ASSINE

Andar com tração 4x4 no asfalto danifica o carro? Entenda como funciona

Além de ficar atento às recomendações da montadora, é importante entender para que serve e como a tração atua no veículo

Rede Gazeta
Publicado em 27/04/2021 às 15h00
Utilizar a tração 4x4 no asfalto pode reduzir o tempo de vida útil dos eixos e rolamentos.
Utilizar a tração 4x4 no asfalto pode reduzir o tempo de vida útil dos eixos e rolamentos. . Crédito: Freepik

Na hora de comprar um carro muitas dúvidas surgem, mas uma delas é bem comum: o que é a tração? Apesar do nome familiar, muitos motoristas não sabem identificar o melhor modelo ou a função dessa ferramenta. Por isso, é importante ficar atento às funcionalidades e cuidados desse importante item.

O gestor de vendas da Vitória Motors Jeep, Francisco Braga, explica que a tração é a força que puxa ou empurra o carro. “É a energia que move o veículo. Ela se divide em alguns tipos e, por isso, deve ser utilizada de acordo com as indicações da montadora ou do manual”, destaca.

De acordo com Francisco, essa força é feita no eixo do carro para movimentá-lo e pode vir de duas direções. Quando ela é feita na parte da frente, estamos falando da tração dianteira. Já a traseira é quando esse esforço é lançado para a parte de trás.

“Na dianteira ela utiliza o eixo normal do automóvel para movimentar os pneus da frente. Já quando falamos de tração traseira, o eixo utilizado para enviar força às rodas é chamado de cardã", explica Alex Ramos Gomes, gerente de pós-venda da Prime Serra.

Ele explica que a maioria dos carros utiliza tração dianteira. Isso porque os veículos de entrada, geralmente, são mais leves e não muito utilizados em estradas de terra ou para transportes mais pesados. Ao contrário de veículos esportivos que exigem mais força e desenvolvimento do motor. Assim, a tração traseira atua na melhor disposição do peso e potencializando as arrancadas do automóvel.

Tração 4x2, 4x4 E AWD

A partir dessa distribuição, a tração pode ser categorizada com a aplicação da força motriz nas rodas. O consultor automotivo Gabriel de Oliveira explica que veículos 4x4 representam automóveis que têm a força distribuída nas quatro rodas. Já nos veículos 4x2 esse esforço é aplicado em apenas duas, traseiras ou dianteiras.

“A tração 4x4 permite maior aderência ao piso que estiver rodando. Enquanto a AWD permite maior estabilidade ao automóvel em situações de asfalto molhado, em que a força do motor é distribuída individualmente para cada roda”, detalha Gabriel.

Dessa forma, é preciso considerar as necessidades do motorista e as finalidades de utilização do automóvel. Se o veículo for utilizado apenas para passeio, o mais recomendável é um carro 4x2. Mas se as viagens em estradas de chão forem constantes, provavelmente, as melhores opções são os automóveis 4x4 ou AWD.

MAS USAR A TRAÇÃO 4X4 NO ASFALTO PREJUDICA O AUTOMÓVEL?

Depende. O gestor de vendas da Vitória Motors Jeep, Francisco Braga, explica que veículos 4x4 têm como característica a possibilidade de ativação da tração nos dois eixos. Mas é preciso verificar as recomendações da montadora. Isso porque no asfalto as rodas percorrem trajetos diferentes. Sendo assim, utilizar tração 4x4 pode forçar os eixos a manterem a mesma rotação em todas as rodas.

“Algumas permitem o uso em até 60 km/h em pistas molhadas, por exemplo. Por isso, é preciso consultar o manual e entender os limites e recomendações do automóvel. Apenas veículos AWD podem andar em qualquer superfície“, comenta Francisco.

Além disso, o gerente de pós-venda da Prime Serra, Alex Ramos Gomes, alerta para o desgaste de outros itens. “Automaticamente, a velocidade do automóvel será reduzida, assim o motorista pode acabar diminuindo o tempo de vida útil dos componentes como o rolamento do automóvel“, finaliza Alex.

automoveis veículos Mercado Automotivo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.