ASSINE

Surfista capixaba Ricardo Guimarães ganha homenagem no ES e nos EUA

Atleta do surfe natural de Colatina morreu aos 55 anos e foi lembrado em atos em Guarapari, no Brasil, e na Flórida, nos Estados Unidos, na manhã deste sábado (16)

Vitória
Publicado em 16/01/2021 às 16h27
Atualizado em 16/01/2021 às 18h04
Foto mostra homenagem realizada ao mar, nesta manhã de sábado (16), por surfistas na Praia d'Ulé a Ricardo Guimarães, que morreu na segunda-feira (11)
Surfistas fazem homenagem na Praia d´Ulé, em Guarapari, a Ricardo Guimarães. Crédito: Carlos Henrique Guimarães

Na semana marcada pelo luto no universo do esporte com a morte do surfista e empresário Ricardo Giurizzatto Guimarães, de 55 anos, conhecido como Germinho, amigos e familiares prestaram uma homenagem na Praia d´Ulé, em Guarapari, e em Deerfield Beach, cidade da Flórida, nos Estados Unidos, na manhã deste sábado (16).

Os dois atos, que tiveram orações intencionadas ao atleta, começaram às 9h ao mesmo tempo (apenas com diferença do fuso-horário). Participantes também levaram rosas dedicadas a Ricardo e surfistas que foram ao encontro formaram círculo no mar, em memória do capixaba. Pela pandemia da Covid-19, os que prestaram as homenagens foram recomendados a usarem máscara. 

Surfista e amigo de Ricardo, Douglas Aratu participou da homenagem feita na praia de Guarapari. E destacou: "Puxei a oração pela vida do Ricardo, que era praticamente um irmão. Sou muito amigo da família e posso dizer que ele era um cara mesmo amado e incentivador do surfe", relembra. Segundo ele, cerca de 100 pessoas (incluindo amigos e familiares) participaram da homenagem feita no Espírito Santo.

O amigo de Ricardo também ponderou sobre a homenagem feita nos Estados Unidos. "É um momento muito triste, mas feliz pelo carinho das pessoas", avaliou.

Surfista capixaba Ricardo Guimarães ganha homenagem nos EUA
Surfista capixaba Ricardo Guimarães ganha homenagem no ES e nos EUA. Crédito: Daniel Gomes/Divulgação

Como já havia dito para A Gazeta, Douglas reiterou que a praia de Guarapari foi escolhida por ser uma das preferidas de Ricardo para surfar. "Escolhemos o Ulé porque era um dos lugares que o Ricardinho mais gostava de surfar. Eu era atleta da Quebra Onda (nome da marca que o capixaba criou), ele sempre me ajudava com roupas e como podia. E não era só comigo, era com todo mundo. Foi um cara sensacional para o nosso esporte", detalhou.

Germinho, como era conhecido no cenário do surfe, morreu na madrugada  de segunda-feira (11), em Colatina. Surfista desde jovem, ele desenvolveu uma marca capixaba ligada ao esporte e foi um grande apoiador de atletas e eventos no Estado. Natural de Colatina, Noroeste do Espírito Santo, o atleta gerou comoção de outros grandes colegas do surfe, como Krystian Kymeerson e JP Azevedo, que lamentaram a partida precoce do capixaba pelas redes sociais. 

VEJA VÍDEO DE TRECHO DA HOMENAGEM EM GUARAPARI

A Gazeta integra o

Saiba mais
Colatina Espírito Santo Estados Unidos Estados Unidos Guarapari capixaba capixaba colatina espírito santo Surfe Obituário

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.