH-ES.

O diretor de Desenvolvimento Institucional da Faesa, Erthelvio Nunes Jr, complementa a lista de profissionais do cuidado, incluindo as enfermeiras de parto, conhecidas como doulas, e cuidadores de idosos.

“A odontologia também ganhou um espaço importante dentro dos hospitais, no tratamento de pessoas entubadas.  Ainda nas unidades de internação, os engenheiros mecânicos são os responsáveis pela manutenção de equipamentos como o ar-condicionado, que se não estiverem bem higienizado, as bactérias podem gerar infecção hospitalar. A ansiedade e a depressão durante a pandemia deixaram em destaque os psicólogos. Isso sem falar dos médicos que conseguem fazer cirurgias com o auxílio de robôs. Com isso, podemos perceber que há uma nova aplicabilidade do trabalho, um novo olhar para as competências e ressignificação das profissões atuais”, afirma.

OUTROS SETORES

Supermercados, farmácias e padarias estiveram em alta desde o início da pandemia, por serem serviços essenciais, e foram responsáveis por inúmeras contratações. Fabíola Costa, da ABRH-ES, lista cargos como entregadores, caixas, atendentes de balcão, estoquistas e vendedores como promissores.

Ainda sobre vendas, ela comenta que o comércio foi um dos segmentos que mais sofreu nesta crise, mas aos poucos está conseguindo se recuperar. Apesar de algumas lojas não terem resistido à crise, novos estabelecimentos estão sendo abertos em todo o Estado, criando novos postos de trabalho.

“A área comercial não deve focar somente na venda e, sim, na forma de atender as pessoas. É preciso ter o olhar do cliente e estar sempre pronto para o acolhimento do consumidor, sem esquecer da agilidade”, pontua Fabíola.

O comércio eletrônico ganhou ainda mais força em 2020 por conta dos novos hábitos de consumo. A diretora técnica da Kato Consultoria, Roberta Kato, acredita que o setor vai precisar de profissionais de e-commerce, programadores, marketing digital e mídias sociais.

“E se existem compras on-line, a área de logística se tornou de suma importância para as empresas de bens e insumos, além das companhias que já atuavam nesse segmento. Dentro das adequações necessárias para esse novo ramo, não podemos nos esquecer da nova lei de proteção de dados, ampliando a busca por trabalhadores que atuam neste segmento, advogados, DPO e gerente de controle de dados”, defende Roberta Kato.

O setor de Recursos Humanos também está entre os segmentos que estão em alta no mercado. De acordo com a diretora da ABRH, a demanda tem sido por profissionais de recrutamento e seleção, além daqueles que atuam no desenvolvimento humano.

“O desafio aqui, além de saber lidar tecnicamente com processos, é saber lidar com pessoas e, para isso, é necessário trabalhar com empatia, respeito e diálogo. Os departamentos de RH precisam fazer com que os colaboradores da empresa se sintam à vontade para falar de seus problemas sem medo. Outra mudança, por conta dessas demandas internas, é que as companhias passaram a terceirizar os processos de seleção”, afirma.

Roberta Kato lembra ainda outras áreas que têm uma grande procura por profissionais, que são as de meio ambiente e sustentabilidade, saúde mental e física, entre outras ligados ao equilíbrio das pessoas e do mundo.

NOVOS CENÁRIOS

Na avaliação da psicóloga e diretora da Psico Store, Martha Zouain, empresas e profissionais que querem se manter competitivos precisam ter sempre em mente o quanto estão de fato pensando e investindo com qualidade nas adequações necessárias.

“Todos os dias somos desafiados de alguma maneira a pensar e propor algo novo. A aprendermos, reaprendermos ou desaprendermos algo. Os profissionais precisam ter um perfil de personalidade competitiva. Competências como adaptabilidade, aprendizagem rápida, equilíbrio emocional, resiliência, foco no resultado, criatividade, proatividade e engajamento, entre muitas outras, compõem um leque inegociável de características que habilitam o profissional a ser bem sucedido em sua área”, pontua.

Com a chegada da vacina, a aposta é que a economia retome o ritmo e haja recuperação de muitos postos de trabalho em todas as áreas, ressalta a diretora da Rhopen, Cátia Horsts.

“O mercado dá sinais de que o modelo remoto, a adoção acelerada de tecnologia e a terceirização de mão de obra são características marcantes deste novo momento. De acordo com as nossas projeções, todo o mercado será beneficiado. Profissionais precisam estar atentos ao desenvolvimento das competências comportamentais e técnicas e também para os modelos de contratação temporária ou por projeto”, finaliza Cátia.

CONFIRA AS CARREIRAS EM ALTA NO ES

  1. Advogado
  2. Analista de logística 
  3. Analista de marketing
  4. Analista de mercado
  5. Analista de recursos humanos
  6. Analista de mídias sociais
  7. Analista de segurança da informação
  8. Analista de sistemas
  9. Analista financeiro
  10. Analista UX
  11. Atendente
  12. Atendente de farmácia
  13. Auxiliar de enfermagem 
  14. Cientista de dados
  15. Consultor de vendas
  16. Controladoria
  17. Cuidador de idosos
  18. Data Protection Officer (DPO)
  19. Desenvolvedor
  20. Enfermeiro
  21. Engenheiro ambiental
  22. Engenheiro de computação
  23. Engenheiro de software
  24. Engenheiro eletricista
  25. Especialista em segurança digital
  26. Engenheiro de manutenção
  27. Engenheiro mecânico
  28. Fisioterapeuta
  29. Gerente comercial
  30. Gerente de logística
  31. Gerente de Projetos
  32. Gerente de Recursos |Humanos
  33. Gestor de qualidade
  34. Gestor de tecnologia da informação
  35. Indústria Operacional
  36. Médico
  37. Odontólogo
  38. Profissionais de Infraestrutura
  39. Profissionais de Recrutamento e Seleção
  40. Programador
  41. Psicólogo
  42. Recepcionista
  43. Técnico em eletrotécnica
  44. Técnico de enfermagem
  45. Técnico em informática
  46. Técnico em logística
  47. Técnico em mecânica
  48. Técnico em química
  49. Tecnologia da Informação
  50. Vendedor

A Gazeta integra o

Saiba mais
Carreira Espírito Santo Saúde Qualificação Profissional espírito santo Tecnologia Mercado de trabalho

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.