WSL adia e cancela etapas do Mundial de surfe por causa da pandemia

A medida se deve ao aumento de infecções pelo coronavírus nos dois estados americanos. Com isso, a temporada 2021 da WSL só deverá ser retomada em abril, na Austrália

Publicado em 05/01/2021 às 17h59
Atualizado em 05/01/2021 às 19h15
Kelly Slater, surfista norte-americano
Kelly Slater, surfista norte-americano. Crédito: Pedro Szekely / Wikimedia Commons

A Liga Mundial de Surfe (WSL) anunciou nesta terça-feira (5) o cancelamento da próxima etapa do seu circuito, Sunset Open, prevista inicialmente para começar em 19 de janeiro em Oahu, no Havaí.

O evento seguinte da liga, em Santa Cruz (Califórnia), que teria início em 2 de fevereiro, foi adiado, ainda sem nova data prevista para acontecer.

A medida se deve ao aumento de infecções pelo coronavírus nos dois estados americanos. Com isso, a temporada 2021 da WSL, iniciada em dezembro de 2020, justamente no Havaí, só deverá ser retomada em abril, na Austrália.

Após cancelar toda a edição de 2020, a liga esperava ter mais tranquilidade para organizar a atual temporada. Isso não vem acontecendo.

Apesar de ter conseguido concluir as primeiras disputas, com vitórias de John John Florence e Tayler Wright, a organização encarou contratempos.

A etapa masculina, em Pipeline, ficou vários dias suspensa por casos de contaminação pelo vírus, e a feminina precisou ser transferida de Maui para Pipeline após um ataque de tubarão matar um surfista amador no local original.

Estados Unidos Estados Unidos Esportes Surfe Mundo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.