ASSINE

Viana abre agendamento para mutirão da vacinação. Veja como participar

Plataforma está disponível desde as 15h deste domingo (6); aplicação da meia dose da vacina Astrazeneca será no próximo dia 13 somente para moradores e eleitores do município

Publicado em 06/06/2021 às 14h56
Atualizado em 06/06/2021 às 16h44
Ana Claudia Souza, enfermeira servidora na Unidade de Saúde de Araças. tomou a vacina contra Covid-19 de Oxford Astrazeneca
Projeto piloto em Viana será com meia dose da vacina Astrazeneca. Crédito: Fernando Madeira

Desde as 15h deste domingo (6), moradores e eleitores de Viana podem se voluntariar para participar do estudo que tem como objetivo analisar a eficácia e segurança da aplicação de meia dose (0,25 ml) da vacina AstraZeneca contra o novo coronavírus. O cadastro é feito no link vianavacinada.saude.es.gov.br e no próximo dia 13, um domingo, haverá um mutirão da vacinação no município. 

Na última sexta-feira (4), durante o anúncio do projeto inédito no país, foi esclarecido que poderão participar pessoas com idade entre 18 e 49 anos, desde que não façam parte dos grupos prioritários, não tenham histórico de alergia a qualquer vacina, não apresentem sintomas gripais, não tenham tido Covid-19 nos últimos 28 dias ou recebido alguma vacina nos últimos 14 dias. Também estão fora do estudo as gestantes.

link do agendamento ficará aberto ao longo desta semana e a expectativa é que, pelo menos, 85% do público-alvo participe do estudo. No total, os eleitores e moradores de Viana aptos somam cerca de 35 mil pessoas. A aplicação da primeira dose ajustada (meia dose) da vacina será no próximo domingo, dia 13 de junho.

Para esclarecer dúvidas sobre o programa, uma coletiva de imprensa foi realizada na tarde deste domingo (6), em Viana. Participaram o secretário estadual de Saúde Nésio Fernandes, o prefeito Wanderson Bueno e a secretária municipal de Saúde Jaqueline Jubini, além da professora Valéria Valim, coordenadora do estudo.

Valéria Valim

Coordenadora do estudo "Viana vacinada"

"Não é possível chegar para vacinação sem ter feito o cadastro na plataforma, que é onde estará o termo de consentimento. Se tiver dificuldade de acesso ou internet, os profissionais da unidade de saúde poderão ajudar a fazer esse agendamento"

De acordo com o calendário do programa, os voluntários que participarem do estudo receberão meia dose (0,25ml) da vacina no dia 13 de junho. Depois será aplicada, no dia 5 de setembro, mais meia dose do imunizante. Os resultados serão acompanhados pelos pesquisadores. Caso o vacinado não desenvolva a resposta imunológica esperada com a quantidade reduzida do imunizante,  uma dose usual (0,5 ml) da Astrazeneca será aplicada 30 dias após a injeção da segunda meia dose, ou seja, em outubro.

Segundo Valéria Valim, não há chance de o participante ser prejudicado ao receber meia dose da vacina. "Cada um poderá ver os riscos e benefícios do estudo antes de assinar a adesão. Se a hipótese de eficácia não se confirmar, haverá uma dose padrão de reforço. Lembrando que a Astrazeneca é uma vacina aprovada pela Anvisa, com eficácia comprovada", disse.

Conforme explicado pelo secretário Nésio Fernandes, as aplicações das vacinas serão sempre em dia único, seguindo a metodologia que será usada no próximo domingo (13), com 35 pontos de vacinação e mais de 260 aplicadores. O intervalo entre as duas doses ajustadas é de 12 semanas, o mesmo praticado na padrão.

Dos voluntários, 600 farão parte de um grupo pelo qual será acompanhado o desenvolvimento de células de proteção, coletando sete amostras de sangue: nos dois dias em que serão aplicadas as meias doses e 28 dias após cada aplicação. Além de três meses, um semestre e um ano depois da segunda dose ajustada.

LIVE PARA ESCLARECER DÚVIDAS DA POPULAÇÃO

A PLATAFORMA E O CADASTRO

No site destinado à adesão ao estudo, há o botão "Morador de Viana". Ao clicar nele, a página pede o número do CPF e informa o usuário se o documento está no banco de dados do programa. Depois, o sistema pede dados pessoais complementares. O cadastro não leva mais que alguns minutos.

No canto superior direito da página inicial, a população pode ler um breve resumo sobre o programa "Viana vacinada". Já no botão de "Ajuda" é possível ver esclarecimentos para as dúvidas consideradas frequentes sobre o estudo. Ao todo, são mais de 30 perguntas e respostas.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Viana SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 nesio fernandes viana Pandemia Vacinas contra a Covid-19

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.