ASSINE

ES reserva 4 milhões da Butanvac para garantir reforço contra a Covid

Vacina 100% brasileira está em fase de testes e deve ser disponibilizada para o ano que vem. O governador do Estado, Renato Casagrande, fez a solicitação caso haja necessidade de aplicar mais doses na população vacinada

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 22/09/2021 às 13h44
Governador Renato Casagrande participa de cerimônia para receber 300 mil doses da Coronavac
Governador Renato Casagrande participa de cerimônia para receber 300 mil doses da Coronavac. Crédito: Governo de SP/YouTube/Reprodução

Espírito Santo já reservou quatro milhões de doses da Butanvac, vacina que está sendo fabricada pelo Instituto Butantan e está em fase de testes. A informação foi dada pelo governador Renato Casagrande (PSB), que esteve em São Paulo na manhã desta quarta-feira (22) e visitou a sede do Instituto Butantan.

A Butanvac, que será totalmente produzida no Brasil, tem previsão para ser liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no ano que vem, segundo o diretor do Butantan, Dimas Covas. Atualmente, o imunizante já passou pela fase um, se mostrando eficaz e seguro no combate ao coronavírus, e está na fase dois de testes, para ser regularizada pela Anvisa.

"Nós fizemos a reserva pela aproximação que temos com o governo de São Paulo e com o Butantan caso seja preciso, mas esperamos que não seja preciso, que a gente reforce o plano nacional de imunização no ano que vem. Nós devemos continuar vacinando, certamente, no ano que vem. A ciência tem mostrado que devemos continuar por um determinado tempo a imunização", disse Casagrande.

O governador destacou que a reserva é para o Estado ter uma garantia de doses, caso seja necessário reforçar com a terceira dose outras faixas etárias, mas que a compra, por enquanto, não foi efetivada.

"Não sabemos onde aplicaremos nem se precisaremos adquirir, mas se precisar fazer a aquisição, nós saberemos onde aplicar", pontuou.

De acordo com o Instituto Butantan, a Butanvac é produzida a partir da técnica de vírus inativado, que é uma das mais seguras do mundo, e usa a tecnologia de inoculação do vírus em ovos embrionados, mesma forma que funciona a vacina da gripe, por exemplo.

Governador Renato Casagrande visita a sede do Instituto Butantan em São Paulo

"Estamos muito otimistas em relação a vacina, elas apresentaram um resultado muito superior aos outros imunizantes que estão em uso. É uma grande esperança para que tenhamos uma tecnologia barata para a produção dela. Já temos 10 milhões de doses desenvolvidas esperando pelo aval da vacina. Há uma grande esperança para que ela seja disponibilizada no ano que vem", destacou o diretor do Butantan, Dimas Covas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.