ASSINE

Covid-19: São José do Calçado tem maior taxa de letalidade do ES

No município, 5,2% das pessoas que tiveram Covid-19 evoluíram para o óbito. No Estado, a taxa está em 2%

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 08/04/2021 às 10h50
Atualizado em 08/04/2021 às 10h50
São José do Calçado
São José do Calçado . Crédito: Divulgação: Paróquia São José do Calçado

O município de São José do Calçado, no Caparaó Capixaba, tem a maior taxa de letalidade do Espírito Santo desde o início da pandemia de Covid-19. De todos os casos confirmados, 5,2% evoluíram a óbito, segundo informações do Instituto Jones dos Santos Neves. Em todo Espírito Santo, a taxa de letalidade está em 2%.

De acordo com os dados da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), das 695 pessoas que tiveram o diagnóstico positivo para o  coronavírus em São José do Calçado, 36 não resistiram. Em todo Estado, de todos os 395.947 casos confirmados de Covid-19, 7.947 evoluíram para óbitos.

O pesquisador do Instituto Jones dos Santos Neves, Pablo Lira, disse que a localização do município pode estar elevando a taxa em São José do Calçado. “Vale lembrar que São José do Calçado está inserido na região do Caparaó e é uma região que está com a taxa de transmissão da Covid elevada. Está em 1,9, ou seja, para cada 10 indivíduos infectados, têm a possível transmissão para outros 19 indivíduos.”

Pablo explicou ainda que outro fator pode ser o número de moradores. “Outro fator que pode contribuir para oscilar muito esse percentual da taxa de letalidade é que a população desse município é uma população de 10.500 habitantes, então, essa população é relativamente pequena comparado com outro municípios grandes, o que pode contribuir para ter uma instabilidade maior nessa taxa de letalidade”, disse Pablo.

O prefeito de São José do Calçado, Antonio Coimbra, disse que a prefeitura está trabalhando para diminuir a transmissão da Covid-19 no município. “Nós aumentamos a fiscalização, higienização da cidade e conscientização da população com a doação de máscara e medição de temperatura nas ruas. Quando você anda pela cidade, é abordado pela equipe para aferir temperatura e ,caso esteja sem máscara, a equipe te oferece uma”, informou o prefeito.

A taxa de letalidade é medida em relação ao número de casos confirmados e óbitos. “Dentro dos diversos indicadores da pandemia monitorados pelo núcleo de pesquisa epidemiológicos que o instituto coordena, em parceria com pesquisadores da Sesa (Secretaria de Estado de Saúde), Corpo de Bombeiros e Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo), a gente monitora a taxa de letalidade, que representa o número de óbitos em relação ao total de casos confirmados pela covid. Esse número é expresso em percentual”, explicou Pablo Lira.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.