ASSINE

Vídeo: sete dicas para equilibrar a vida financeira da sua empresa

Terceira palestra do Todas Elas, em parceria com a Suzano, é apresentada pela analista de relacionamento com o cliente do Sebrae/ES, Renata Braga

Publicado em 02/08/2021 às 13h26

Todas Elas apresenta nesta segunda-feira (2) o terceiro e último vídeo da série sobre empreendedorismo feminino. O projeto de qualificação empresarial voltado para mulheres é realizado por A Gazeta em parceria com a Suzano. Nesta palestra, a analista de relacionamento com o cliente do Sebrae/ES, Renata Braga, ensina sete dicas para equilibrar a vida financeira da sua empresa.

Ela destaca que o empreendedor precisa colocar na ponta do lápis quais são todos os gastos da sua empresa, analisar se será necessário buscar crédito, quais os impactos disso na gestão financeira do negócio, e fazer um planejamento completo calculando as entradas e saídas do caixa.

Ela elenca essas e outras medidas necessárias para manter um negócio sustentável, ainda mais nos dias atuais, visto que a pandemia do coronavírus ampliou as dificuldades de microempreendedores.

Uma pesquisa recente do Sebrae apontou que 43% das micro e pequenas empresas estão com dívidas em atraso, e que 58% dos negócios buscam crédito mas, desses, 41% têm crédito negado por algum motivo. 

Além disso, com a pandemia, 64% dos empresários estão tendo problemas e dificuldades para manter seu negócio, segundo o Sebrae. Isso interfere diretamente na renda familiar, já que a mesma pesquisa mostrou que 75% dos empreendedores brasileiros tem a empresa como única fonte de renda.

Renata Braga, analista de relacionamento com o cliente do Sebrae/ES, dá dicas sobre como cuidar das finanças do seu negócio
Renata Braga, analista de relacionamento com o cliente do Sebrae/ES, dá dicas sobre como cuidar das finanças do seu negócio. Crédito: Todas Elas/Reprodução

Para ajudar a manter um negócio saudável financeiramente, Renata Braga dá dicas simples e importantes:

  1. 01

    Faça um levantamento dos gastos da empresa

    É importante colocar em uma planilha todos os gastos da empresa, desde custos com telefone, tarifas bancárias, juros de cartões de crédito, valores de entregas (correio, transportadoras e motoboy), bem como as embalagens necessárias para o seu produto. Só identificando os ralos da empresa (todos os escapes de dinheiro), é que o empreendedor conseguirá resolver seus problemas financeiros.

  2. 02

    Verifique a real necessidade de crédito para empresa

    Se você pensa em ampliar o seu negócio, contratar mais pessoas, ter novos equipamentos, veja se realmente existe demanda para isso. Deixou de atender pessoas? Deixou de vender mais porque não tinha equipe e equipamentos necessários? Se sua resposta foi “sim”, então realmente você precisa expandir. Nesses casos, o crédito te deixa bem confortável, porque se você está expandindo com demanda, certamente a empresa terá retorno financeiro com mais rapidez. Mas Renata faz um alerta. “Buscar crédito para pagar dívidas pode ser um problema se você não for transparente e não levantar corretamente todas as despesas. Pegar empréstimo e não conseguir pagá-lo é ruim, mas pior é pegar e não conseguir liquidar tudo o que você precisa”.

  3. 03

    Procure outras fontes de receita

    Se você ainda não usa canais digitais para divulgar seu negócio, é importante se ligar nisso pois por meio deles você pode transformar seu estoque em recursos, criar liquidações, utilizar maquinários que estavam parados, por exemplo. Além de redes sociais, existem várias opções de sites de vendas, mas esteja atento às exigências de cada um.

  4. 04

    Avalie seus gastos pessoais

    “É preciso dar um passo para trás para dar dois passos para frente”, diz Renata Braga. Quando você começa um negócio é importante alinhar as expectativas e não colocar neste novo projeto a responsabilidade de arcar com todas as suas despesas pessoais. Para isso, o empreendedor precisa repensar seus gastos pessoais, deixar de usar o carro, por exemplo, deixar de comprar determinadas coisas, mas tudo em prol de um sonho, para que seu negócio prospere. Na hora de fazer a sua retirada mensal, pensar no seu pró-labore, tenha em mente que todo o começo precisa de reinvestimento. Isso é necessário para o crescimento de sua marca e para a sua apresentação para o mercado.

  5. 05

    Calcule o valor que você necessita

    Se você vai pegar um empréstimo, saiba fazer um planejamento para isso, apropriar todas as suas necessidades e fazer jus àquilo. Muitos empresários usam o dinheiro do empréstimo para outras despesas e isso acaba gerando um outro problema. Quando você pega um recurso tem que estar com o fluxo de caixa correto, saber quando recebe e qual o melhor período do mês para fazer pagamentos.

  6. 06

    Faça simulação

    Você já fez planejamento e chegou no valor necessário para quitar suas dívidas. Agora, faça uma simulação do quanto de fato você poderá pagar por mês. Pense em quantas parcelas você vai dividir esse pagamento, qual o valor, se será fixo ou se vai variar a cada mês. “É uma responsabilidade. Se não quitar será mais um problema. Empresário sem crédito já começa comprometido”, avisa Renata. “Seja sempre pessimista em relação à receita". Isso vai fazer com que você trabalhe melhor suas despesas para ter um resultado melhor e, assim, ter uma sobra de recursos maior.

  7. 07

    Faça o planejamento financeiro da sua empresa

    Saiba o seu fluxo de caixa. Coloque tudo em uma planilha, com valores e datas de pagamento. O que eu previ para o mês? No final do mês se pergunte: o que eu realizei? Entenda o que deu errado e por que não conseguiu fazer o que planejou. Quando o micro empresário recebe pagamento de diversas formas, é importante fazer a conciliação bancária, ou seja, entender se de fato o valor do pagamento entrou em sua conta.

Renata Braga

Analista de Relacionamento com o Cliente do Sebrae/ES

Administradora, formada em Pedagogia, com especialidade em gestão empresarial e marketing, em legislação de micro e pequenas empresas. Atua no Sebrae há dez anos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.