ASSINE
Apaixonada por vinhos, Nádia Alcalde é jornalista, sommelière e consultora. Escreve sobre o universo da bebida, antenada com lançamentos, tendências e notícias.

Quer beber vinho no churrasco? Veja 5 opções para acertar na escolha

Aproveite as dicas da colunista, que custam no máximo R$ 80, e não tenha vergonha de degustar uma taça em qualquer ocasião

Publicado em 18/02/2022 às 02h01

Esses dias encontrei um amigo que converti para o mundo dos vinhos e ele me disse: “estou levando vinho até para o churrasco da empresa e ninguém está entendendo nada, estão me achando metido". Respondi: "azar o deles que perderam a oportunidade de degustar uma taça".

A questão toda é que muita gente ainda procura uma ocasião especial com muitas regras e etiquetas para consumir vinho. Engana-se quem ainda está nessa.

consumo de vinhos no Brasil tem crescido bastante e está em outro patamar. As pessoas começaram a perceber que não precisam ter hora e local específicos para usufruir da bebida. Basta ter vontade e abrir uma garrafa.

Vinho e churrasco
Churrasco é uma boa ocasião para beber vinho. Crédito: Shutterstock

cerveja ainda é a bebida mais popular no Brasil, claro, mas esse estigma de que vinho é coisa de gente metida precisa acabar. Vinho no churrasco sim, e por que não? Fica uma delícia e são várias as possibilidades de harmonização.

Os taninos ajudam na mastigação da carne, a acidez torna a gordura mais leve e a escolha do vinho poderá ainda influenciar tanto no sabor como na suculência do churrasco.

Garimpei algumas boas opções, com preço bacana, e a seguir dou dicas para você acertar na escolha. 

O CLÁSSICO MALBEC

Malbec é sempre a primeira escolha para acompanhar carne, e isso talvez aconteça por conta dos nossos vizinhos argentinos, que mandam super bem nos cortes e a tem como uva local. Mas existem outras possibilidades no churrasco, até mesmo de Malbec, mas que tal provar de outras regiões?

Sair da escolha habitual e voltar-se para o berço da uva, a França, é uma excelente opção, e as diferenças entre os malbecs  dos hermanos e os dos franceses são muitas. A AOC (apelação de origem controlada) de Cahors traz exemplares com muito mais elegância; potentes, porém menos frutados.

O Ecusson des Roches Malbec Cahors D.O. 2016 (R$ 59,90 na www.evino.com.br) vai muito bem com picanha na brasa. No paladar, é denso e generoso, com taninos bem integrados e acidez notável. Como a picanha tem bastante gordura, a harmonização ideal são os vinhos de acidez marcante, como esse, e por tratar-se de uma peça com suculência, maciez e gordura, ela combina com os taninos.

OUSADIA COM ZINFANDEL

Ter cuidado ao escolher um vinho faz toda a diferença. Se a escolha não for bem pensada, o sabor da bebida pode mascarar o da carne. Exemplo: quanto mais salgada ela for, menos tanino o vinho deve apresentar. Se ele for muito tânico, a sensação de adstringência na boca pode ir ao extremo e a experiência fica desagradável.

Cabe aí um vinho mais frutado, como um malbec argentino de safra mais recente ou um zinfandel da Califórnia. Aposte nessa uva principalmente se tiver molho agridoce para acompanhar o churrasco.

Nádia Alcalde

Sommelière

"A cerveja ainda é a bebida mais popular no Brasil, claro, mas esse estigma de que vinho é coisa de gente metida precisa acabar."

O californiano T.N.T Zinfandel 2019 (R$ 79,80 nos supermercados Perim) tem um toque condimentado, além de passagem por madeira - o que complementa com uma nota que lembra bacon. Na boca, desce meio doce, o que fica bem similar ao sabor de carne de porco, fraldinha e até mesmo de um bom hambúrguer. 

CABERNET NACIONAL PARA IMPRESSIONAR

Para acompanhar o churrasco e fazer bonito, eu apostaria em um bom exemplar de Cabernet Sauvignon, a rainha das uvas tintas, e a preferida da galera. Minha sugestão é da vinícola Routhier & Darricare, na Campanha Gaúcha: Kombi ReDT Cabernet Sauvignon 2020 (R$ 59 no Empório Vino do Sul).

Com leve passagem por carvalho, o que traz um defumado perfeito para acompanhar carnes feitas na grelha, tem também aromas de geleia de amora, baunilha, café e especiarias, que confirmam sua estrutura para harmonizar com churrasco. É um vinho de médio corpo, com paladar fresco e equilibrado, sem muitas complicações e fácil de agradar.  

ESPUMANTE PARA NÃO ERRAR

Espumante é curinga para não errar na harmonização, e com churrasco não seria diferente. O frescor desse estilo torna a experiência mais leve e agradável, e a sensação provocada pelas borbulhas facilita as próximas garfadas. Só não esqueça da temperatura, porque espumante é bom sempre geladinho, entre 4ºC e 6ºC.

Espumante servido na taça
Espumante é um curinga na hora de harmonizar. Crédito: Shutterstock

O francês Blanc de Blancs Laurent Breban Brut (R$ 65,90, nos supermercados Carone) é bom, bonito e barato. Os espumantes do tipo brut são mais secos, portanto ajudam a equilibrar o sabor e acabam sendo até digestivos. 

ENCORPANDO COM TANNAT

A Tannat ainda é meio desconhecida, e tem muita gente que torce o nariz para ela. Pois saiba que, para o seu churrasco, vinhos dessa uva podem ser o acompanhamento perfeito. Ainda mais se você for servir cortes variados de carne.

Ela é sempre lembrada por seus taninos firmes, com nuances terrosas e riqueza de sabores. Carnes com sabor mais forte harmonizam muito bem, e quem curte uma carninha malpassada também pode apostar nessa combinação.

Os taninos expressivos dos vinhos de Tannat encaixam-se perfeitamente com as proteínas presentes na carne. Pode ter certeza, o vinho fica ainda melhor. Se você provar um sem comida verá que a boca até seca, devido à quantidade de taninos.

Os tannat do Uruguai são sempre bons exemplares. Por ser a uva emblemática do país, os rótulos costumam ter sua tipicidade. Minha sugestão é o Filgueira Tannat 2019 (R$ 79,80 no Magazinno Fioravante).

Acompanhe a colunista também no Instagram.

Este vídeo pode te interessar

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.