ASSINE

Só de teste: sirenes vão tocar em Baixo Guandu e Aimorés, no sábado

A ação é um teste que faz parte do plano de emergência da Usina Hidrelétrica de Aimorés, localizada na Bacia do Rio Doce. Desta vez, as pessoas não precisarão deixar suas casas

Publicado em 27/05/2021 às 20h42
Usina Hidrelétrica de Aimorés
Usina Hidrelétrica de Aimorés. Crédito: Divulgação

Os moradores de Baixo Guandu, no Noroeste do Espírito Santo, vão ouvir, neste sábado (29), o toque de uma sirene da Usina Hidrelétrica de Aimorés, município vizinho, em Minas Gerais. A ação é um teste que faz parte do plano de emergência da usina, pertencente à Aliança Geração de Energia SA, localizada na Bacia do Rio Doce. Desta vez, as pessoas não precisarão deixar suas casas.

A empresa informou que o teste será feito às 15 horas. O toque soará durante um minuto e, caso seja necessário, pode se repetir por mais um minuto até atingir todos os parâmetros para a avaliação.

PREVENÇÃO E SEGURANÇA

O teste da sirene faz parte das ações preventivas do plano de segurança da Usina Hidrelétrica de Aimorés e será realizado com emissão de som para avaliar a abrangência e a altura do toque e a percepção dos moradores sobre o acionamento. Isso é importante para o caso de em uma emergência, quando a sirene precisar fazer um alerta real, todos os moradores conseguirem ouvir.

Equipes estarão posicionadas em pontos estratégicos nas cidades portando equipamentos de medição de nível e pressão sonora, que registrarão a intensidade do som da sirene em cada ponto mapeado.

De acordo com Adilison Melo, coordenador da Usina de Aimorés, o objetivo do teste é verificar as condições técnicas do equipamento caso um acionamento real seja necessário. “Importante ressaltar que essa sirene está associada ao Programa de Segurança e Alerta e aos alertas de enchentes no período de chuvas. De qualquer forma as estruturas da Usina permanecem em condição normal de segurança”, explica.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Baixo Guandu Espírito Santo Minas Gerais espírito santo ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.