ASSINE

P12 Guarapari adia sua inauguração para 2021

Espaço abriria no próximo dia 26 de dezembro com atrações nacionais. Expectativa é reabrir ainda no primeiro semestre, se a vacina contra a Covid-19 chegar ao Brasil

Vitória
Publicado em 15/12/2020 às 16h11
P12 Parador Internacional, em Jurerê, Santa Catarina
P12 Parador Internacional, em Jurerê, Santa Catarina. Beach Club terá uma filial no Espírito Santo. Crédito: Instagram/@p12jurere

Não será em 2020 que o Espírito Santo vai ganhar uma filial de um dos maiores beach clubs do país, o P12 Parador Internacional. O espaço, que abriria as portas no próximo dia 26 de dezembro em Guarapari, divulgou nas redes sociais o adiamento da inauguração por conta do novo coronavírus.

"Seguindo os decretos do Governo do Estado do Espírito Santo e a Prefeitura de Guarapari, que determinam a não realização de eventos, informamos o adiamento da sua inauguração e do Festival de Verão 2021", diz trecho do comunicado.

Entre as atrações para este período estavam shows de Wesley Safadão, Jorge e Mateus, Bell Marques, Henrique e Juliano, Zé Neto e Cristiano, Ivete Sangalo, Maiara e Maraisa, Matheus e Kauan, Alok, entre outros. Sabendo de sua enorme capacidade de funcionamento - o beach club pode receber até 14 mil pessoas, sendo um dos maiores da região Sudeste - e o atual cenário que o país vive, os empresários responsáveis pela vinda do empreendimento de Jurerê Internacional (SC) nem chegaram a realizar a venda de ingressos.

"Em respeito a tudo o que está acontecendo, às autoridades e principalmente a vocês, anteriormente não divulgamos nossas atrações e muito menos o início de vendas, pois acreditávamos que seria um ato irresponsável da nossa parte, criando assim uma falsa expectativa, o que seria ainda mais frustrante, para vocês e para nós!", disse o grupo no Instagram.

Sem dar uma previsão em seu comunicado, o estabelecimento se mantém otimista com a chegada da vacina e possível inauguração. "Em breve, tudo vai passar! A vacina está chegando, deixando nossa inauguração ainda mais próxima. Na certeza que você está com a gente, agradecemos a compreensão de todos, esperamos que o mundo se recupere logo para vivermos juntos a experiência inédita em nosso paraíso, chamado P12 Guarapari", encerra a nota.

Em conversa com o Divirta-se, Cícero Ribeiro, um dos empresários envolvidos na vinda do beach club para o Espírito Santo, revelou que, se tudo correr bem, a expectativa é inaugurar entre abril e junho de 2021. "Carnaval não temos mais expectativa. Estamos programando para abrir, talvez, na Semana Santa. Em fevereiro, vamos nos reunir novamente para avaliar o cenário. Se a vacina chegar, faremos um novo plano para inauguração", detalha.

Com o investimento de milhões no empreendimento na Praia Doce, Cícero conta que as atrações devem se manter ao longo do ano, já que o plano é abrir o P12 Guarapari ao menos uma vez por mês. "Os artistas contratados são muito corretos. Eles reservaram a data, mas disseram que só subiriam no palco se tivesse tudo liberado. Agora, vai depender da liberação dos decretos e da nova agenda dos artistas para trazê-los", conta.

Vale lembrar que, em novembro, o Multiplace Mais cancelou o seu Festival de Verão 2021, que teria início no mesmo período de inauguração da P12 Guarapari. Na época, a casa alegou que as incertezas sobre o andamento da pandemia do novo coronavírus tornaram inviável a realização do evento.

VACINA

O Governo Federal entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF), no último sábado (12), o plano nacional de vacinação contra a Covid-19. Apesar de não trazer uma data de início para a imunização da população, o plano fala da necessidade de aprovação da vacina pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a disponibilização de 108,3 milhões de doses para mais de 51 milhões de pessoas de grupos prioritários, divididos em quatro fases.

No Espírito Santo, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) afirmou que comprou seis milhões seringas e agulhas - já estando preparada para vacinar - e aguarda um posicionamento do Ministério da Saúde sobre a vacina escolhida.

Sobre o atual cenário da pandemia, o secretário de Saúde Nésio Fernandes disse o capixaba enfrentará uma fase de grande risco social neste fim de ano. “As festas de fim de ano poderão levar uma grande quantidade de pacientes doentes, sintomáticos, assintomáticos, a interações amplas com pessoas em situação de risco. O final de ano pode representar um janeiro e fevereiro muito triste. Temos um risco alto de perdermos muitas pessoas”, destacou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.