ASSINE

'Agendamento da segunda dose deveria ser automático', sugere leitora

Quase 30 mil pessoas no Espírito Santo não retornaram para receber a segunda dose da vacina, e leitores apontam a dificuldade de marcar a aplicação como o principal motivo do atraso

Publicado em 20/04/2021 às 14h44
Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília
Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília. Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Quase 30 mil pessoas que tomaram a primeira dose de imunizante contra a Covid-19 no Espírito Santo não retornaram aos postos para receber a segunda aplicação no prazo indicado pelos fabricantes. Esse número equivale a cerca de 20% dos vacinados em território capixaba, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

A vacinação completa é essencial para garantir a eficácia da imunização. Quem perdeu a data de retorno prevista ou não conseguiu agendar a volta deve procurar o local em que tomou a primeira dose o mais rápido possível. "Mesmo que não tenha tomado a dose no momento que estava programado, não deixe de buscar o serviço de saúde agora", alerta o subsecretário de Vigilância em Saúde do Estado, Luiz Carlos Reblin.

Nas redes sociais de A Gazeta, dezenas de leitores apontaram a dificuldade de agendamento como o principal fator para o atraso na segunda dose. A escassez de vacinas e os problemas técnicos no sites das prefeituras, segundo os internautas, têm feito com que a população não consigar marcar a aplicação do imunizante dentro do prazo previsto. Confira alguns comentários:

Está difícil, viu! Eu já tento há mais de 15 dias que os meus avós tomem a segunda dose, mas não consigo marcar on-line e no posto falam que só conseguem liberar quando conseguirmos marcar pelo site da PMVV. Descaso com a população isso! (Paula Stefanelli)

Mais de uma semana tentando marcar a segunda dose do meu pai e não consigo, por isso ninguém está indo tomar. O certo seria dizer que quase 30 mil pessoas não conseguem agendar a segunda dose. (Angelica Kalke)

Minha mãe, que tem 76 anos, já era pra ter tomado a segunda dose há dias, mas entro no site da Prefeitura de Cariacica para marcar e nunca tem horário disponível. Isso quando não dá erro no site. (Heloisa Ribeiro)

Muito mais fácil e prático seria quem tomou a primeira dose no posto já fosse chamado na data estipulada. Mas complicam tudo. A da minha mãe eu consegui marcar na terceira tentativa. (Christini Ziviani)

Com certeza tudo está na dificuldade para o agendamento, o que na verdade chama-se falta de organização por parte das secretarias de Saúde. Se não fossem as pessoas mais novas para tentar tais agendamentos, os idosos jamais receberiam nem uma dose sequer da vacina. (Tina Brandão)

Tem hora que não tem como defender o brasileiro. Não dá pra falar que foi falta de informação. (Mari Perinni)

Ou seja: doses jogadas no lixo. Parabéns, capixabas!! E vamos de 4ª onda. (Niége Coura de Faria)

Muitas pessoas não voltaram pela dificuldade de agendamento, principalmente em Vila Velha, e a maioria é idoso. Procuram as Unidades de Saúde e ficam jogando o idoso de um lado para o outro, até eles desanimarem. Um absurdo. (Terninha Tavares)

Gente! Entendo que é difícil marcar, mas eu sempre consigo. Consegui para minha família e até para pessoas idosas do bairro que pediram ajuda. (Dayana Pagoto Elizeu)

Se Vila Velha abrisse agendamento decente para a população esse número seria menor. (Fernanda Furtado)

Infelizmente não são as pessoas que não querem se vacinar, simplesmente não encontramos a vacina. Estou à procura da Coronavac em Vila Velha para minha mãe e não consigo. (Daniela Raibolt)

Estou tentando agendar a segunda dose para a minha mãe já faz mais de 15 dias. Tento toda hora. Não consigo. A mensagem é sempre a mesma: todas as vagas foram preenchidas. Não sei mais o que fazer. No 156 ninguém atende. Já se passaram mais de 28 dias da 1ª dose. Desorganização: a gente vê por aqui !! (Alexandra Monteiro de Barros)

Gente vocês precisam se informar. Ontem não consegui agendar para uma tia minha e me preocupei, entrei em contato com a prefeitura e me informaram que se eu não conseguir agendar até o prazo limite, é para eu ir até o local mesmo sem ter feito agendamento. Se vcs se preocupassem mesmo já teriam entrado em contato para reverter a situação. Falta responsabilidade de ambos os lados: das prefeituras que não informam e da população que quer receber tudo na mão e não procura se informar. (Livia Salles)

As pessoas não estão voltando simplesmente porque não estão conseguindo agendar..Estou há 10 dias tentando agendar para minha mãe em Vila Velha e simplesmente nunca tem dose disponível. Ridículo colocar a culpa na população. (Andressa Destefane)

Pode ser porque ainda não conseguiram a dose, meu pai tomou em Vitória a 1º e ainda não conseguiu a segunda . Tenho tentado diariamente agendar, mas sempre indisponível. (Rosana Diniz)

Porque não está tendo vacina! Estou tentando desde o dia 16/04 marcar a 2ª dose para o meu pai e nunca tem disponível! Muito difícil, gente. (Brunna Barbati)

O agendamento deveria ser automático. Tomou a primeira, já sai com a data marcada, vai lá onde tomou a primeira e toma a segunda. (Nélia Maria Montovaneli Lazzar)

Mas se não conseguir agendar, não dá para ir mesmo. Tentei logo que abriu e nada, só deu erro, quando o site abre, já acabaram as vagas. Parem de colocar culpa no povo por algo que está desorganizado por conta do governo! (Ana Assunção)

Espero que nessa segunda dose, técnicos/enfermeiros mostrem a agulha esterilizada, mostrem a vacina e mostrem tirando o líquido do frasco da vacina para a seringa a ser aplicada no idoso. Quando levei meu familiar no Parque da Cidade, a enfermeira ficou o tempo todo de costas para a gente e já trouxe a seringa cheia, não mostrou transparência. Que medo desse tipo de profissional, fiz a denúncia ao órgão responsável. Espero que na segunda dose isso não ocorra novamente. Se ocorrer vou exigir que ela mostre passo a passo de tudo. Isso é um dever deles e um direito nosso. (Déia Salles)

A Gazeta integra o

Saiba mais
Coronavírus Coronavírus no ES Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.