ASSINE

Para fugir de fiscalização, organizadores divulgam local só no dia das festas

Por determinação do governo do Estado, a promoção de eventos musicais com a presença de público e o funcionamento de bares estão proibidos na pandemia

Publicado em 22/08/2020 às 14h50
Atualizado em 22/08/2020 às 15h12
Evento realizado em Cariacica durante a pandemia
Evento realizado em Cariacica durante a pandemia. Crédito: Reprodução/Internet

Para fugir da fiscalização das prefeituras e dos órgãos de controle, organizadores de evento estão promovendo festas e divulgando o endereço somente no dia das apresentações.

Um convite compartilhado nas redes sociais indicava a realização de um show com pagode e DJ em um sítio de Cariacica nesta sexta-feira (21).

A propaganda anunciava o valor do ingresso, o horário de início e os nomes das atrações. Já na Serra, o Bar a Jato, localizado no bairro Colina de Laranjeiras, contou com a apresentação musical de Lilian Lomeu na noite de sexta-feira (22). Publicações em uma rede social da artista mostravam o público sem máscara.

Desde abril, a gestão estadual utiliza a Matriz de Risco para classificar em risco baixo, moderado, alto e extremo a situação da pandemia em cada cidade. Para cada classificação, foram estruturados protocolos de funcionamento de comércio, horários, dias e estratégias de ações de prevenção.

Além disso, também visa-se evitar o lockdown, que seria o fechamento total dos estabelecimentos e evitar ao máximo a circulação de pessoas. O mapa de risco elaborado pelo governo do Estado classifica Cariacica e Serra como risco moderado para contaminação do novo coronavírus.

Nesse caso, os restaurantes do município podem funcionar todos os dias, com atendimento ao público até as 18 horas, e desde que respeitado o distanciamento mínimo de 2 metros entre as mesas. No entanto, bares seguem proibidos de funcionar.

Por meio de nota, o Bar a Jato informou que orientou os funcionários em relação aos protocolos de higiene que devem ser adotados.

"Todos os bares da Serra estão funcionando desta forma com voz e violão, não estamos agindo diferente de nenhum bar/restaurante. Nossa casa lotou no domingo pois tivemos feijoada. Estamos trabalhando com funcionários orientados com mascaras de rosto, passando álcool nas mesas, deixando disponível no balcão, dentre outras medidas", garantiu.

Evento realizado em Cariacica durante a pandemia
A festa foi promovida em um sítio, em Cariacica, nesta sexta (21). Crédito: Reprodução/Internet

FISCALIZAÇÃO

Prefeitura de Cariacica informou que fez uma ação de fiscalização conjunta com Corpo de Bombeiros e Polícia Militar em 23 estabelecimentos nos bairros Rio Marinho, Jardim Botânico, Nelson Ramos, Valparaíso e Jardim de Alah. 

Não houve notificações, a ação foi apenas orientativa. Os agentes solicitaram o fechamento de bares. Os estabelecimentos que estavam abertos com sistema de entrega ou os que podem funcionar de acordo com o decreto, receberam orientações.

“Em relação ao evento citado, a prefeitura informa que não recebeu denúncia a respeito. Vale destacar que essa estratégia dos organizadores, a de enviar a localização do evento no dia da realização pela internet, em grupos privados, também dificulta as ações de fiscalização”, afirma um trecho da nota.

A administração municipal destaca que “em situações anteriores com eventos semelhantes a esse, a prefeitura recebeu denúncia antecipada revelando o dia, local e horário da festa. Juntamente com a força policial, a fiscalização agiu e impediu o evento de acontecer, além de notificar o responsável pela festa”.

DENÚNCIAS

As denúncias de aglomeração ou funcionamento irregular de qualquer estabelecimento em Cariacica podem ser feitas por meio da Ouvidoria 162, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e pelo 0800 2839 255, de segunda a sexta-feira, das 12h às 6h, e aos finais de semana, 24h.

Sobre o evento musical em Colina de Laranjeiras, a Prefeitura da Serra informou que não recebeu reclamação sobre o local. O Poder Executivo municipal garante que segue as regras do Governo do Estado no combate à pandemia de Covid-19 e que tem feito fiscalizações diárias, contabilizando quase 7 mil ações de fiscalização e orientação na Serra.

Os casos de funcionamento irregular do comércio devem ser denunciados pelo telefone 190, da PM. A prefeitura também recebe denúncias pela Ouvidoria pelos telefones: 162, 3291-2011 e 0800 283 9780, ou pelo site: http://transparencia.serra.es.gov.br/eouvidoria.aspx.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.