ASSINE

Confira dicas para se proteger da Covid-19 durante o Enem

Ao jornalista Fábio Botacin, da Rádio CBN Vitória, a Doutora em Epidemiologia e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ethel Maciel, cita a importância da limpeza das mãos e de levar máscaras extras para a prova

Vitória
Publicado em 15/01/2021 às 18h01
Provas do Enem serão aplicadas para mais de 5,7 milhões de pessoas
Provas do Enem serão aplicadas para mais de 5,7 milhões de pessoas. Crédito: Agência Brasil

Mesmo após protestos de alunos e contestações na Justiça, o Inep manteve o posicionamento e confirmou a realização do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, em quase todo o Brasil para os dois próximos domingos, dias 17 e 24 de janeiro -  o único local onde não haverá avaliação é o Amazonas que vive um colapso na saúde. Em meio a um aumento no número de mortes em decorrência do novo coronavírus no país, estudantes devem se preocupar não apenas com o desempenho na prova, que pode garantir a entrada na universidade, mas também com a segurança, evitando o contágio da Covid-19.

Segundo dados do Inep, 5.783.357 pessoas se inscreveram para o exame.

Nos dias 17 e 24, alunos farão as provas presenciais, no modelo impresso. Já nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, acontecerá a edição digital do Enem, também de forma presencial.

Mas diante de números em crescimento, dividindo a atenção com a importância do exame, o que os alunos podem fazer para evitar o contágio?

Ao jornalista Fábio Botacin, da Rádio CBN Vitória, a Doutora em Epidemiologia e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ethel Maciel, cita a importância da limpeza das mãos e de levar máscaras extras para a prova, entre outros cuidados.

A especialista lembrou que a movimentação de pessoas nos dias da prova é um risco para o contágio da doença. "Muitas pessoas podem estar assintomáticas ou no período pré-sintomático, por isso os cuidados", afirmou.

  1. 01

    LEVE MAIS DE UMA MÁSCARA

    Ethel recomenda que os alunos levem três máscaras para a prova e faça a troca durante o tempo em que estiver fazendo a avaliação. "Quando a gente respira, criamos um certa umidade. Não fique todo tempo com a mesma máscara", ressaltou.

  2. 02

    CUIDADO COM A HORA DA ALIMENTAÇÃO

    A epidemiologista lembrou que quanto maior o tempo sem máscara, maior o risco de contaminação. Por isso, ela diz que caso o aluno opte por se alimentar, "tire rapidamente a máscara". "Fique o maior tempo possível protegido", completou.

  3. 03

    EVITE AGLOMERAÇÕES

    Quando chegar ao local de prova, vá direto para a sua sala. A ideia, segundo Ethel, é evitar ficar próximo a outras pessoas, seja na chegada, saída ou durante a prova.

  4. 04

    PRIORIZE O AR VENTILADO

    De acordo com a especialista, as janelas devem ficar abertas. "Acredito que os fiscais estejam sendo orientados para isso. Precisamos ter o ar circulando", disse.

  5. 05

    ATENÇÃO COM AS MÃOS

    "Leve o álcool gel e frequentemente passe nas mãos", diz Ethel. Segundo ela, lavar as mãos ao chegar no local de prova é o ideal, principalmente se você, aluno, utilizou o transporte público. "Toda vez que alguém te entregar algo, use o álcool em gel. Evite tocar em superfícies, assim como o cabelo e os olhos" explica.

  6. 06

    PROCURE O DISTANCIAMENTO

    O conselho é o mesmo desde o início da pandemia: "Fique um metro e meio, dois metros de distância das outras pessoas. Observe a distância para todos os lados, como um raio", lembra Ethel Maciel.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.