ASSINE

Mortes por Covid-19 no Brasil superam população de 66 cidades do ES

Número de brasileiros que morreram em decorrência da pandemia atingiu a marca de 50 mil no último sábado (20); comparativo com números da população capixaba ajuda a ter dimensão da perda

Publicado em 22/06/2020 às 18h37
Atualizado em 22/06/2020 às 20h15
Ato homenageia capixabas mortos pelo novo coronavírus na praia de Camburi, em Vitória
Cruzes fincadas nas areias de Vitória homenagearam mortes causadas pelo novo coronavírus no ES. Ato aconteceu no domingo (21). Crédito: Ricardo Medeiros

No último sábado (20), o Brasil atingiu a triste marca de 50 mil mortos pela pandemia do novo coronavírus. Transformar em números essas vidas perdidas talvez não dê a real dimensão do problema, mas a quantidade de óbitos já registrada no país é maior que a população de 66 cidades do Espírito Santo.

Imagine Santa Teresa sem ninguém, sem o sotaque italiano. Ou Domingos Martins ainda mais frio, sem qualquer calor humano. Esses são apenas dois exemplos de municípios que poderiam estar completamente vazios caso todas essas mortes fossem concentradas em apenas um local.

Em outro cenário, essa quantidade de óbitos poderia fazer com que sete cidades capixabas simplesmente sumissem do mapa, de uma só vez. Do total de 78, restariam 71. Não haveria mais Divino São LourençoMucuriciDores do Rio PretoApiacáAlto Rio NovoPonto Belo e São Domingos do Norte, por exemplo.

Considerando a última atualização do Ministério da Saúde, feita no domingo (21), o número de mortes causadas pela pandemia no Brasil já subiu para 50.617 – o que faz com que entre para a lista a cidade de Nova Venécia, uma das principais do Noroeste do Estado, que tem uma população estimada em 50.110 habitantes.

O número 50 mil só não é maior que a população dos municípios de: VitóriaVila VelhaCariacicaSerraViana e Guarapari, na Grande VitóriaCachoeiro de Itapemirim, no SulColatina, no Noroeste; e AracruzSão Mateus e Linhares, no Norte do Estado.

Nesta segunda-feira (22), o Espírito Santo superou a marca de 36 mil casos do coronavírus e registrou 1.387 óbitos. E esse número vai, infelizmente, aumentar. O secretário da Saúde, Nésio Fernandes, alerta sobre o avanço da Covid-19 para o interior do Estado. Na avaliação do governo, a única forma de frear a doença é respeitar as normas do isolamento social, além do uso de máscaras.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.