ASSINE

Governo do ES anuncia mais 440 vagas para concurso da PM

Ampliação foi anunciada nesta sexta (26) pelo governador Renato Casagrande. Inicialmente, seriam 671 vagas disponibilizadas

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 27/11/2021 às 12h01
Além dos mais de 200 soldados formados nessa sexta-feira (27), o ES vai contar com mais 1000 soldados combatentes que ainda passarão por concurso da PM
Formatura de soldados nesta sexta-feira (26). Crédito: Divulgação | Governo do Espírito Santo

governo do Espírito Santo vai ampliar o número de vagas do próximo concurso da Polícia Militar – que ainda não teve a data confirmada. Inicialmente, seriam 671 disponibilizadas. Agora, será um total de 1.111. Ou seja, 440 postos foram incluídos, todos para a função de soldado combatente.

Na noite desta sexta-feira (26), por meio das redes sociais, o governador Renato Casagrande (PSB) citou a ampliação e afirmou que a reestruturação das forças de segurança do Estado é uma constante na própria gestão. "Estamos recompondo o nosso efetivo. É mais segurança para os capixabas", escreveu.

O próximo concurso da Polícia Militar foi anunciado em agosto deste ano, como parte das reformulações previstas para a área da segurança pública capixaba, como a volta do Batalhão de Missões Especiais. Já no início de setembro, foi definida a respectiva comissão, que será formada por cinco militares.

Este vídeo pode te interessar

Apesar de 90% das vagas (1.000) serem destinadas a soldados combatentes, também serão abertas:

  • 30 vagas para soldados auxiliares de saúde;
  • 22 vagas para soldados músicos;
  • 20 vagas para oficiais médicos;
  • 20 vagas para oficiais dentistas;
  • 10 vagas para oficiais enfermeiros;
  • 5 vagas para oficiais farmacêuticos ou bioquímicos;
  • 2 vagas para oficiais médicos veterinários;
  • 2 vagas para oficiais músicos.

Além das redes sociais, a ampliação também foi anunciada durante a formatura dos alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar, realizada em Vitória, nesta sexta-feira (26). Na solenidade, 252 militares passaram a ser combatentes e integrar o efetivo da corporação.

De acordo com o governo do Estado, os novos soldados passaram no concurso público iniciado em 2018. O processo de formação durou mais de um ano, com atividades letivas e operacionais. "Entendemos que o trabalho dos policiais é essencial para a segurança pública no Estado", afirmou Casagrande.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.