ASSINE

Bairros de periferia concentram mais de 80% das mortes por Covid-19

O levantamento foi realizado na Grande Vitória onde, das 129 pessoas que morreram, 106 residiam em regiões populares

Publicado em 08/05/2020 às 06h00
Atualizado em 08/05/2020 às 06h00
Vitória - ES - Coronavírus - Movimentação na Rodovia Serafim Derenzi em São Pedro.
A Grande São Pedro, em Vitória, tem seis mortes confirmadas em bairros que compõem a região. Crédito: Vitor Jubini

novo coronavírus chegou ao Espírito Santo em fevereiro através de pacientes que se infectaram em viagens ao exterior. Em pouco tempo, o Estado passou a registrar a transmissão comunitária e, assim, já não é possível identificar a origem da contaminação e a Covid-19 tem se espalhado de maneira rápida. O vírus está por todo lugar, mas a morte tem um endereço certo: mais de 80% dos óbitos na Grande Vitória foram registrados em bairros de periferia. 

Do total de 129 mortes registradas até esta quinta-feira (7) na região - Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana -  pelo  menos 106 ocorreram em comunidades populares, demonstrando que a letalidade da doença tem um índice desproporcional se comparado a bairros de classe média e alta. O levantamento foi feito com base na evolução dos casos no Painel Covid-19, ferramenta do governo que é atualizada diariamente. 

Na Capital, por exemplo, a Grande São Pedro tem seis casos distribuídos por bairros que compõem a região: Nova Palestina, Redenção, São José, Santos Reis e Resistência. Na Serra, a comunidade de José de Anchieta sozinha registrou quatro mortes, assim como o Bairro das Laranjeiras - um endereço mais popular em Jacaraípe. Os bairros vizinhos Feu Rosa e Vila Nova de Colares enterraram, cada um, três de seus moradores.

OS 10 BAIRROS POPULARES COM MAIS MORTES

  1. Bairro das Laranjeiras (Serra) - 4
  2. José de Anchieta I (Serra) - 4
  3. Feu Rosa (Serra) - 3
  4. Vila Nova de Colares (Serra) - 3
  5. Cidade Pomar (Serra) - 3
  6. São Torquato (Vila Velha) - 3
  7. Tabuazeiro (Vitória) - 3
  8. Castelo Branco (Cariacica) - 2
  9. Vera Cruz (Cariacica) - 2
  10. Barcelona (Serra) - 2

Esses são apenas alguns dos casos em mais de uma centena de mortos na Grande Vitória. O bairro com o maior número de óbitos é Jardim Camburi, predominantemente de classe média, mas de onde não é possível desconsiderar uma particularidade: das 10 pessoas que morreram no local, sete eram idosos de uma mesma casa de repouso. 

Agora, independentemente de bairro, a letalidade da Covid-19 tem aumentado gradativamente. Há uma semana, a média era de duas mortes por dia, a contar de 20 de março, quando foi registrado o primeiro caso. Nesta terça, com os 157 óbitos em todo o Espírito Santo, passou de 3 mortes diárias. Conforme projeções da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o momento atual é de taxa de crescimento acelerada de novos casos da doença. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.