ASSINE

ES vai receber 168,9 mil doses de vacina e pode agilizar imunização de idosos

Expectativa é de contemplar todos os idosos de 65 a 69 anos com a primeira dose e iniciar vacinação na faixa etária de 60 a 64 em breve

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 31/03/2021 às 22h07
Atualizado em 31/03/2021 às 22h07
Vacinação idosos profissionais de saúde Linhares
ES vai receber 168,9 mil doses de vacina. Crédito: Felipe Tozatto | Arquivo

Espírito Santo receberá, ainda nesta semana, um total de 168.950 doses de vacinas, sendo 13.750 doses da vacina Astrazeneca, e 155.200 doses da vacina Coronavac. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio da coordenação do Programa Estadual de Imunizações e Doenças Imunopreveníveis. Até o momento, no entanto, o Ministério da Saúde não informou a data exata do envio.

A expectativa de novas doses de imunizantes segue o aumento expressivo de casos e óbitos pela Covid-19 registrado no mês de março, em que, somente nesta quarta-feira (31), mais 61 mortes foram registradas no Espírito Santo.

De acordo com a Sesa, em relação aos públicos prioritários para a vacinação, o início da imunização dos próximos grupos dá início sempre que se completa a distribuição das primeiras doses do grupo anterior. No caso da população de 60 a 64 anos será dado início quando o grupo de 65 a 69 anos for atendido com 100% das doses.

COMORBIDADES

De acordo com informação já anunciada, o plano de imunização contra a Covid-19 no Espírito Santo vai contemplar as pessoas com comorbidades na próxima fase. Serão mais de 400 mil imunizados no Estado, segundo estimativas do Ministério da Saúde. Esse público faz parte do grupo prioritário que começará a ser vacinado após a conclusão da segunda etapa, que deverá atender idosos de 60 a 64 anos.

Em entrevista coletiva, o secretário Nésio Fernandes comentou sobre o assunto: "O próximo grupo será daqueles com comorbidade, que estão estabelecidos no grupo de prioridades, e os profissionais de educação e segurança, que vão receber as pequenas quantidades dedicadas à reserva de contingência".

Em relação às pessoas com doenças crônicas, a coordenação do Programa Estadual de Imunizações e Doenças Imunopreveníveis informou que o laudo de comprovação das comorbidades deverá ser apresentado no ato da vacinação contra a Covid-19, que pode ser emitido tanto por médicos da rede pública quanto da rede particular. Esclareceu, ainda, que o cidadão deverá levar o documento original e uma cópia simples para conferência no dia da vacinação, uma vez que esta cópia ficará retida pela equipe no momento do serviço.

PROFISSIONAIS DA SEGURANÇA E DA EDUCAÇÃO

Segundo a Sesa, sobre a vacinação de profissionais da segurança e da educação, a previsão é que a mesma seja antecipada para a partir do dia 15 de abril, com as doses da reserva técnica encaminhadas pelo Ministério da Saúde. Esta inclusão será publicada em resolução produzida pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB). A reunião da comissão está prevista para acontecer ainda esta semana.

VACINAÇÃO PARA PESSOAS DE 30 ANOS

A Secretaria da Saúde informou ainda que negocia a compra de três milhões de doses de vacina Covid-19 diretamente com as empresas fabricantes. Esclareceu que se a negociação da compra for finalizada e o Ministério da Saúde mantiver o envio dos quantitativos de doses prometidas nas próximas remessas, o Estado terá condições para vacinar aproximadamente 1,5 milhão de pessoas (garantindo a segunda dose), estendendo a vacinação para pessoas de 30 anos até o final do segundo quadrimestre deste ano.

Contudo, a secretaria reforçou que a previsão só será concretizada se houver a manutenção do envio das doses pelo Ministério da Saúde ao Estado.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.