ASSINE

Número de casos de coronavírus mais que dobra em menos de 20 dias no ES

Confirmações saltaram de 4.315 para 9.520 durante o período, conforme atualização desta sexta-feira (22); confira qual o aumento em cada cidade do Estado

Publicado em 22/05/2020 às 19h21
Atualizado em 23/05/2020 às 11h16
Movimentação de usuários do Transcol no Terminal do Ibes. A grande maioria dos passageiros está usando máscaras de proteção contra o coronavírus. Mas ainda é possível ver alguns sem ela.
Isolamento e distanciamento social são as ferramentas mais eficazes para conter a transmissão do novo coronavírus. Crédito: Carlos Alberto Silva

O número de casos confirmados do novo coronavírus no Espírito Santo mais que dobrou em um intervalo inferior a 20 dias. No último três de maio, eram 4.315 pessoas que receberam o diagnóstico positivo. Já nesta sexta-feira (22), essa quantidade saltou para 9.520 – um aumento de 120%.

Ou seja, nesse pequeno intervalo de tempo, mais de 5 mil pessoas contraíram a Covid-19. Vale lembrar que o Estado havia ultrapassado a barreira dos 4 mil casos no primeiro dia deste mês – cerca de três meses depois do primeiro caso. O que demonstra, claramente, o avanço exponencial da doença.

Durante este mesmo período, a quantidade de morte também aumentou significativamente, passando de 242 para 397, se considerado todo o Espírito Santo. Os dados estão disponíveis no Painel Covid-19, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), atualizado pela última vez durante esta tarde.

CASOS AUMENTARAM MUITO EM MUNICÍPIOS

Se houve um agravamento no quadro da pandemia no Estado é porque os municípios também apresentaram uma piora. Exemplo claro disso é o cenário observado em São MateusColatina e Cachoeiro de Itapemirim: em todos, só nesses 20 dias, os casos confirmados de coronavírus mais que quadruplicaram.

População nas ruas do Centro de Colatina
Isolamento social em Colatina esteve entre os piores do Estado nas primeiras semanas de maio . Crédito: Reprodução | TV Gazeta Noroeste

Na Grande Vitória, o aumento ficou mais próximo à média do Espírito Santo e quase todas as cidades também tiveram o número de casos confirmados dobrados. A única exceção é Vila Velha, mas que segue sendo a cidade capixaba com mais casos. Os aumentos mais significativos foram em GuarapariFundão e Cariacica.

Saindo da Região Metropolitana para o interior, onde a doença chegou há menos tempo, destacam-se dois municípios: Barra de São Francisco, no Noroeste, que passou de três para 67 casos (aumento superior a vinte vezes); e Presidente Kennedy, no Sul, que saltou de dez para 101 casos.

VEJA A SITUAÇÃO EM CADA MUNICÍPIO CAPIXABA

Considerando o número de casos que haviam sido registrados até o último 3 de maio e a atualização do Painel Covid-19, feita nesta sexta-feira (22), A Gazeta mostra como a transmissão do novo coronavírus se comportou em cada município capixaba, durante os últimos 20 dias. Confira:

  • Afonso Cláudio: de 20 para 45
  • Água Doce do Norte: de 0 para 17
  • Águia Branca: de 0 para 4
  • Alegre: de 3 para 7
  • Alfredo Chaves: de 21 para 59
  • Alto Rio Novo: não tem caso de coronavírus
  • Anchieta: de 15 para 49
  • Apiacá: de 4 para 10
  • Aracruz: de 38 para 84
  • Atílio Vivácqua: único caso em 11 de maio
  • Baixo Guandu: de 8 para 49
  • Barra de São Francisco: de 3 para 67
  • Boa Esperança: de 1 para 37
  • Bom Jesus do Norte: de 14 para 23
  • Brejetuba: de 2 para 4
  • Cachoeiro de Itapemirim: de 34 para 157
  • Cariacica: de 626 para 1322
  • Castelo: de 8 para 14
  • Colatina: de 37 para 170
  • Conceição da Barra: de 1 para 5
  • Conceição do Castelo: de 3 para 16
  • Divino de São Lourenço: de 1 para 2
  • Domingos Martins: de 27 para 66
  • Dores do Rio Preto: zero casos
  • Ecoporanga: de 1 para 40
  • Fundão: de 42 para 91
  • Governador Lindenberg: único caso em  20 de maio
  • Guaçuí: de 15 para 28
  • Guarapari: de 66 para 146
  • Ibatiba: de 1 para 10
  • Ibiraçu: de 1 para 18
  • Ibitirama: único caso em 23 de abril
  • Iconha: de 5 para 11
  • Irupi: de 2 para 13
  • Itaguaçu: não tem caso de coronavírus
  • Itapemirim: de 9 para 48
  • Itarana: de 4 para 16
  • Iúna: de 1 para 7
  • Jaguaré: de 1 para 3
  • Jerônimo Monteiro: de 2 para 4
  • João Neiva: de 9 para 26
  • Laranja da Terra: de 1 para 9
  • Linhares: de 64 para 95
  • Mantenópolis: de 1 para 2
  • Marataízes: de 41 para 152
  • Marechal Floriano: de 11 para 48
  • Marilândia: de 1 para 8
  • Mimoso do Sul: de 7 para 34
  • Montanha: de 2 para 6
  • Mucurici: de 1 para 2
  • Muniz Freire: de 1 para 5
  • Muqui: de 1 para 12
  • Nova Venécia: de 1 para 16
  • Pancas: de 1 para 42
  • Pedro Canário: de 3 para 15
  • Pinheiros: de 4 para 11
  • Piúma: de 13 para 48
  • Ponto Belo: não tem caso de coronavírus
  • Presidente Kennedy: de 10 para 101
  • Rio Bananal: de 2 para 9
  • Rio Novo do Sul: de 5 para 6
  • Santa Leopoldina: de 7 para 15
  • Santa Maria de Jetibá: de 14 para 52
  • Santa Teresa: de 16 para 70
  • São Domingos do Norte: único caso em 18 de maio
  • São Gabriel da Palha: de 4 para 9
  • São José do Calçado: de 5 para 17
  • São Mateus: de 33 para 163
  • São Roque do Canaã: de 3 para 9
  • Serra: de 864 para 1777
  • Sooretama: de 8 para 16
  • Vargem Alta: de 3 para 17
  • Venda Nova do Imigrante: de 18 para 34
  • Viana: de 103 para 218
  • Vila Pavão: únicos dois casos em 20 de maio
  • Vila Valério: de 8 para 25
  • Vila Velha: de 1013 para 1810
  • Vitória: de 848 para 1748

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.