ASSINE

Carnaval 2020: quais filmes, séries e memes vão estar nos blocos?

Do sucesso de "Coringa", que rendeu o Oscar ao ator Joaquin Phoenix, ao brasileiríssimo hit "Caneta Azul", passando pela sátira política, selecionamos alguns temas que bombaram na web que podem servir de inspiração para as fantasias

Publicado em 16/02/2020 às 16h11
Atualizado em 17/02/2020 às 15h11
"Coringa", Paulo Guedes, Arlequina, "Caneta Azul" e "The Witcher": inspirações para a folia. Crédito: Divulgação

O Carnaval 2020 começa no próximo fim de semana, mas como brasileiro não perde tempo para cair na folia, os bloquinhos já estão nas ruas desde janeiro. E as fantasias fazem parte da diversão! Sereias, piratas e as divas Carmen Miranda e Frida Khalo nunca vão sair de moda, mas a cada ano a alma carnavalesca que habita em cada um de nós dá conta de reciclar temas atuais e transformar em parte da brincadeira.

Como sempre acontece, filmes, séries, sucessos das rádios, memes que circulam na internet e até fatos políticos vão parar nas ruas, em modelitos bem criativos. Às vezes, uma plaquinha já dá o recado! 

Se você ainda não teve nenhuma ideia mirabolante, veja as dicas a seguir que selecionamos para você não ficar de fora da zoeira que é um patrimônio nacional. Segura:

CORINGA

Joaquim Phoenix venceu o Oscar por seu papel em
Joaquim Phoenix venceu o Oscar por seu papel em "Coringa". Crédito: Warner/Divulgação

Um dos filmes mais comentados do ano, graças ao roteiro que mergulhou na origem de um dos vilões mais emblemáticos de Batman e da atuação magistral de Joaquin Phoenix (que merecidamente valeu o Oscar de Melhor Ator ao porto-riquenho), “Coringa” promete aparecer bastante pelos bloquinhos. A pintura no rosto e as roupas coloridas são bem marcantes e não tão difíceis de reproduzir. Não precisa de um paletó, porque o calor brasileiro não deixa, mas que tal investir em um colete e uma gravata?

AVES DE RAPINA

A atriz Margot Robbie como Arlequina. Crédito: Divulgação
A atriz Margot Robbie como Arlequina. Crédito: Divulgação

“Esquadrão Suicida” não foi tão bem de bilheteria e de crítica, mas a personagem Arlequina caiu nas graças do público. Agora, a atriz australiana Margot Robbie está de volta aos cinemas na pele da vilã no longa "Aves de Rapina" e certamente servirá de inspiração para os foliões cinéfilos. Batom vermelho, olhos bem marcados e as famosas hot pants (espécie de calcinha bem-comportada) que Harley Quinn usa não podem ficar de fora. E dá até para pintar os cabelos coloridos sem tintura. A internet está recheada de tutoriais, mas algumas marcas já vendem maquiagem para os fios que realmente funcionam! Será que alguém se arrisca a também incorporar os patins da personagem ao modelito?

BABY YODA

Baby Yoda é uma dos destaques da série
Baby Yoda é uma dos destaques da série "O Mandaloriano", em cartaz na Disney + . Crédito: Disney/Divulgação

“The Mandalorian” é uma das produções exclusivas do Disney+, serviço de streaming que promete causar alvoroço conforme for se instalando pelo mundo e que já deixa os executivos da Netflix preocupados. Como a plataforma de vídeo não chegou ao Brasil, a série também não estreou por aqui - a previsão é para novembro. Mas como a atração, que foi lançada nos EUA em novembro de 2019, é atrelada ao universo Star Wars, o apelo é grande e já causou impacto na cultura pop. O sucesso se deve em grande parte à fofura do personagem apelidado de Baby Yoda (na série, ele é apenas chamado de A Criança, e não é versão jovem do Mestre Jedi). Para a internet, pouco importa. O bebê ganhou até perfil próprio no Twitter e não será surpresa se as orelhas pontudas aparecerem na folia.

THE WITCHER

Henry Cavill como Geralt de Rivia em
Henry Cavill como Geralt de Rivia em "The Witcher". Crédito: Katalin Vermes

O mercado audiovisual vive prometendo um monte de atrações para os órfãos de “Game of Thrones”, fantasia medieval da HBO que se tornou uma das séries mais vistas e pirateadas da história, encerrada em 2019. Uma das atrações que estreou nesse vácuo foi “The Witcher”, da Netflix. Embora ainda não tenha exatamente ocupado o lugar de Jon Snow, Daenerys e companhia em nossos corações (“Game of Thrones” também foi crescendo ao longo dos anos em audiência e impacto), a franquia surfou no sucesso da saga literária de Andrzej Sapkowski, que rendeu oito livros, vários contos e uma trilogia de jogos. Estrelada pelo bonitão Henry Cavill (o Super-Homem), o programa já tem uma segunda temporada garantida. Para levar o protagonista para as ruas, a produção não é tão simples, porque sem as madeixas brancas e longas o bruxo Geralt de Rívia não é ninguém na fila do pão. Espada, só se for confecconada em material não cortante, né?

LA CASA DE PAPEL

Pedro Alonso (centro) e elenco de
Pedro Alonso (centro) e elenco de "La Casa de Papel". Crédito: Divulgação/Netflix

Esta não é nenhuma novidade e já pintou em outros carnavais. Mas o apelo de “La Casa de Papel”, também da Netflix, é tão grande entre os fãs brasileiros que as fantasias inspiradas em Tóquio, Moscou, Berlim, Nairóbi, Rio, Denver, Helsinque e Oslo certamente serão reeditadas na folia 2020. Os clássicos macacões vermelhos e a máscara do pintor espanhol Salvador Dalí não podem faltar. Na internet, você encontra a máscara para imprimir (depois é só adicionar um elástico). Se quiser caprichar ainda mais, use luvas brancas!

CORONAVÍRUS

Amostra laboratorial do coronavírus, que pode causar desde resfriados comuns até SARS e MERS. Crédito: Center for Desease Control and Prevention
Amostra laboratorial do coronavírus, que pode causar desde resfriados comuns até SARS e MERS. Crédito: Center for Desease Control and Prevention

O assunto é sério (o coronavírus já matou mais de 1,6 mil pessoas somente na China e se espalhou por mais de 25 países), mas como o brasileiro não tem limites para a zoeira, o 2019-nCoV, nome oficial do vírus, já andou dando as caras em alguns eventos pré-carnaval. Pode ser uma boa oportunidade para passar uma mensagem de prevenção e de que cuidar da saúde nunca é demais.

EMPREGADA NA DISNEY

O ministro da Economia, Paulo Guedes. Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasi
O ministro da Economia, Paulo Guedes. Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasi

A sátira política é ingrediente de todo e qualquer carnaval. Se no ano passado foi o presidente Jair Bolsonaro e seu tuíte sobre "golden shower" que foram parar nos bloquinhos, neste ano é o ministro da Economia, Paulo Guedes, quem deve inspirar algumas fantasias.  Tudo graças a uma declaração polêmica feita às vésperas do carnaval, na última quarta-feira (12), de que, em um cenário de câmbio baixo, com dólar a R$ 1,80, até domésticas estavam viajando para a Disney, "uma festa danada". A fala gerou repercussão imediata na internet e dominou os trending topics no Twitter, por ser considerada preconceituosa. Dias antes, Guedes já havia levantado críticas por comparar os funcionários públicos a parasitas - tema que também pode inspirar sátiras. 

CANETA AZUL, AZUL CANETA

Manoel Gomes, autor do hit
Manoel Gomes, autor do hit "Caneta Azul". Crédito: Reprodução/Instagram @manoelgomesma

O vídeo de um homem cantando a música “Caneta Azul” tomou a web de assalto em outubro de 2019. No começo ninguém entendeu nada, mas a canção se espalhou tanto que chegou a ganhar versões de famosos. Foram milhões de visualizações no YouTube e um número incalculável de comentários nas redes sociais. Os memes têm vida curta, mas a música composta pelo maranhense Manoel Gomes pode ter o mesmo destino nesta folia de outras expressões bombadas na internet que inspiraram fantasias em anos anteriores, como “Já acabou, Jéssica?”, “Eita, Giovana” e o hit “Piscininha, Amor”.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.