Diocese de Colatina libera missas com quantidade reduzida de fiéis

Algumas paróquias  já permitem a presença dos fiéis nas celebrações; apenas 10% dos lugares são disponibilizados e os interessados precisam confirmar presença

Publicado em 22/06/2020 às 17h37
Atualizado em 23/06/2020 às 09h05
Fiéis estão mantendo distância durante as celebrações
Fiéis estão mantendo distância durante as celebrações . Crédito: Paróquia de Nossa Senhora da Penha - Colatina/ Divulgação

Algumas paróquias da Diocese de Colatina, que abrange cidades do Norte e Noroeste do Espírito Santo, estão retomando as missas com a presença de fiéis. A participação do público nas celebrações estava suspensa desde março, em função da pandemia do novo coronavírus.

Apesar da retomada, várias medidas de prevenção a Covid-19 estão sendo tomadas, a quantidade de pessoas nos locais está reduzida. Para facilitar o controle, quem quiser participar das celebrações precisa reservar vaga em determinadas igrejas.

De acordo com a diocese, as paróquias que retomaram as celebrações com presença de fiéis estão tendo que seguir rigidamente as normas sanitárias e cumprir um protocolo de prevenção contra a Covid-19, como o uso de máscaras e distanciamento de dois metros entre pessoas.

“Nossa maior preocupação é com a vida, então estamos levando a sério todas as orientações das autoridades de saúde nos municípios e também do Estado. Estão sendo experiências bem pontuais em algumas paróquias”, relatou o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, Padre Marinaldo Serafim.

É o caso da Paróquia de Nossa Senhora da Penha, no bairro Honório Fraga, em Colatina, que desde o ínicio do mês de junho realiza missas presenciais. Para participar, o fiel precisa retirar um cartão de confirmação na secretaria da igreja. São apenas 40 vagas por missa, em um espaço que abriga 450 fiéis sentados.

Segundo o pároco, Padre Paulo Sérgio Barbosa, para compensar a redução no número de fiéis em cada celebração, a paróquia aumentou o número de missas semanais. Além do espaçamento entre as pessoas, os atos religiosos estão acontecendo com outras medidas de de segurança.

“Estamos funcionando apenas com 10% da capacidade. Pessoas com sintomas gripais devem ficar em casa. Além disso, quando entra na igreja o fiel não pode levantar mais do seu lugar, a eucaristia é levada até as pessoas, e as ofertas são depositadas no final de cada celebração”, explicou o padre

Na diocese, as celebrações estavam suspensas desde março. Durante a pandemia, a maioria das paróquias está transmitindo as missas através de plataformas de vídeo ou utilizando meios de comunicação.

Além de Colatina, a diocese abrange outros 16 municípios: Aracruz, Baixo Guandu, Governador Lindenberg, Ibiraçu, Itaguaçu, Itarana, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Marilândia, Pancas, Rio Bananal, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Roque do Canaã e Sooretama.

Colatina são Mateus Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 colatina Igreja religião são mateus Católicos Igreja Católica Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.