ASSINE

Máscara e comprovante de vacina continuam obrigatórios na Ufes

Regras valem para estudantes, funcionários e visitantes da Universidade Federal do Espírito Santo; governo do Estado liberou as medidas nessa quarta-feira (6)

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 07/04/2022 às 10h35
Murais de mosaico na Grande Vitória
As aulas presenciais na Universidade Federal do Espírito Santo retornam no próximo dia 18 deste mês. Crédito: Vitor Jubini

Embora a obrigatoriedade do uso da máscara e a exigência do comprovante de vacinação da Covid-19 terem sido abolidas nessa quarta-feira (6) em todo o Estado, a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) continuará exigindo ambas as medidas nos quatro campi que possui no Estado (Vitória - Maruípe e Goiabeiras, São Mateus e Alegre)

Em comunicado divulgado pouco após o pronunciamento do governador Renato Casagrande, a instituição esclareceu que a regra vale para todas as pessoas que circulem nas dependências: estudantes, funcionários, terceirizados e participantes de eventos acadêmicos, culturais, artísticos e esportivos.

No que diz respeito ao passaporte vacinal, a Ufes explicou que a única exceção fica para aqueles que "apresentarem causa de saúde que isente da vacinação contra a Covid-19, comprovada mediante apresentação de declaração médica assinada e carimbada com nome e CRM legíveis ou certificação digital".

Leila Massaroni

Coordenadora do Comitê Operativo de Emergência para o Coronavírus da Ufes (Coe-Ufes)

"A pandemia ainda não acabou. Apesar de todos os indicadores epidemiológicos estarem bem baixos em relação a outros momentos, as medidas de precaução ainda têm que ser mantidas"

Segundo a universidade, as máscaras poderão ser retiradas apenas durante os momentos de alimentação. "No Plano de Biossegurança também há orientações sobre lavagem frequente das mãos, uso de álcool em gel (disponibilizado nos câmpus) e etiqueta respiratória", destacou.

Ainda de acordo com o comunicado, as salas de aula terão o número usual de cadeiras e haverá indicação da quantidade máxima de pessoas permitidas simultaneamente em áreas comuns como secretarias, refeitórios, banheiros e bibliotecas. Além de sinalização para evitar aglomerações.

SUSPEITA OU CONFIRMAÇÃO DE COVID-19?

No dia 18 de abril – data em que está prevista a volta às aulas presenciais – a Ufes também vai disponibilizar um sistema de monitoramento (no site coronavirus.ufes.br) dos casos suspeitos e confirmados de Covid-19 entre professores, funcionários, trabalhadores terceirizados e estudantes.

"Quem tiver contato domiciliar com um contaminado, suspeita ou confirmação da doença deve informar imediatamente à respectiva chefia, ou coordenador do curso e não comparecer à universidade. Todos os sintomáticos precisam se testar e manter o isolamento por sete dias", orientou a Ufes.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
UFES Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 Pandemia Máscara de proteção facial Passaporte da Vacina

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.