ASSINE

Buda gigante ganha "banho especial" em Ibiraçu; veja vídeo

Nascido na cidade, Rafael Krause se especializou em serviços do tipo e foi contratado para realizar a manutenção do símbolo máximo do budismo no Estado. Os trabalhos começaram nesta terça-feira (3) e devem se prolongar ao longo da semana

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 03/08/2021 às 15h54
Buda
Especialista em trabalhos arriscados, o supervisor de acesso Rafael Roger Krause é responsável por realizar a manutenção do buda gigante de Ibiraçu. Crédito: Arquivo pessoal

O buda gigante do Mosteiro Zen Budista, em Ibiraçu, já se consolidou como um dos principais pontos turísticos do Espírito Santo e, diariamente, centenas de pessoas param à beira da BR 101 para observar de perto o símbolo do budismo. Nos fins de semana, a quantidade de visitantes é ainda maior.

Mas para que o gigante se mantenha em perfeitas condições e "apresentável", é preciso um trabalho de manutenção constante. A aparência branca da estrutura é mantida graças à limpeza realizada regularmente e um dos que se aventuram a cuidar de perto do buda é o supervisor de acesso Rafael Roger Krause, de 29 anos. Utilizando técnicas de rapel, ele utiliza cordas para acessar as partes altas da estrutura e deixá-la "novinha em folha".

PRIMEIRA ETAPA

Natural de Ibiraçu, o profissional foi contratado para realizar o serviço, que não é simples de ser executado. Na manhã desta terça-feira (3), ele iniciou a preparação do trabalho, que deve se prolongar pelos próximos dias.

Buda gigante recebe limpeza especial em Ibiraçu

"Antes de começar a limpeza, fiz uma descida prévia para avaliar a estrutura por meio do tato e ver se não há risco de danos, quebra ou outro tipo de avarias. É um trabalho que envolve riscos, por isso, tem que ser previamente planejado tudo o que vai ser realizado. Inicialmente seria apenas a limpeza, mas será necessário fazer alguns pequenos reparos e pinturas, além da lavagem. Acredito que até sexta-feira (6) eu consiga concluir o serviço e deixá-lo limpinho", disse o ibiraçuense. Para poder descer pelo buda, Rafael retirou o próprio calçado em respeito ao símbolo budista, como mostra nos stories que fez no local e divulgou em seu Instagram.

Imponente pelo tamanho — são 38 metros, considerando o pedestal onde o gigante está sentado — Rafael conta que a altura não o assusta. Além disso, ele se sente honrado em cuidar do símbolo máximo do budismo no Estado e um dos mais importantes do mundo.

Imagem de conteúdo patrocinado da CBL, não usar
Buda gigante em Ibiraçu: no “Caminhos da Sabedoria”, é possível conhecer paisagens naturais, cultivos tradicionais e monumentos religiosos em um roteiro turístico de 110 km de peregrinação. Crédito: Marina Machado/Agência Buzz Me/ Divulgação

"A altura é o de menos (risos). É uma responsabilidade muito grande porque muitas pessoas vêm aqui em busca de renovar as próprias energias, realizar uma oração e também visitar. É como se eu tivesse cuidando do meu quintal de casa. Conheço o mosteiro desde pequeno e tenho um carinho especial por isso aqui, então me sinto honrado em fazer este serviço", explicou o supervisor de acesso.

ÁGUA E MUITA DISPOSIÇÃO

Neste primeiro momento, além de mitigar a possibilidade de avarias e acidentes, Rafael traça uma estratégia para conseguir levar o material necessário para os serviços no buda.

"É um pouco complicado porque ainda preciso pensar em uma forma de levar a água até a cabeça da estrutura, por exemplo. Também não tem energia acessível para usar equipamentos auxiliares, então vou encontrar a melhor maneira para realizar tudo corretamente. A ação do tempo, exposição contínua ao sol, chuva e vento atuam naturalmente e causam pequenos danos à estrutura, mas vou trabalhar para deixar ele novinho, até porque vai ser oficialmente inaugurado oficialmente em breve", contou ele.

Imagens de drone mostra o Buda gigante de Ibiraçu

Por exigir capacitação profissional de alto nível, Rafael realizará as decidas sozinho, mas terá o apoio em solo de um profissional para dar um auxílio com os materiais. Atuando na área desde 2014, Krauser tem permissão para realizar tarefas do tipo em 84 países. O trabalho realizado por Rafael é o primeiro do tipo realizado no buda desde que a construção foi finalizada.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Ibiraçu Turismo no ES ES Norte Buda gigante Mosteiro Zen Budista

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.