ASSINE

Professores e policiais do ES vão ser vacinados a partir de 15 de abril

O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande durante pronunciamento na tarde desta quinta-feira (25)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 25/03/2021 às 16h03
Alunos da Escola Major Alfredo Rabaioli, no bairro Mário Cypreste, com distanciamento entre eles na sala de aula
Alunos da Escola Major Alfredo Rabaioli, no bairro Mário Cypreste. Crédito: Carlos Alberto Silva

Os profissionais da educação e da segurança pública do Estado vão ser vacinados contra a Covid-19 a partir dia 15 de abril. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande durante um pronunciamento na tarde desta quinta-feira (25).

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual prorrogou a quarentena, que terminaria no dia 31 de março, para o dia 4 de abril, domingo de Páscoa, e anunciou novas restrições para conter a cadeia de transmissão do novo coronavírus no Estado.

Renato Casagrande 

Governador

"Passaremos a vacinar profissionais da segurança pública e da educação que estiverem em atividade, na linha de frente do trabalho, com a reserva técnica de 5% dos lotes que chegarão a partir desta data. Começando pelos profissionais de mais idade"

Horas antes do pronunciamento do governador, a coordenadora do Programa de Imunizações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Danielle Grillo, informou, durante entrevista para A Gazeta, que o Estado seguiria o Plano Nacional de Vacinação e, por isso, não tinha previsão de vacinar os policiais e professores do Espírito Santo.

Questionada se a decisão ia beneficiar profissionais das redes pública e particular, a Secretaria da Saúde (Sesa) informou, por meio de nota, que "a inclusão dos públicos-alvo profissionais de segurança e professores será publicada em resolução produzida pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB). A reunião da comissão está prevista para acontecer na próxima semana".

NOVAS MEDIDAS

A partir do próximo domingo (28), setores que eram considerados essenciais perderão essa classificação e, portanto, não poderão mais abrir as portas, como o comércio atacadista, inclusive os atacarejos, das lojas de material de construção, dos bancos, entre outros.

Atualmente, o Estado está imunizando idosos com idades entre 70 e 74 anos, trabalhadores de saúde e comunidades quilombolas. Segundo o Painel de Vacinação, 235.850 mil pessoas já receberam a primeira dose no Espírito Santo.

Nesta quinta-feira (25), o Espírito Santo vai receber 17.900 doses da AstraZeneca/Oxford e 62 mil doses da Coronavac, totalizando 79.900 imunizantes. Com esse quantitativo, os idosos acima de 65 anos vão começar a receber a vacina.

O QUE PODE OU NÃO FUNCIONAR

Segundo novo decreto que será publicado, entre os dias 28 de março e 4 de abril (ambos domingos), não poderão mais funcionar com atendimento presencial em nenhum dia ou horário:

  • Comércio atacadista, incluindo os atacarejos;
  • Lojas de material de construção;
  • Lojas de autopeças, reparação e oficina mecânica de veículos;
  • Agências bancárias (com exceção do pagamento de auxílios);
  • Casas lotéricas;
  • Atividades de pesca no mar.

No caso dos bancos, segundo o governo, eles poderão funcionar apenas para o pagamento de auxílios, seja do governo federal, estadual ou municipal. Todos os outros serviços ficam suspensos. 

Ainda considerados serviços essenciais, os supermercados, as padarias, farmácias e postos de gasolina (com exceção das lojas de conveniência), por exemplo, podem continuar abrindo as portas.

Foi retirada também a permissão para o atendimento presencial em concessionárias prestadoras de serviços públicos, que podem funcionar apenas com expediente interno. Também passam a ser proibida a realização de treinos por equipes profissionais de futebol.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.