ASSINE

Leitores comentam encontro incerto entre Bolsonaro e Casagrande no ES

Visita do presidente ao Estado, agendada para sexta-feira (11), ainda não foi comunicada oficialmente ao governador. Palácio Anchieta foi procurado apenas para tratar de questões de segurança

Publicado em 09/06/2021 às 17h03
O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, durante anuncio de quarentena de 14 dias
O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande. Crédito: Helio Filho | Secom ES

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem visita ao Espírito Santo agendada para a próxima sexta-feira (11). A passagem pelo Estado, a primeira desde que o chefe do Executivo nacional assumiu o posto, ainda não foi comunicada oficialmente ao governador Renato Casagrande (PSB).

O governo estadual foi acionado pela Presidência da República somente para tratar de protocolos de segurança. Segundo o Palácio Anchieta, Casagrande aguarda receber o convite do governo federal.

"Até então, o governador estaria disposto a receber o presidente no aeroporto, como manda o protocolo, mas há um receio de grande concentração lá, o que pode dificultar esse encontro. Isso criaria um clima não muito amigável, já que o governo do Estado é crítico a aglomerações", afirmou um parlamentar capixaba da base do governo.

As incertezas em torno do encontro, sobretudo por Casagrande ser um crítico constante da gestão da pandemia pelo governo federal, foi bastante comentada pelos leitores de A Gazeta, nas redes sociais do jornal. Confira alguns comentários:

Água e vinho não se misturam, mas o interesse público prevalece. Bolsonaro tem que vir com investimentos e sem aglomerações desnecessárias. (Dantas Mike)

O visitante é o presidente, então é o governador que tem que convidar. Isso se chama educação. Quer você goste, quer não, Bolsonaro é o presidente. Ou o governador não aprendeu com seus pais o que é educação? (Leo Saqueto)

Uma falta de respeito muito grande com o governo do Estado. Isso mostra que esse monstro chamado presidente não tem um pingo de respeito com as autoridades de cada Estado, a não ser que seja do seu partido, ou grupo político… (Fabiano Barros)

Se o presidente causar aglomeração sem os devidos cuidados, deve ser enquadrado e denunciado pelo governador na forma da lei, que é igual para todos. Vamos ver se eles serão infantis a esse ponto, enquanto o povo geme! (Marcelo dos Santos Lirio)

Eu nunca vi, em toda minha vida, um presidente da República se comportar de maneira tão antirrepublicana assim. Espero que isto seja um equívoco e que o protocolo entre autoridades constituídas seja cumprido. (Carlos Quartezani)

Ridículo! Quer dizer que a festa é na minha casa e eu é que tenho que ser convidado? Casagrande, você está mesmo ferrado com sua equipe de cerimonialistas. É você quem tem a honra de receber o presidente da República, seja ele quem for. Gente, isso é muito amadorismo, incompetência e infantilidade. (Ticia Eualia)

A dificuldade em fazer um governo minimamente decente não traz outra alternativa a não ser atacar e culpar os outros por tudo. Onde mora ineficiência sobra ignorância. O bolsonarismo é um fiasco. (Wagner Toniato)

Tem gente que não sabe ler... não é Casagrande que não quer esse encontro, é nosso presidente que nem sequer comunicou ao governador a visita dele em Vitória na sexta-feira, muito menos marcou encontro com ele. Faz muito bem, presidente. Está de parabéns. (Andreza Ribeiro)

Uai, gente! Mas quem convida é o “dono da casa” e, pelo que sei, é o Casagrande. Acho que o correto seria: Bolsonaro ainda não foi convidado por Casagrande. E bem faz o governador! (Janssen Cunha)

Perfeito. Ficar dando palanque para esse presidente incompetente é perder um dia importante de trabalho. (Leandro Klein)

Fica de boa, Casagrande. É um livramento. Enquanto Bolsonaro passeia em cima das nossas 11 mil mortes, por favor pense em estratégias para reerguer nossa economia. (Katiuscia Santos Lourenço)

Na reportagem diz que Casagrande está até disposto a receber nosso presidente no aeroporto, mas está com receio da aglomeração que pode vir a ter lá… Casagrande não está com receio algum, é o nosso presidente que nem sequer convidou ele. Ah, mas a aglomeração que tem dentro dos ônibus, não vou nem questionar… O presidente vai perder tempo um governador que so sabe atacá-lo, acabando com o nosso Estado. Que o nosso presidente passe bem longe desse governador. (Meried Macena)

Se o nosso Estado tivesse algum governador... mas não existe nenhum! (Carlos Henrique)

E se o Brasil tivesse presidente... não estaríamos tão envergonhados e desmoralizados. (Henrique Neves Fanti)

Que ótimo. Se eu fosse o Casagrande daria graças a Deus por não ter que ser obrigado a encontrar com esse embuste do Bolsonaro. (Emanuele Vassoler)

Bolsonaro vai fazer o que aqui depois de tantas mortes? Só para dizer que o presidente esteve no Espírito Santo, com tantas mortes, dificuldades, fome, desemprego etc. É só mais dinheiro que se vai gastar, gente. (Marli Krauze Buleriano)

Graças a Deus! Isso mesmo, Renato Casagrande. Nem vale a pena se encontrar com o intolerante e soberbo do Bolsonaro, que se recusa a comprar vacinas para o Brasil. (Joabe Batista)

Nós não precisamos do presidente aqui no Espírito Santo, precisamos de vacina, pão e democracia. (Pitty Geira)

Bolsonaro virá só pra entregar umas casas do programa Minha Casa Minha Vida criado pelo governo Lula e criar aglomeração… (Crê Brisson)

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.