ASSINE

Médico da Casa Branca diz que Trump não transmite mais vírus

Resultado de novo teste do coronavírus mostrou que o republicano não é mais um "risco de transmissão" para outras pessoas

Publicado em 11/10/2020 às 17h06
Donald Trump teria apresentado sinais vitais
Donald Trump teria apresentado sinais vitais "muito preocupantes" antes de ser internado no hospital militar Walter Reed. Crédito: Reuters/Folhapress

O médico da Casa Branca, Sean Conley, afirmou na noite deste sábado (10) que o presidente americano, Donad Trump, realizou um teste para coronavírus cujo resultado mostrou que o republicano não é mais um "risco de transmissão" para outras pessoas.

A declaração ocorre oito dias após o líder dos EUA anunciar ter recebido o diagnóstico de Covid-19. Ainda não se sabe ao certo por quanto tempo uma pessoa que foi infectada pelo patógeno pode transmitir a doença, mas estudos já mostraram que o contágio pode ocorrer por até três semanas.

"A prova do teste PCR desta manhã demonstra, segundo os padrões reconhecidos atualmente, que ele já não é considerado um risco de transmissão [do vírus] a outros", disse Conley em um comunicado.

O médico, porém, não afirmou se o presidente teve algum exame com resultado negativo para o coronavírus desde que foi infectado, embora este não seja um critério para determinar o fim do isolamento, de acordo com o Centro de Prevenção e Doenças (CDC, na sigla em inglês).

Conley tem chamado a atenção da comunidade médica internacional pelas derrapadas éticas que vem cometendo na condução do caso.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.