Após flexibilizações, taxa de isolamento social chega a 44,46% no ES

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice de isolamento social recomendado é de 70%

Publicado em 31/08/2020 às 14h26
Comércio na Avenida Expedito Garcia, em Campo Grande
Comércio na Avenida Expedito Garcia, em Campo Grande. Crédito: Fernando Madeira

Após uma série de flexibilizações das medidas restritivas ao funcionamento do comércio e atividades sociais autorizadas pelo governo,  o Espírito Santo registrou 44,46% de isolamento social no último sábado (29).

Para frear o contágio pelo novo coronavírus, uma das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) é a manutenção de um índice de isolamento social em 70%. No Espírito Santo, a taxa é divulgada desde o dia 13 de abril no Painel Covid-19, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), e mostra que os índices caíram no Estado.

A ferramenta de monitoramento do governo mostra os números com a média estadual e também dos municípios em dois períodos: durante a semana, que compreende segunda a sexta-feira e aos finais de semana. De acordo com o Painel, entre o dia 13 de abril ao dia 29 de agosto, a média do fim semana no Espírito Santo é de 50,84%. De segunda a sexta, a média é de 45,38%.

A redução do isolamento passou a ser observada à medida que algumas atividades sociais e comerciais foram autorizadas no Estado. A partir da matriz de risco de contágio pelo novo coronavírus, cidades com risco baixo, por exemplo, passaram a flexibilizar o funcionamento de restaurantes e shoppings. 

No mês de junho, o governo autorizou a realização de cinema no formato drive-in - com pessoas assistindo a filmes em locais aberto, de dentro de seus carros.

Por decreto estadual, os bares ainda não estão autorizados a reabrir, porém aqueles que também servem refeições se enquadram na modalidade permitida de funcionar até as 18 horas. Devido às mudança do mapa de risco, em algumas cidades os estabelecimentos puderam reabrir aos domingos.

Mesmo assim, moradores denunciam que alguns estabelecimentos estão descumprindo o decreto e promovendo shows com música ao vivo com a presença público, atendendo clientes de forma presencial além do horário permitido. Para fugir da fiscalização, organizadores de eventos divulgam o local do encontro só no dia das festas.

MÉDIAS

O primeiro registro do índice de fim de semana é do dia 18 de abril (sábado) quando a taxa do Estado era 49,72%. O pico foi atingido no dia 17 de maio (domingo) com 56,62%.

O menor índice desde o início das medições é do dia 8 de agosto (sábado) com 44,34%. O último dado, do dia 29 de agosto (sábado), a média do fim de semana foi de 44,46%. 

Quando são analisadas os valores estaduais computados de segunda a sexta-feira, é possível observar que o primeiro índice, do dia 13 de abril (segunda-feira), era de 46,62%.

O pico foi atingido no dia 21 de abril (domingo) com 56,48%. O menor índice é do dia 7 de agosto (sexta-feira) com 42,16%. No último dado, do dia 28 de agosto (sexta), a média do foi de 42,48%.

Em relação aos municípios, os dados extraídos do Painel nesta segunda-feira (31) apontam que Boa Esperança, no Norte do Estado, é a cidade que registrou o maior média de isolamento, 71,49% do fim de semana. Os dados são relativos a sábado (29).

Já Bom Jesus do Norte alcançou 41,83% e contabilizou o menor isolamento entre os 78 municípios capixabas. Ao longo da semana, Águia Branca, no Noroeste do Estado, teve o melhor índice com 67,54%. Assim como aconteceu no fim de semana, Bom Jesus do Norte também computou a menor taxa de isolamento no intervalo entre segunda e sexta: 38,36%.

Bares em Vitória na noite de sábado (29)

Bares em Vitória na noite de sábado (29): Rua da Lama
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Rua da Lama. Carlos Alberto Silva
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Jardim da Penha
Bares em Vitória na noite de sábado (29). Carlos Alberto Silva
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Rua da Lama
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Rua da Lama. Carlos Alberto Silva
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Jardim da Penha
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Jardim da Penha. Carlos Alberto Silva
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo. Carlos Alberto Silva
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo. Carlos Alberto Silva
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo
Bares em Vitória na noite de sábado (29): Triângulo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.