ASSINE

App do auxílio emergencial deve ser atualizado para liberar compras

De acordo com a Caixa, os beneficiários do benefício de R$ 600, depois de baixar novamente o aplicativo, podem comprar nas máquinas de cartão em lojas físicas usando o QR Code

Publicado em 01/06/2020 às 20h57
Atualizado em 02/06/2020 às 10h01
Aplicativo Caixa Tem onde o beneficiário recebe o auxílio emergencial
Aplicativo Caixa Tem onde o beneficiário recebe o auxílio emergencial. Crédito: Siumara Gonçalves

Antes de fazer compras em lojas físicas, nas maquininhas de cartão, com a conta digital da Caixa, os beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600 precisam atualizar o aplicativo Caixa Tem.  As compras nas lojas físicas, usando o QR Code e sem a necessidade de cartão de plástico, foram liberadas pela Caixa na última sexta-feira (29). Até aquele momento, o aplicativo só permitia aquisições on-line.

Nesta segunda-feira (1º), o presidente do banco, Pedro Guimarães,  afirmou que "é importante que todos atualizem a versão do aplicativo para que possam realizar compras via QR Code. Se você não tiver a última versão, não vai conseguir realizar essa compra". Essa já é a 16ª atualização do aplicativo.

A nova possibilidade vem como uma alternativa para que as filas nas agências da Caixa diminuam, já que mesmo quem não tem um cartão físico do banco não precisará sacar o dinheiro.

A Caixa já pagou, até esta segunda-feira (1º), R$ 76,6 bilhões a 58,6 milhões de pessoas. Durante o pagamento da primeira parcela do benefício, não era difícil ver as portas das agências da Caixa lotadas no Espírito Santo. Algumas pessoas chegavam a passar a noite em filas para conseguir sacar o auxílio emergencial.

COMO PAGAR NAS MAQUININHAS

O primeiro passo é atualizar o aplicativo. Depois, com o app, será possível aos usuários fazer compras em estabelecimentos comerciais físicos por meio de QR Code (código de imagem). 

  • Com o aplicativo aberto, o usuário vai selecionar a opção de cartão digital; 
  • Vai apontar a câmera do celular para o QR Code na tela da maquininha; 
  • Essa imagem será lida pelo aplicativo; 
  • A cobrança será realizada.

CALENDÁRIO DE LIBERAÇÃO DE SAQUES E TRANSFERÊNCIAS

Para evitar aglomeração na porta das agências, o calendário de pagamentos é dividido de acordo com o mês de nascimento do beneficiário (veja o calendário no final da matéria). É importante lembrar que a transferência de valores pode ser feita pelo aplicativo sem a necessidade de ir até uma agência. 

Para não perder a viagem na hora de ir ao banco, é melhor prestar atenção aos documentos que você deve levar. Além disso, segundo a Caixa, os beneficiários que forem às agências, que terão a triagem nas filas ampliada, fora da sua data para o recebimento de pagamento em espécie não permanecerão no local.

Os beneficiários do auxílio emergencial que fizeram cadastro no aplicativo ou site da Caixa receberam o crédito da segunda parcela na poupança social digital entre 20 e 26 de maio. Já o calendário de saques e transferências começou no dia 30 de maio e segue até 15 de junho.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.