ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Mãe e filhos morrem por Covid-19 em intervalos de 2 semanas em Pinheiros

Matriarca da família, Iracy Pereira da Mota faleceu no dia que completava 91 anos. Em seguida, morreram os três filhos: Pedro, Mara e Tida

Colatina / Rede Gazeta
Publicado em 08/04/2021 às 16h57
Mãe e três filhos morrem de Covid-19 em Pinheiros
Mãe e três filhos morrem de Covid-19 em Pinheiros . Crédito: Acervo Familiar

Em meio ao aumento do número casos e mortes por Covid-19 no Brasil, histórias de famílias devastadas pela doença seguem comovendo em todo país. Em Pinheiros, no Norte do Espírito Santo, quatro membros de uma família conhecida do município morreram vítimas da doença, em intervalos de duas semanas. O caso chocou a população da pequena cidade de 27 mil habitantes.

Na madrugada desta quinta-feira (8), a professora Maria Aparecida Mota do Livramento, conhecida popularmente como Tida, perdeu a batalha para a doença, aos 64 anos, depois de alguns dias hospitalizada em Linhares. Antes dela, a família Mota já havia chorado a morte de outras três pessoas nas últimas duas semanas: a mãe da professora e outros dois irmãos.

Matriarca da família, Iracy Pereira da Mota faleceu no dia que completava 91 anos, em 25 de março. Horas depois da mãe, Pedro Pio, de 67 anos, também morreu por complicações causadas pelo novo coronavírus. Na última terça-feira (6), outra irmã, Marilda Mota, a Mara, também não resistiu à Covid-19 e morreu aos 69 anos.

“Meu pai perdeu a mãe e os três irmãos, ele está muito abalado e chocado. A gente não pode abraçar quem está por perto. Agora resta a dor e também a saudade. Perder uma pessoa já é difícil, imagina quatro”, afirmou Saulo Mota, que perdeu a avó e três tios.

Família Mota era muito conhecida em Pimheiros
Família Mota era muito conhecida em Pimheiros . Crédito: Acervo Familiar

Outras pessoas da família também foram contaminadas pelo coronavírus. Uma outra filha de Iracy foi hospitalizada com a doença e se recupera em um leito de enfermaria do Hospital Estadual Dr. Roberto Silvares, em São Mateus. Segundo o sobrinho Saulo, a tia Hidelbranda Mota quase precisou ser transferida para a UTI, mas apresentou uma melhora nas últimas horas.

COMOÇÃO NA CIDADE

A morte de quatro pessoas comoveu a população da cidade capixaba. A família Mota era conhecida no município.  Dona Iracy foi uma das primeiras educadoras da cidade. A paixão passou para as filhas Mara e Tida que também foram professoras e ajudaram na educação de muitas crianças e jovens de Pinheiros. 

A família também era conhecida pela ligação com os movimentos da igreja. A Paróquia São João Evangelista manifestou luto pelo falecimento. A Prefeitura de Pinheiros também publicou uma nota de pesar.

CORONAVÍRUS EM PINHEIROS

Segundo dados do Painel Covid-19, Pinheiros já registrou 2.187 casos confirmados da doença, 2.045 casos curados e 51 óbitos. A taxa de letalidade no município é de 2,3%, acima da taxa estadual que está em 2,0%.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.